Evangelismo Selvagem

0

Recebemos do Senhor a missão de ir por todo o mundo e pregar o Evangelho do Reino e fazer discípulos para Ele de todas as nações do mundo.

A proclamação do Evangelho não consiste em persuadir os homens à fé em Cristo, pelo poder do homem, ou por propostas que não se coadunam com a vontade divina.
Exemplo destas práticas, encontramos no Brasil, quando a ICAR batizou contra a consciência dos negros procurando convertê-los em cristãos, o que deu origem ao sincretismo das  religiões afro-cristãs como é o caso do Candomblé, Umbanda entre outras.
Também o proselitismo, entre igrejas cristãs, onde superabundam certos rituais de paganismo têm ocasionado um mal estar e não raras vezes conduzem o prosélito à descrença e ao abandono da fé.
Outrossim, são as disputas das eclésias, entre si, numa manobra de aumentar o número de membrazia. Usam-se os métodos do culto “show” com os “gospel singers” e com testemunhos do fantástico. Certa vez, ouvi um homem afirmar visão de anjos  revelações apócalipticas, que até hoje não aconteceram e nunca irão acontecer,  porque não têm origem em Deus que não muda.
A ICAR também é responsável pela inquisição de má memória e a perseguição aos judeus procurando convertê-los, pela força,  usando métodos de tortura e autos de fé, ou seja queimar um homem só por não querer negar a sua fé.
O evangelismo selvagem consiste nas práticas de convencer, contra a vontade do homem e da sua consciência. O fundamentalismo, dito cristão,  é responsável pelas cruzadas, contra o Judaísmo, Islamismo e outras fés.
Tive oportunidade de viver na antiga Lourenço Marques, hoje Maputo, em Moçambique e convivi perfeitamente com povos de diferentes raças e crenças. O respeito pela fé dos outros, motiva-os também a respeitarem a nossa fé.
A evangelização não é um acto isolado do homem, mas sim a manifestação de Deus que atrai pelo convencimento do pecado, da justiça e do juízo, o pecador com elevada compaixão de amor divino, ao Seu Reino, Cl 1:13.
casal com uma Missão,
Amílcar e Isabel Rodrigues
COMPARTILHAR
Amilcar Rodrigues foi ordenado pastor em 1978 na "Apostolic Faith Mission" na República da África do Sul, onde fez estudos teológicos. Como missionário em Portugal, fundou três igrejas e foi Presidente Nacional da Comissão de Programas da Aliança Evangélica Portuguesa, para a televisão, RTP2. Foi formado produtor de televisão "Broadcast" pela "Geoffrey Connway Broadcast Academy" Toronto, Canadá, é filiado do "Crossroads Christian Comunication". Em 1998 veio para o Brasil convidado pelo Ministério Fé Para Todos, Rio de Janeiro. No ano 2000 fundou em Cabo Frio uma congregação do mesmo Ministério e foi nomeado Vice-Presidente do Conselho de Pastores até ao ano de 2004. Em 2006 ficou cego. Escreveu o livro "Deus da Aliança" , Evangelho dos Sinais aos Hebreus" e "Contos do Apocalipse". Foi convidado pelo Gospel+ para participar como colunista em Maio de 2012.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here