Artigos

Os cristãos e a redução da maioridade penal

Comments (7)
  1. CLAMANDO disse:

    vc. é pt e a favor do caos, tratou a todos teus leitores, como analfabetos funcionais, que ao sabor de palavras estudadas e macias o levassem, a própria condenação de seus pensamentos, quanto a vontade de se ver livre deste peso que se chama impunidade.
    e como sempre faz não relativou o assunto com a melhor bússola que existe a bíblia.
    ficando teus comentários que como disse a principio, bem colocados, bem estudados, mas diante da bíblia sem valor algum.

    1. malu disse:

      palmas p/ vc.

    2. Jônathas disse:

      Clamando respondeu muitissimo bem.

      Rotulou a todos que não concordam com você como fundamentalistas, como se isso fosse ruim. Conhece aqueles fundamentalistas, Jonathan edwards, Loyde, etc…….?

      Terminou o texto colocando junto quem é a favor de punir os marmanjos de 15 anos, com gente que é a favor de tortura e de torturadores… Grupos de extrema direita… hahaha

      Você falou de Suécia, Finlandia e Dinamarca, já viu qual a idade que se vai pra cadeia nesses lugares? Você é hipocrita ou mal informado e consequentemente, mau profissional.

  2. Thiago disse:

    Texto muito bom. É difícil colocar em “suspenso” nossos valores para realizar uma análise mais crítica acerca dos fenômenos. A maioria das pessoas têm julgado segundo

  3. Thiago disse:

    Texto crítico bem embasado e muito bom. Colocar nossos valores mais fortes e nossas experiências pessoais “em suspenso” constitui uma ferramenta fundamental para uma análise séria. Considerar uma questão dessas por um viés individual é negar a complexidade dos problemas sociais que estão ao nosso redor. Todos os países que os consideraram apresentam modelos alternativos muito bons. A questão é que a falta de vontade política de parlamentares comprometidos apenas com a sua reeleição é retroalimentada por cidadãos e cidadãs que acreditam piamente que suas considerações pessoais tem uma maior valoração crítica do que o trabalho de grandes pensadores e cientistas sociais.
    Outro ponto problemático é que ainda resistimos a aceitar que a ética de Jesus se diferencia qualitativamente da ética da lei mosaica. Nesta estava presente a figura do vingador, enquanto que no Cristo está presente a justiça restaurativa e o ministério da reconciliação. Tem sido difícil colocar esse vinho novo nos velhos odres da justiça punitiva, da falta de empatia e da ignorância seletiva. Desejo força ao autor nesta empreitada progressista cristã. Não se deixe abalar por aqueles que criticam a diversidade de pensamento no meio cristão. Muitos dos que hoje se consideram cristãos teriam dito ao ladrão que na cruz clamava por perdão: “bandido bom é bandido morto”.

  4. Jônathas disse:

    Outra coisa interessante da midia mentirosa: o Brasil não está em 4o como tem sido anunciado, em termos de população carceraria.

    Está em vigesino quarto. Isso mesmo, vinte posições de diferença do que tem sido anunciado.

    Johnny Bernardo, você como jornalista, verifique a fonte primaria e tire suas duvidas.

    Depois corrija o seu erro.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

O Colunas Gospel+ é um espaço de opinião, voltado ao público cristão, com abordagem de diversos assuntos ligados à jornada de fé, sociedade, política, música e muito mais.

Aproveite o conteúdo e compartilhe o conhecimento através das redes sociais.