Sobre o atentado em Orlando – EUA

2

Uma fatalidade, realidade cruel que o mundo tenta omitir. O Islamismo não é uma religião pacífica, segundo o corão os homossexuais são dignos de morte, qualquer pessoa que não professe a fé Islâmica deve ser morta. A mídia tenta fingir que nada esta acontecendo, os políticos brasileiros abrem as portas do país afirmando ser bom para a nação a diversidade cultura, querem minimizar o perigo, suprimindo a verdade afirmando que o Islamismo é uma religião pacífica. Tal atitude é totalmente controversa e maléfica para o Brasil. É notório que o mundo está sem saber o que fazer para combater o terrorismo! A cada dia que se passa o Estado Islâmico esta ganhando espaço seja por estratégia política, ações sociais ou por meio do terror. Sim, o islamismo é um perigo para o mundo, não existe essa conversar de extremistas sunitas e mulçumanos equilibrados. Todos eles são uma ameaça em potencial.
Sobre o atentado em Orlando – EUA não devemos levantar a bandeira LGBT por se tratar de uma boate para este publico, a bandeira que devemos levantar deve a humanitária, ali naquela boate estavam pessoas, seres humanos. Todas as semanas centenas de Cristãos estão morrendo em todo oriente e ninguém, inclusive a ONU que deveria agir em favor do menos favorecido não fazem NADA, é como se nada tivesse acontecendo. A realidade é que os mulçumanos são totalitaristas, isto é intolerantes.

O problema é que alguns movimentos aproveitam essas oportunidades, diga-se de passagem, “calamidades” para ganhar espaço na mídia e difundir sua ideologia. Ignorando totalmente ocorrido, usam de oportunismo transvestido caridade. Pergunto aos militantes por que não realizam protestos contra o estado islâmico? Será que um homossexual tem mais valor do que um cristão que esta morrendo diariamente no Oriente? A resposta é não! Ambos sãos iguais, pois são seres humanos.

O Brasil não aprendeu a lição com os portugueses, holandeses e demais colonizadores que aqui estiveram com o objetivo de obter lucro e destruir a nossa cultura. Não se espante essa é a estratégia dos mulçumanos, no tocante a religião, seu objetivo é expandir o Islamismo como a única religião mundial. Não podemos como brasileiros tolerar apologia nas escolas, na mídia em favor do Islamismo é o mesmo que brincar com uma serpente e quando menos esperar ela vai atacar. É só olhar para o continente Europeu.

Que Deus nos ajude, que as autoridades competentes tomem as devidas precauções para combater o terrorismo, que cada ser humano possa buscar a Deus e se arrepender dos seus pecados. Só assim Deus sarara a nossa terra.

 

Aprendemos a voar como os pássaros e a nadar como os peixes, mas não aprendemos a conviver como irmãos.

Martin Luther King

COMPARTILHAR
Uma pessoa apaixonada pelo ser humano, visionário, missionário por vocação, Blogueiro, uma pessoa simples disposta a marca minha geração.

2 COMENTÁRIOS

  1. Em primeiro lugar, a obstrução mais óbvia tem sido oposição ao sexo. Todas as culturas, todas as religiões, todos os gurus, todos os profetas e videntes , e o clamor publico sempre disse que o sexo é um pecado, que é irreligioso, o sexo é veneno.
    Nietzche disse algo que é um indicativo. Ele disse que, embora a religião tentou envenenar o sexo para mata-lo , o sexo não morreu, e segue vivo , mas cheio de veneno. Teria sido melhor se tivesse morrido, mas não morreu. Está envenenado, e ainda vivo … O plano falhou. A sexualidade que se ver ao redor é a representação do sexo envenenado.

  2. esta é a verdade do atentado éos gayzistas sematando
    Além do extremismo, dilemas psicológicos podem ter motivado Omar Mateen a matar 49 pessoas na maior tragédia com armas de fogo na história dos Estados Unidos. As investigações da polícia indicaram que ele frequentava a boate Pulse, palco do massacre, e usava aplicativos gays para encontros. Sua ex-mulher disse que ele tinha “tendência homossexual”, o que pode indicar uma questão de autoaceitação por trás da matança. Autoridades também avaliam qual era o envolvimento da mulher de Mateen, Noor Zahi Salman, de origem palestina, que poderá ser acusada de ligação com a chacina.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here