Marcha gay e a intolerância da tolerância

11

11426408_931714930203970_847588770778486193_oEssa imagem é uma falta de respeito ao cristianismo, a família brasileira e infelizmente as pessoas acham que isso é ser livre: desrespeitar a Fé alheia, zombando de forma explicita.  O lema deste ano da parada gay de São Paulo “Eu nasci assim, eu cresci assim, vou ser sempre assim, Respeitem-me!” mais na verdade não existe respeito da parte deles. É a intolerância da tolerância. Existe à lei da reciprocidade: Quem deseja respeito, respeita. Não tenho problema algum, com a escolha de ninguém. Cada um é dotado por Deus com a capacidade de pensar e automaticamente decidir o que deseja ser e fazer da sua vida. O ser humano é livre com direito garantido na constituição, contudo  forçar que todos os cidadãos brasileiros concordem com a prática do homossexualismo já é um abuso que fere a constituição como também a confissão de Fé de cada individuo. Os militantes que tem o DEP. Jean Wyllys como representante não conseguem dialogar sobre o assunto de forma respeitosa abordando o assunto por meio da ciência, biologia, social, histórico, religiosa e honesta. Ao invés disso usam os meios de comunicação em massa de forma desonesta fazendo acusações àqueles que discordam dos seus pensamentos e fazem apologia a favor da relação homoafetiva.

E mudaram a glória do Deus incorruptível em semelhança da imagem de homem corruptível, e de aves, e de quadrúpedes, e de répteis. Por isso também Deus os entregou às concupiscências de seus corações, à imundícia, para desonrarem seus corpos entre si. Romanos 1:23,24

A corrupção do coração humano é tão perversa que Deus entregou o homem a suas paixões, o ser humano a cada dia vive de forma a negar a existência de Deus, através das suas práticas. Deus permitiu o homem fazer aquilo que ele deseja sem interferência divina. Partindo desta premissa é possível compreender o porquê das doenças e calamidades que assolam a humanidade. A falta de temor a Deus é notória, basta olhar a imagem a cima e perceber que as pessoas estão usando o sagrado como se fosse algo profano. Os ataques e perseguições aos cristãos através das leis é um sinal de que os homens estão perdidos em seu mundo de libertinagem a ponto de não tolerar aqueles que discordam da sua vã maneira de viver.

A homofobia é um atentado a liberdade de expressão. Discordar com a prática homossexual, expressando de forma pacifica e respeitosa não é preconceito é usar as faculdades mentais.

COMPARTILHAR
Uma pessoa apaixonada pelo ser humano, visionário, missionário por vocação, Blogueiro, uma pessoa simples disposta a marca minha geração.

11 COMENTÁRIOS

  1. Vocês pedem respeito, mas tem um livro sagrado que taxa os gays de abominação.
    “Dignos de morte que pratica tais coisas”, escreveu Paulo. E ainda falam em intolerância religiosa. Se você fosse gay, gostaria de ouvir essas pérolas bíblicas? Pior, ter sempre um pastor de plantão para reforçar sempre estas passagens bíblicas no seu ouvido?
    Respeitem as diferenças para depois exigirem respeito. Que eu saiba, os gays não possuem um livro sagrado, por meio do qual abominam a hipocrisia evangélica.

    • Não tacha gays de abominação é preciso ler e interpretar com atenção: “Com varão não te deitarás, como se fosse mulher, abominação é” ou seja, está se referindo à prática, não á pessoa e cite o texto em Paulo diz que o homossexual é digno de morte, pois ainda não o encontrei.

  2. Depois essa aberração e anomalia da natureza querem respeito ? Ridículo, e pensar que milhares e milhares de reais, dos nossos impostos, financiam esse lixo através do governo dos corruPTos do PT

  3. PARECE QUE GENESIS 19 NÃO TEM NA BIBLIA DOS LIDERES EVANGELICOS: SILAS MALAFAIA, SENADOR MAGNO MALTA, POR QUE NUNCA OUVI ELES FALAREM DESSA PASSAGEM !

  4. É realmente lamentável…
    As pessoas do século XXI não têm a menor ideia do quanto JESUS sofreu sobre a cruz, para dar ao homem a oportunidade de reconciliar-se com DEUS.
    A cegueira causada pelo deus deste mundo (Diabo) é tanta, que as atitudes e os atos em nome de uma falsa liberdade, chegam a isso!
    O importante é saber, que DEUS ungiu a JESUS de Nazaré, com Seu Espírito e lhe deu Poder para libertar todos os cativos do pecado. Isso inclui até essa pobre jovem que foi usada por Satanás nessa afronta contra O DEUS Filho!
    Que O Senhor tenha misericórdia dessa alma e a liberte do domínio do Diabo, em nome de JESUS CRISTO.

  5. Claro que vcs vão discordar, estão cegos. concordo com Diego Ribeiro. Vcs são do burussu. vai claro defender. E ainda etão kagando. Pois ninguem tem raiva ou odeia vcs Homossexuais. Pelo contrario nos não aceitamos as atitudes. Mais os amamos. Basta vcs quererem mudar. so isso.

  6. “Depois essa aberração e anomalia da natureza querem respeito ?”
    ai estah o exemplo de respeito dos cristaos para com os homossexuais.
    vale lembrar que cristaos combatem homossexuais desde sempre, oprimem desde sempre.
    a revolta dos gays eh mais do que justificada por anos de opressao crista.

  7. A Bíblia é, antes de qualquer coisa, um livro de história. Nele estão contidas as palavras de Deus, mas não é, em sua totalidade, escrita por ele, mas por homens, ao longo de muitas gerações.
    Nos ensina a diferença entre caráter, moral e ética. E é importante ressaltar:
    – Caráter é o que é bom para cada indivíduo.
    – Moral é o que é bom para cada sociedade.
    – Ética é o que é o equilíbrio das duas, e é bom para todos.
    A moral muda de país para país, de cidade para cidade, de casa para casa. São as regras para o funcionamento das vidas das aglomerações de pessoas no mundo. Duas pessoas que entram em acordo tem uma moral, se falamos de apenas uma, é caráter.
    Por isso o conceito de bom ou mal caráter é abstrato, é mais eficaz se pensamos no caráter como adequado, ou não, à moral de cada lugar.
    O que a Bíblia nos ensina, é a buscarmos Ética, acima de caráter ou moral. A buscarmos regras de convívio que beneficiem todos, buscando a nossa felicidade.
    Deus nos deu 11 mandamentos de ética, dez através de Maomé, e um último através de Jesus: Amai-vos uns aos outros, como eu os amei. São esses, os ensinamentos que a Bíblia sugere que os cristãos sigam. Se alguém tem dúvida de como Jesus nos amou, precisa reler sua história, e sua relação com quem precisou dele. Jesus nunca foi maioria, mas tocou o coração de todos e fez diferença no mundo ao suportar a dor da crucificação em frente a milhares de pessoas.
    Entendido o conceito do que é moral, ensinado por Jesus, podemos dizer que ele lutou contra a moral daquela época, firmemente, pregando um mundo que olhasse além dela: um mundo ético, ou seja, equilibrado. É muito fácil compreender a Bíblia quando somos cristãos conscientes da sua simplicidade, e ao mesmo tempo, de sua genialidade. Fiquemos atentos às mudanças naturais nas regras da nossa sociedade, e busquemos o que é bom para todos. Vamos enxergar as coisas com olhos de amor, e descobrir que qualquer pessoa pregada numa cruz, seja ela de qualquer gênero, cisgênero ou não, está nos lembrando o que Cristo nos disse, quando o crucificamos lá atrás “Pai, perdoai, eles não sabem o que fazem”.

  8. Escrevi antes um comentário, com muito afeto, mas meu corretor automático me pregou uma peça. Portanto peço ao moderador que opte por este, corrigido.

    A Bíblia é, antes de qualquer coisa, um livro de história. Nele estão contidas as palavras de Deus, mas não é, em sua totalidade, escrita por ele, mas por homens, ao longo de muitas gerações.
    Nos ensina a diferença entre caráter, moral e ética. E é importante ressaltar:
    – Caráter é o que é bom para cada indivíduo.
    – Moral é o que é bom para cada sociedade.
    – Ética é o que é o equilíbrio das duas, e é bom para todos.
    A moral muda de país para país, de cidade para cidade, de casa para casa. São as regras para o funcionamento das vidas das aglomerações de pessoas no mundo. Duas pessoas que entram em acordo tem uma moral, se falamos de apenas uma, é caráter.
    Por isso o conceito de bom ou mal caráter é abstrato, é mais eficaz se pensamos no caráter como adequado, ou não, à moral de cada lugar.
    O que a Bíblia nos ensina, é a buscarmos Ética, acima de caráter ou moral. A buscarmos regras de convívio que beneficiem todos, buscando a nossa felicidade.
    Deus nos deu 11 mandamentos de ética: dez através de Moisés, e um último através de Jesus: Amai-vos uns aos outros, como eu os amei. São esses, os ensinamentos que a Bíblia sugere que os cristãos sigam. Se alguém tem dúvida de como Jesus nos amou, precisa reler sua história, e sua relação com quem precisou dele. Jesus nunca foi maioria, mas tocou o coração de todos e fez diferença no mundo ao suportar a dor da crucificação em frente a milhares de pessoas.
    Entendido o conceito do que é moral, ensinado por Jesus, podemos dizer que ele lutou contra a moral daquela época, firmemente, pregando um mundo que olhasse além dela: um mundo ético, ou seja, equilibrado. É muito fácil compreender a Bíblia quando somos cristãos conscientes da sua simplicidade, e ao mesmo tempo, de sua genialidade. Fiquemos atentos às mudanças naturais nas regras da nossa sociedade, e busquemos o que é bom para todos. Vamos enxergar as coisas com olhos de amor, e descobrir que qualquer pessoa pregada numa cruz, seja ela de qualquer gênero, cisgênero ou não, está nos lembrando o que Cristo nos disse, quando o crucificamos lá atrás “Pai, perdoai, eles não sabem o que fazem”.

DEIXE UMA RESPOSTA