Artigos

Os evangélicos e as grandes questões sociais

Next Article
Não brinque com fogo
Comments (6)
  1. Leandro Torreal, obrigado por suas constantes observações e comentários. Grande abraço!

    1. Roberto disse:

      As pessoas buscaram as teologias do século passado: Hoje a fé é material, as pessoas doam esperando prosperidade pra vida, doam tudo pra igreja!
      Ouve uma progressão
      Primeiro veio a teologia do “Jesus está voltando”, e deveria ser praticada toda santidade, logo depois, em 70 veio a teologia dos milagres de Jesus e agora “eu” recebo os milagres.
      Hoje Não é o homem que serve a Deus e sim Deus que serve os homens.
      As igrejas não tem mais fieis e sim clientes, há o paganismo, essas teologias trairam o cristianismo.
      A primeira onda petencostal o núcleo ainda estava intacto, na segunda houve o desagregamento, os evangélicos que seguem a teologia da prosperidade estão traindo a teologia do cristianismo, a teologia da prosperidade transforma as obras em manifestação material da fé, o que importa é a obra , que você dê alguma coisa.
      Em segundo lugar existe a traição do cristianismo , a teologia da prosperidade não exige uma vida moral reta, diferente do petencostalismo clássico, o que temos no neopetencostalismo é a tendeência de acentuar que o importante é a oferenda em troca da prosperidade. Isso é quase um despacho, só que ao invés de ser na encruzilhada é no cartão. Você paga os serviços e deus lhe repassa os milagres.
      A teologia básica do Cristianismo é:
      DEUS, QUE SEJA FEITA A TUA VONTADE!
      A teologia de hoje é:
      deus, que seja feita a minha vontade.

      O Feitiço voltou contra o feiticeiro, antes acusavam os católicos de pagãos e hoje os evangélicos é que se paganizam.

      O protestantismo colhe do próprio veneno.

  2. Edson Souza disse:

    Já li aqui membros de uma certa instituição(difícil escrever igreja nessas condições) ao criticar as condutas dos seus lideres com relação a maneira que gastam o dinheiro arrecado. A desculpa da instituição dele não ajudar os pobres, pq isso é dever do governo ajudar e não a igreja.
    Pode uma coisa dessa?

    Eles tem a cara de pau de dizer que tem muitos aproveitadores nesse meio.(dos pobres)
    Então esses são os argumentos de não alimentar, cuidar dos dos necessitados.Essas pessoas que se encontra nessas situações são aproveitadores da própria situação que se encontra.

    Então, o que fazer com os bilhões arrecadados?
    Em vez de ajudar os famintos no mundo preferem construir templos luxuosos, lideres viverem na ostentação.(mansões,fazendas,jatinho,yates,carrões blindados,viagens em hotéis de luxo e outras regalias que a elite dessa instituição promover para seus funcionários da alta escalão.(Uma observação:Não são todos que participa desse delicioso bolo)
    Gastasse bilhões com rede de tv com programações que incentiva as obras da carne.

    Ai vem a pergunta.
    Isso é evangelho?
    São seguidores de Cristo?

  3. Anderson Koberstein disse:

    Todo cristão tem no dever de fazer obras sociais. Eu vejo grande erro em confundir a caridade cristã com movimentos que visam apenas difundir ideologias políticas. Lamento muito lhe informar, mas a maioria dos movimentos evangélicos que usam a bandeira de justiça social são ligadOs a movimentos políticos DE ESQUERDA e servem apenas como curral eleitoral.

  4. Anderson Koberstein disse:

    Recomendo a todos cristãos imbecilizados pelos esquerdopatas a lerem a obra de Olavo de Carvalho.

  5. Roberto disse:

    As pessoas buscaram as teologias do século passado: Hoje a fé é material, as pessoas doam esperando prosperidade pra vida, doam tudo pra igreja!
    Ouve uma progressão
    Primeiro veio a teologia do “Jesus está voltando”, e deveria ser praticada toda santidade, logo depois, em 70 veio a teologia dos milagres de Jesus e agora “eu” recebo os milagres.
    Hoje Não é o homem que serve a Deus e sim Deus que serve os homens.
    As igrejas não tem mais fieis e sim clientes, há o paganismo, essas teologias trairam o cristianismo.
    A primeira onda petencostal o núcleo ainda estava intacto, na segunda houve o desagregamento, os evangélicos que seguem a teologia da prosperidade estão traindo a teologia do cristianismo, a teologia da prosperidade transforma as obras em manifestação material da fé, o que importa é a obra , que você dê alguma coisa.
    Em segundo lugar existe a traição do cristianismo , a teologia da prosperidade não exige uma vida moral reta, diferente do petencostalismo clássico, o que temos no neopetencostalismo é a tendeência de acentuar que o importante é a oferenda em troca da prosperidade. Isso é quase um despacho, só que ao invés de ser na encruzilhada é no cartão. Você paga os serviços e deus lhe repassa os milagres.
    A teologia básica do Cristianismo é:
    DEUS, QUE SEJA FEITA A TUA VONTADE!
    A teologia de hoje é:
    deus, que seja feita a minha vontade.

    O Feitiço voltou contra o feiticeiro, antes acusavam os católicos de pagãos e hoje os evangélicos é que se paganizam.

    O protestantismo colhe do próprio veneno.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

O Colunas Gospel+ é um espaço de opinião, voltado ao público cristão, com abordagem de diversos assuntos ligados à jornada de fé, sociedade, política, música e muito mais.

Aproveite o conteúdo e compartilhe o conhecimento através das redes sociais.