Artigos

Os perigos do fundamentalismo

Next Article
A visão
Comments (37)
  1. Mary disse:

    Johnny Bernardo,
    Nesse tema vc se dedicou mais a falar do fundamentalismo islâmico, no entanto, nós temos, também, um fundamentalismo evangélico sendo criado em nossa sociedade. Olhe só o que o rapaz que empurrou uma jovem no metrô, e, que por pouco não morreu mas teve o seu braço amputado, preste atençao no que ele disse: “O mundo é da Babilônia. Vocês [imprensa] são sujos, eu não. Vocês destruíram os valores da família mostrando imagens de prostituição na TV. Vocês não seguem a Bíblia, eu sigo”
    O irmão disse que ele é esquizofrênico, sei não se não contribuíram para isso. Lamentável!

    1. Oi Mary. Não, não é só o fundamentalismo islâmico aqui enfocado; pelo contrário, vai muito além. Acompanhe!

    2. MARY,estava com saudade dos seus comentários.Eu estava sem tempo.Um cheiro,bonitona.
      JESUS te ama,irmã.

      1. Mary disse:

        Obrigada, Jánio! Deus te abençoe.

    3. levi varela disse:

      Mary,

      Você deu a aparência de uma fundamentalista contra os cristãos.

      Veja bem, o fato de uma pessoa, perturbada mental ou não, falar coisas que estão na bíblia, com todo o respeito, tal pessoa pode ser do judaísmo também, afinal a bíblia é composta de duas partes.

      Ocorre que o islamismo também tem essas concepções, seria bom você lê, afinal as mulheres de lá usam burca é justamente em nome desses princípio de moralidade.

      Em síntese, pode o agente dessas concepções raivosas ser judeu, do islã e de outras mais religiões, inclusive ligadas ao Oriente extremo, como: budismo…

      Quanto à figura, veja que é um desmiolado mesmo, pois a moça que derrubou, quando a gente compara os que estão na praia, ela estava com no mínimo sete capas(modo de dizer), então se possuísse qualidade plena da mente, teria ido a uma praia, onde lá teria pessoas bem nos conformes que ele é contra, e de preferência numa de nudista.

      Calma, Mary, se não vamos ter que procurar um psicólogo pra você, se bem que se fosse a Annny, esta eu tenho certeza, é cristofóbica mesmo da planta do pé á coroa da cabeça, já você, costuma falar sob impulso.

      1. Mary disse:

        Levi Varela, ou seria Levi Tagarela?
        Vc dizer que eu falo sob impulso, só pode ser brincadeira!
        Se vc soubesse qtas vezes eu abafei meu impulso para não responder seus comentários esdrúxulos e fora dos contextos! E, ainda assim, qd tentei, teve quem me mandasse parar de refutar seus comentários para que vc não viesse com coisas mais absurdas ainda! rsrs… Agora, me diga, quem é que fala mais por impulso não importando o que vai sair da boca afora, aqui no caso, dos dedos afora? Sou eu, ou vc, sr. Levi Tagarela?
        E.T. Lei meu comentário abaixo e veja um pouco mais do que penso, tá legal?
        Um ósculo santo para vc.
        Fui…

        1. levi varela disse:

          Preste atenção ao que você escreveu, minha cara.

          Não se pode e nem se deve dizer que portadores de déficit mental precisa de religião “a” ou “b” para agir desproporcionalmente, mas você chamou a atenção do escritor dizendo que ele houvera feito menção apenas ao islamismo(seu equívoco primeiro), sendo que o próprio vem e chama sua atenção.

          O exemplo que você apresentou, com todo o respeito, não se coaduna com as discussões, penso eu. Mas não se ofenda, sou apenas um apaziguador, procuro garantir um certo grau de reflexão aos que aqui escrevem, justo, aí sim, pelo fanatismo de muitos.

          Fanatismo não apenas o religioso, sim o fanatismo de pessoas que se dizendo não seguidoras de ninguém, mas faz questão de ser fundamentalistas ao zombar de tudo e de todos, invertendo todo e qualquer caldo ou resquício de cultura, misticismo, gente que sabe de tudo, gente que conduz tudo para o lado religioso/depreciativo.

          Então, minha cara, partindo da premissa que você não quis dizer o que entendi, devo acreditar. Mas como foi essa a impressão que eu tive(repito, embora não fosse essa a sua intenção), eu refutei, apenas por ser um apagador de incêndios, esses derivados de mal entendidos, más interpretações.

  2. Mary disse:

    Meu querido comentarista do facebook, Radiovidaeluz Sj,
    Vc esquece que seguir a Jesus é, acima de tudo, amar… amar ao diferente, amar ao que não nos ama, enfim amar ao nosso próximo. O caso do rapaz no metrô, ele empurrou por causa de ódio, ele não conhecia a moça, mas ele a ODIAVA! Sem comparação com alguém que segue a Jesus.
    Nós podemos ser perseguidos por causa do amor, porque não pagamos o mal com o mal e porque nos desviamos do pecado. Mas dizer que sendo preconceituosos, criticando e combatendo duramente os homossexuais em nome de nossa fé: e se por causa disso recebermos retaliações vamos dizer agora que isso é perseguição? Jamais, meu caro! Isso é, tão somente, colheita do que plantamos!
    “O ódio excita contendas, mas o amor cobre todos os pecados. Provérbios 10:12

  3. Diogo disse:

    Nossa, eu nunca li um texto assim! Achei muito explicativo! Hoje em dia muita gente fanática parece que tem que procurar um inimigo, procurar algo para lutar contra, pra essas pessoas o diabo está em todos, em todo lugar e deve ser combatido, tudo bem que eu não sou crente mais eu acho exagerado certos comportamentos, é bem como vc disse, parece que estão sempre em guerra, parecem soldados, só existem dois lados o do bem (que é o deles) e o mal!

  4. JP disse:

    Vai de encontro com o que e penso. Espírito político-cruzadístico e mentalidade persecutória são os traços marcantes do fundamentalismo e do “ovo da serpente” que todos os homens e mulheres de bom senso devem combater interna e externamente. Essas duas características podem ser usadas também com o fito da promoção política, daí o porquê de muitos hoje engendrarem discursos de pânico a fim de angariar capital político. Infelizmente, um povo com pouca perspectiva, inseguro de seu lugar social e ao mesmo tempo que imediatista, carente de boa educação e de cultura democrática é muito susceptível a adesão irrefletida.

    1. JP,muito bem.Ovo da serpente que está chocando,vai quebrar a casca,sair,crescer…O poder econômico,a igreja,sociedade geral e exército vão reagir e são capazes de tudo em le-
      gítima defesa.Juntando todos no mesmo partido é bom,pois fica fácil para enfrenta-los.

    2. JP,muito bem.O ovo da serpente está chocando,vai quebrar a casca,sair,crescer,estão sedento pelo poder…O poder econômico,igreja,sociedade geral e o exército são capazes de
      tudo em legítima defesa.

  5. Vanessa Cipriano disse:

    Pessoal, esse John parece ter algum transtorno mental. Chamar um colunista tão sério, comprometido com matérias de qualidade, de “gay”, como disse o Johnny, não é uma atitude de um fundamentalista problemático? E vejam os senhores que atitude de um crente que tem coisa na cabeça.

    Leonan Martins
    ” owunnnnnnnn, a menininha vai chorar vai??? buáááááá
    ôô papai, a princesinha tá chorando papai, owunnnnn…..
    chora não princesinha, titio vai te dar uma bonequinha da chiquititas de presente, tá baumm?? engole o choro, engole o choro menininha, para de espernear, senão não vai ganhar a bonequinha……buááááá

    Desculpe, senhor Johnny Bernardo: o senhor está perdendo tempo com esse tipo de gente, porque ou tem sérios transtornos mentais, ou é analfabeto ou, na melhor das hipóteses, é um molecão de seus 16 anos. Não perca tempo e argumentos preciosos com esse tipinho.

  6. JOHNNY BERNARDO,seu texto tem a qualidade da excelência.Você é um colunista sério,responsável,dedicado,comprometido com a verdade,inteligente,justo,humano,interpreta
    a Bíblia com imparcialidade, é culto,conhece as boas novas de JESUS CRISTO….Faltou você
    falar do fundamentalismo cristão evangélico aqui no nosso querido Brasil dando os seus primei-
    ros passos com planos de poder para a implantação do regime teocrático.As acusações contra os
    fundamentalistas aqui no Brasil não são boatos,são fatos.O despertar da sociedade começou
    com o pastor marcos Feliciano e sua tropa de choque na comissão de direitos humanos.A grande maioria dos Parlamentares evangélicos que estão em Brasília não são fundamentalistas
    e estão infiltrados em quase todos os partidos.Agora,os fundamentalistas evangélicos de uma
    igreja que se diz cristã estão tentando convencer os parlamentares a se juntarem em um único
    partido – o PRC – Partido Republicano Cristão.Se todos os parlamentares aceitarem essa união
    e seguirem as ideologias fundamentalistas,a guerra santa aqui no Brasil está declarada,pois,os
    demais partidos,sociedade e governo vão saber como criar suas ações estratégias para se defender e combater esse ovo da serpente que está chocando e que,assim que sair da casca,
    querem o poder,custe o que custar.E fundamentalismo cristão evangélico não é diferente de
    fundamentalismo islâmico.O caráter e o objetivo é o mesmo.Não tenha medo de denunciar o
    fundamentalismo cristão evangélico por que não vai demorar para as serpentes sedentas pelo
    poder sair às ruas desesperadas como caçadoras de almas.Algumas seitas já fazem isso nas
    periferias.

    1. Johnny Bernardo disse:

      Jânio, nos opomos a todo e qualquer tipo de fundamentalismo, seja ele islâmico, sectário ou mesmo cristão. O problema é que, com o crescimento de uma determinada religião, há uma tendência quase que universal de tentativa de imposição de seu credo religioso aos demais compatriotas, aos demais que professam outras crenças. O que temos de entender, em primeiro lugar, é que o Estado é laico, e tem de continuar assim pelo bem da nação.

      Em um segundo momento é preciso avaliar até que ponto uma religião pode interferir na sociedade. Quando uma defesa (apologética?) ultrapassa por-de-mais os limites locais, territoriais, físicos, esbarra em direitos de outros, de indivíduos que não compartilham da mesma crença. Portanto, é legítimo que todas as religiões tenham direito à defesa.

      O problema ocorre quando há uma tentativa de institucionalização de um credo religioso. Neste caso a crença deixa de ser local, territorial, localizada, e passa a ser colocada de cima para baixo. Neste caso há problemas sérios porque confunde-se a religião com o Estado. Há exemplos não muito distantes de institucionalização religiosa, nos períodos colonial e monárquico. Nestes períodos (que abrangem exatos de 389 anos) o Catolicismo Romano reinou absoluto, de cima para baixo, via regime do Padroado. De religião da metrópole, passou à religião do império, da monarquia brasileira. Houve mudanças a partir de 1824, mas foram ínfimas. Eram reservados direitos aos católicos, enquanto aos protestantes não.

      Por exemplo, era permito aos católicos terem registro de nascimento dos filhos, de enterrarem seus mortos em criptas e depois cemitérios públicos; aos protestantes de imigração (luteranos/anglicanos) não eram dados os mesmos direitos. Entende? A Religião e o Estado se confundiam, se mesclavam. Na casa-grande havia a sede do engenho, e ao lado a capela com o culto familiar, patriarcal. Os protestantes não tinham templos com identificação.

      Daí observarmos a importância da Constituição de 1891, a partir da qual o Brasil passa a ser uma republica laica, sem preferência religiosa. Os protestantes passam a ter os mesmos direitos que os católicos, assim como as demais confissões religiosas. É assim que tem que ser o Estado, funcionar para todos os cidadãos, todos os credos religiosos. Portanto, há de se evitar – com o crescimento exponencial verificado no Censo de 2010 – que a igreja evangélica se confunda com o Estado, queira mesclar-se à ele. É preciso manter distância.

      1. JOHNNY BERNARDO,você é culto e seus textos são da qualidade da excelência.

    2. levi varela disse:

      Jânio,

      Quem disse a você que possíveis prerrogativas de minorias seriam aceitas pelos demais membros do parlamento do Brasil? Quem foi que vendeu esse peixe?

      Ora, a Lei do Divórcio foi aprovada em 1977 em face do destemor de um presidente luterano, numa época de ditadura, sendo que de lá para cá, todos os temas foram rechaçados, inclusive quando sequer existia um pé de evangélico nos dois parlamentos.

      Os parlamentares não evangélicos diferem em face de que pregam um voto e votam diferente, enquanto que os evangélicos costumam falar e fazer, mas como são minorias, então não poderiam jamais inverter uma ordem natural, a vitória da maioria.

      Meu caro, quem tem que ser convencida não é minoria, sim a maioria, a católica, não esqueça, pois assim fazendo mais parece os tempos em que o ditador romano incendia Roma e responsabiliza os cristãos que viviam nos esgotos e nas catacumbas, aliás como agora, o povo da periferia.

      Vá à busca dos seus povos endinheirados, de bons cargos, os que mandam neste país, a saber: os católicos e sua igreja via a CNBB, aliás poderia dizer o que ela pensa sobre o assunto? O que motiva vocês não a enfrentarem?

      Cara, por favor, evangélico em sua maioria é desprovida de recursos, mas a inteligência, esta Deus dá a todos.

      Vamos deixar de antipatia com os evangélicos, descriminação não, intolerância religiosa não!

      1. LEVI,não estou me referindo aos evangélicos moderados da inclusão social e que sabe conviver muito bem com as diferenças e a diversidade.Estou me referindo às seitas fundamentalistas cristãs espalhadas pelas esquinas das periferias do Brasil,que pregam as boas novas de JESUS CRISTO de maneira irresponsável,por qualquer um,visando apenas votos nas eleições via currais eleitorais,fama e poder. Os Países mais importantes e desenvolvidos do mundo são
        os protestantes evangélicos.

        1. levi varela disse:

          Jânio,

          Devemos todos nós ter cuidado com o próximo. Veja bem, meu caro, quando eu faço menção a erros resultantes de práticas fundamentalistas procuro dize que são os fundamentalistas do islã, dos judeus, do cristianismo, da cúpula dessa e da outra religião, sob pena de pôr todo mundo num mesmo patamar, num mesmo círculo.

          É como muitos daqui falam sobre evanjegues, pa$tores… e aí vai. A bem da verdade, se este país o povo não fosse tão pacífico, ao certo se amontoaria em Juízo as demandas judiciais contra os que denigrem, generalizam… ou seja, o mal uso da internet.

          1. Levi,você está certíssimo. É preciso especificar e não radicalizar.

  7. Edigar disse:

    Vejam só, a ciência já provou que o Estado é tanto imoral em seus meios quanto ineficiente em seus serviços, e este senhor ainda o idolatra. Mas o que poderia se esperar de um marxista fanático, como Johnny Bernardo?

    1. EDIGAR,você está extremamente perturbado de tanta inveja.Competência e intelectualidade
      é para quem pode.Por ele ter amor ao próximo e ter senso de justiça,defende os mais fracos e oprimidos.

      1. Edigar disse:

        Kkkkk quanta cegueira, ou melhor, ignorância…Se ele fosse a favor dos pobres, não viveria com dinheiro dos nossos impostos, que é tirado à força de nós…Ele só se preocupa com ele e com o “Companheiros” comunistas dele, as custas do sangue do povo, e com o apoio dos ignorantes como você!

  8. Edigar disse:

    Johnny e suas fraudes intelectuais: vejam só que ridículo, ele se diz a favor do Estado de Bem Estar Social dos Países Escandinavos, devido ao padrão de vida elevado, porém mostra sua verdadeira face ao defender o marxismo soviético e o bolivarianismo cubano! E ainda tem um monte de idiotas úteis, bovinamente doutrinados nas escolas estatais do MEC, para massagear o ego dele, chamando-o de gênio. Os textos deste Johnny chegam a ser engraçados de tão ridículos…Eu sei que vou me divertir muito lendo os artigos dele e também a seção de comentários!

    1. Vanessa Cipriano disse:

      Edigar, como é desprezível sua posição com relação ao colunista. Ele não precisa de vc para dizer se é gênio ou não, os seus artigos já mostram a sua qualidade. Vc precisa estudar mais menino, e tirar o cabresto fanático pentecostal (ou neopentecostal, quem sabe) que colocaram no senhor. O senhor não é testemunha de jeová não, né? Bernardo, mais uma vez: não ligue para pessoas como ele, sem qualquer conhecimento científico. Estamos contigo. Continue publicando matérias recheadas de informações e que os fanáticos se mudem para a Arábia.

    2. EDIGAR,ele é um gênio mesmo,gente boia,justa,humana,tudo de bom …Invejoso.

    3. EDIGAR,vá estudar,você pode não ser,mas parece um analfabeto funcional.Não falou de
      sua religião,mas está mais para um crente fanático fundamentalista homofóbico da
      lavagem cerebral. Se for,vá se tratar,rapaz,JESUS CRISTO te ama.Na paz,irmão.

      1. Edigar disse:

        Kkkkkk, me divirto com os comentários de vocês, cheios de ataques pessoais, só mostram que precisam se converter…

        E outra: Parece que até que estão de deboche com tantos elogios para com a pessoa do Sr. Bernardo, de tão infantis que são as suas palavras!

        Procurem pesquisar sobre ele, que tem um carreira no Partido Comunista do Brasil, é mancomunado com políticos e vive com dinheiro tirado à força do povo (Leia-se impostos), ou seja, é um sujeito improdutivo para a sociedade!

        Mas como diz o ditado, enquanto houver cavalo, o Jorge não anda a pé, então continuem a idolatrá-lo, esquerdistas funcionais!

        1. Pablo Fabrício disse:

          É pessoal, não consegui passar sem comentar as asneiras que esse senhor Edigar coloca aqui contra o colunista. Cara, que moral é a sua em acusar o colunista se vc é um seguidor do delirante Severo? Veja pessoal a fonte que este fundamentalista usa para atacar um colunista tão sério como o Bernardo – o esquizofrênico do Severo. O mesmo que apoia o torturador Bolsonaro – tido por ele como exemplo de defensor da família. Cara, se vc citasse líderes de respeito, daríamos crédito, mas suas asneiras só mostram que vc é da mesma laia do Severo – o defensor de torturadores e ditadores como Putin. É pessoal o cara agora defende o regime russo. Que moral!

        2. O comunismo já era.O perigo que agora ameaça ,aterroriza e amedronta o
          mundo chama-se fundamentalismo religioso.

  9. Frater disse:

    Este texto me parece usar técnicas um tanto sórdidas para atacar algumas ideias e atitudes legitimas, igualando-as com ideias de lunáticos. Pois bem, vejamos, ignorando a agradável ironia de que o autor parece estar em uma franca batalha contra certos tipos – a diferença é que o Sr. Bernardo esconde o seu lado, e com isso destrói toda possibilidade de dialogo honesto.
    A primeira coisa que me chama atenção é sua repudia à ideia de luta. Ora, mas a ideia de que o Cristão está em uma batalha espiritual é francamente antiga, remonta aos tempos dos apóstolos, e é codificada com clareza na bíblia: a bíblia, quando fala do mal, da morte, etc., fala deles como inimigos, que certamente já foram vencidos, mas com os quais ainda batalhamos. Desde os princípios os Cristãos se isolaram da sociedade maior, não necessariamente por escolha, mas porque eles enxergavam que a sociedade estava em franca oposição aos seus princípios. E que isso, se nada mais, fique claro: os mártires preferiram a morte à se ajoelhar diante dos deuses romanos (que, na época, estavam ligados de forma indivisível ao Império).
    Então, Sr. Bernardo, me diga por que os Cristãos fiéis de hoje devem dizer Amém à tudo que o governo e sua corja de ideólogos ditam? Por que devemos nos conformar ao presente século? Porque se não fizermos isso as pessoas nos acharão estranhos e antigos? Se esse é o teu temor, você terá de dar satisfações aos mártires que morreram por Cristo, enquanto você não consegue nem fazer o sacrifício de discordar.
    A segunda coisa que me chama atenção, e que completa a justificativa do meu primeiro paragrafo, é que o Sr. Bernardo iguala a critica ao estado e à escola com ideias de fundamentalistas lunáticos. Primeiro, a ideia de estado como se conhece hoje (secular e soberano) é moderna, e por isso não é uma ideia necessária; então o estado não é nenhum ente necessário para as relações humanas. E ainda mais, o estado secular soberano moderno é em verdade um mito falso, cuja origem é moderna e cujas consequências foram pilhas e pilhas de cadáveres. Segundo, o Sr. Bernardo usa o termo “educação” de forma equivoca, ou seja, em uma frase ele usa em um sentido, em outra ele usa outro sentido. É necessário sim tirar do professor a função de educação, no sentido que esse é um dever dos pais. Mas isso significa ser contra a educação? Ora, nem se estivéssemos usando “educação” em sentido univoco! Já que dizer que os pais tem o dever (e não só o direito, que infelizmente é negado aos brasileiros) de educar seus filhos não significa que eles não serão educados. Alias, as crianças que são educadas em casa se saem muito melhor em exames de educação no sentido técnico (isso se foi provado de forma maciça nos EUA, e por algumas crianças aqui no Brasil, cujos pais são bravos o suficiente para tomarem sobre si esse dever). Ou seja, mesmo corrigindo semanticamente essas inferências, elas são logicamente invalidas.

    1. Edigar disse:

      Vejam a diferença no teor dos comentários de alguém que pensa para esquerdista bovino. Só ceguetas caem no embuste do Bernardo…

  10. Vanessa Cipriano disse:

    O Prof. Johnny Bernardo ataca os cristãos e sectários extremistas, pessoal. Sou estudante do bacharelado em Teologia e estou a par das informações aqui debatidas. Por exemplo, pesquisem os perfis de David Berg e Jim Jones, por exemplo. Ao defender o extremismo religioso os senhores estão defendendo os suicidas das seitas fundamentalistas americanas e europeias. E também é verdade que o autor condena os militantes extremistas evangélicos, uma praga em nosso meio.

    1. VANESSA CIPRIANO,gostei do seu comentário.O extremismo evangélico é considerado
      como o ovo da serpente que está chocando,vai quebrar a casca,nascer,crescer e,com certeza,terá que ser combatido e destruído em legítima defesa do estado laico.Extremismo
      não aceita imprensa livre,nem os 3 poderes,concorrência de igrejas e eleições. É a
      ditadura totalitarista…

  11. Edigar disse:

    Credo, estes esquerdidas bovinos são tão cego que me associam a este tal Severo…Vocês, arautos idólatras do inchaço estatal, precisam aprender a raciocinar por si mesmos, e não acreditarem em qualquer estelionatários, só porque o mesmo se diz dono de vários diplomas!

  12. Edigar disse:

    Uma dica: Você não está estudando nada, está sim sendo doutrinada pelo marxismo!

  13. Sandro disse:

    Mesmo não sendo evangélico faço, todavia, um apelo aos evangélicos de bom coração: por favor, salvem, dos evangélicos fundamentalistas, a igreja evangélica brasileira!

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

O Colunas Gospel+ é um espaço de opinião, voltado ao público cristão, com abordagem de diversos assuntos ligados à jornada de fé, sociedade, política, música e muito mais.

Aproveite o conteúdo e compartilhe o conhecimento através das redes sociais.