Hierarquia no Reino de Deus?

9

Existe no mundo corporativo uma posição muito almejada que é de diretor. Esta só é alcançada por aqueles que têm experiência profissional suficiente para lhe dar uma visão ampla do negócio, além de terem skills necessários de liderança. Quando chegam neste cargo, os diretores costumam ter uma secretária que cuidam de suas agendas, cuidam de sua vida particular, para que se dediquem exclusivamente à sua função de gerenciar o negócio. Os diretores também costumam ser muito servidos por aqueles que estão debaixo deles na hierarquia.

Infelizmente, no mundo cristão, a liderança evangélica está tomando a mesma estrutura de uma empresa. Os pastores já não são mais aqueles que estão cuidando das ovelhas, agora eles querem ser servidos pelas ovelhas. O cargo de liderança em igreja agora está mais parecido com o de diretor de empresa do que com o de pastor de ovelhas.

Gosto de pensar que o paradigma a ser seguido é Jesus. Em momento algum vemos Jesus se colocando em uma posição superior, dando ordens, ou querendo ser servido por seus discípulos. Na verdade, vemos Jesus os servindo com seus ensinamentos, com seu exemplo, gastando horas em oração por eles, e lavando seus pés.

Se você almeja fazer a obra de Deus, que você a faça com excelência. Seja um imitador de Jesus e não do seu “líder espiritual”. Principalmente se este gosta mais de ser servido do que de servir.

Antes de querer ser servido, sirva. Antes de querer falar do exemplo, seja o exemplo. Antes de dizer “eis-me aqui”, diga: “ai de mim, estou perdido”.

Os apóstolos, todos eles, foram mortos, com excessão de João. Quem quer ser apóstolo desse jeito? Eles não eram servidos, eles estavam dispostos a morrer para pregar o evangelho. Os pastores e bispos da igreja primitiva, quase todos foram mortos. Porém isto era o que Paulo chamava de leve e momentânea tribulação, que gera em nós um eterno peso de glória. Seus olhos não estavam aqui, mas no porvir. Seu desejo não era de serem servidos, mas de servir ao Rei.

Não existem chefes no Reino de Deus. O maior seja o menor. O primeiro seja o último.

9 COMENTÁRIOS

  1. Caro irmão, Concordo com você em gênero, numero e grau. Hoje dificilmente vejo Pastores que querem viver como Jesus falou em Lucas 15, 6. Hoje dificilmente vejo Pastores que querem pagar o preço de almas que estão necessitando de uma ajuda e acabam saindo das igrejas se perdendo na vida e ficam feridas precisando de alguém para cura-las. Hoje em dia os pastores delegam tal atividade para pessoas que não estão tão preocupadas com essas ovelhas, mas mais preocupadas com outros assuntos de buscar como glória para si mesmos, daí entra na igreja o orgulho, fofocas, hierarquia, etc. Vejo nos dias de hoje pastores que querem fazer barulho atras de uma mensagem evangelística de buscarem almas perdidas na rua, movimentos de evangelização com mendigos, prostitutas, pobres, mas esquecem que muitas vezes existem ovelhas machucadas e perdidas dentro das igrejas e como diz um amigo meu, trazem para dentro da igreja essas pessoas, que devem mesmo ser trazidas, mas expulsam os membros que estão precisando tanto de Deus e algumas vezes é uma atenção, amor, carinho, oração, atenção, etc, como que se não tivesse cadeiras para todos e expulsam para dar lugar a estes.
    Parabéns pelo artigo e muito mais por ser um pastor amoroso pelas ovelhas e pela obra de Nosso Deus.

    Deus abençoe a cada dia sua vida e seu ministério.

  2. A verdade é que servimos uns aos outros. Um líder não consegue ser servido se não der o exemplo de serviço. II Co 12:15 “Eu de muito boa vontade gastarei, e me deixarei gastar pelas vossas almas. Se mais abundantemente vos amo, serei menos amado?”. Sirvo ao meu líder, por gratidão, respeito, honra e, porque ele faz o mesmo para conosco. Pior é as organizações religiosas, denominações, que formam um conselho, assembléia, diretoria, que tem autonomia para “demitir” um pastor, para reprimi-lo. O pastor se torna um empregado da denominação, criando um consciência coletiva de que o pastor é um empregado de cada irmão, que ele, ao servir, não faz mais do que a sua obrigação, quando na verdade ele é o líder ungido por Deus. Essas sim devem ser comparadas à empresas. Paulo disse que os seus filhos na fé deveriam imitá-lo, pois ele era imitador de Cristo. Que mal há em imitar pessoas que servem fielmente ao Senhor? Já vi muitos pastores pregarem dizendo “não olhem para mim, olhem para Jesus”. Ora, que chamado é esse? Que testemunho é esse? Que liderança é essa? Mente velha, de origem romana, enraizada em pecados e rebeldia, que não aceita aconselhamento, discipulado, e autoridade constituída por Deus.

  3. A verdade é que servimos uns aos outros. Um líder não consegue ser servido se não der o exemplo de serviço. II Co 12:15 "Eu de muito boa vontade gastarei, e me deixarei gastar pelas vossas almas. Se mais abundantemente vos amo, serei menos amado?". Sirvo ao meu líder, por gratidão, respeito, honra e, porque ele faz o mesmo para conosco. Pior é as organizações religiosas, denominações, que formam um conselho, assembléia, diretoria, que tem autonomia para "demitir" um pastor, para reprimi-lo. O pastor se torna um empregado da denominação, criando um consciência coletiva de que o pastor é um empregado de cada irmão, que ele, ao servir, não faz mais do que a sua obrigação, quando na verdade ele é o líder ungido por Deus. Essas sim devem ser comparadas à empresas. Paulo disse que os seus filhos na fé deveriam imitá-lo, pois ele era imitador de Cristo. Que mal há em imitar pessoas que servem fielmente ao Senhor? Já vi muitos pastores pregarem dizendo “não olhem para mim, olhem para Jesus”. Ora, que chamado é esse? Que testemunho é esse? Que liderança é essa? Mente velha, de origem romana, enraizada em pecados e rebeldia, que não aceita aconselhamento, discipulado, autoridade constituída por Deus

  4. Querido pastor, infelizmente temos isto nas nossas igrejas… O que cristão, que não serve para servir, não deveria está no corpo de Cristo. E, a qualquer que muito for dado, muito se lhe pedirá, e ao que muito se lhe confiou, muito mais se lhe pedirá. Lucas 12:4 Que Deus tenha de misericórdia de nós, para não cairmos no mesmo erro. Deus abençoe o seu ministério!

  5. O texto tecido por Daniel Simoncelos é um grito profético que procura despertar as igrejas para o mundanismo em que opera.

    Procura também distinguir entre as coisas terrenas e as celestiais, advertindo para o modo de relacionamento pastor e ovelha.

    Outro sinal muito preocupante consiste na falta de diálogo entre as igrejas que muito tem preju-
    dicado a evangelização e a doutrina. Também a confusão entre oficiais da igreja, bispos, pres-
    bíteros e diáconos e os dons ministeriais de apóstolo, profetas, evangelistas, pastores e mes-
    tres, Ef 4.

    As igrejas operam como um exército desorganizado onde impera toda a sorte de anarquia. São
    também disto exemplos das implantações das missões. Normalmente, os missionários, fixam-se
    nas capitais esquecendo-se que há um vasto território que também deve ser atingido com o E-
    vangelho.

    Aqui no Brasil, numa rua, há igrejas implantadas paredes meias com outras igrejas, onde se ou-
    vem os sons estereofónicos dos cânticos do vizinho. Há ruas que têm mais de 10 igrejas. O se
    ser pastor, virou um negócio em que cada um procura atingir as incautas ovelhas com as pro-
    messas mais desconcertantes, ao Evangelho.

    Como só o Senhor Jesus é quem edifica a igreja, em breve, certamente que é de esperar a dis-
    ciplina do céu.
    Amilcar

  6. Só seremos lideres ou liderados com o caráter de Cristo, depois de viver Lc 14:26-32. Se não passarmos por isso, é porque ainda só estamos navegando na religiosidade, que é o lugar onde Cristo nunca esteve e nem estará. Igrejas cheias de gente religiosa, atuais templos e sinagogas do próprio eu e da vaidade humana. Jesus esta no Reino, dentro de gente que da razão e se converte ao evangelho todos os dias, cada vez mais. Hierarquia não entra na cabeça de quem nasceu da água e do Espírito Santo, só há uma hierarquia no mundo espiritual, Cristo é o CABEÇA e nós o corpo, logo quem é o principal?

  7. Caro pastor Daniel

    cabe lembrar que mortos em nome de Jesus e da multiplicação do sagrado evangelho estendeu-se até o sec IV no reinado de Diocleciano.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here