Artigos

Perguntas rápidas para ateus e secularistas sensatos

Previous Article
Meditação: Ser feliz
Next Article
Sacrifício da oferta
Comments (21)
  1. Joabe Rios disse:

    Adoro a proposta de Pascal.

    1. Vinicius Lex disse:

      A proposta de Pascal é falha por um aspecto muito simples: Não acreditando no cristianismo e sendo ateu, vc tem uma e apenas uma vida. Assim, vc desperdiçaria a sua "eternidade" seguindo conceitos falsos.
      Se o espiritismo for verdadeiro, você desperdiçará suas vidas por toda a eternidade.
      Se vc for verdadeiro as N outras religiões, seguir o cristiansmo te conduzirá para o "sofrimento eterno".
      Se a verdade for Budista ou Taoista, dirá que vc ficará reencarnando para sempre e se "entupindo" de karma…(e como negar que vc já nao faz isso por incontáveis vidas anteriores, no caso de serem verdadeiras estas religioes?)

      A proposta de Pascal não passa de uma dialética erística, onde sobre a qual vc pode encontrar belos exemplos no livro de Schopenhauer.

    2. Vinicius Lex , mas qualquer dessas alternativas que vc citou (desperdiçar a eternidade,reencarnar para sempre se entupindo de Karma, etc.) é preferível ao Inferno. Pascal está certo. Quanto a reencarnação e ao Karma, tem um paradoxo indefensável, e todo paradoxo o é porque repousa sobre premissa(s) falsa(s). Exemplo : "não existe verdade absoluta". Se isto for uma verdade absoluta ( que "não existe"), então a própria construção, a frase, é falsa, e desaba. Já o oposto, "existe a verdade absoluta", sustenta-se a si própria, sem paradoxo. Agora veja o paradoxo da reencarnação : Aprendendo através das causas e efeitos ( ou KARMA, que muitas vezes são traduzidos por sofrimento, como queimar-se ao colocar a mão no fogo) a pessoa aprende a fazer o bem para os outros,até atingir um nível evolutivo em que não precisaria mais encarnar, livrando-se do ciclo das reencarnações. Mas se faço o bem à pessoa, livrando-a do sofrimento, estou retirando dela a chance de pagar sua dívida, tanto dessa vida como da anterior. Então estou, realmente, fazendo um mal e não um bem, além de a estar condenando a mais reencarnações. Se fiz este mal, tanbém aumentei meu Karma , e deverei pagar por isso em mais encarnações. Por paradoxo, a reencarnação se torna injusta e desumana, uma fonte de mal (diabólica) !

    3. Vinicius Lex , E o que dizer do comodismo diante da maldade ? "Posso fazer porque vou pagar depois ou na próxima vida". Abre caminhopara a fuga de uma ameaça grave de um castigo já prometido, que paira sobre o perverso. Nunca haverá um tribunal ! Que beleza ! Mas… " Pois estabeleceu um dia em que há de julgar o mundo com justiça, por meio do Homem que designou. E deu provas disso a todos, ressuscitando-Odentre os mortos"( Atos 17,31 )

      …'' aos homens está ordenado morrerem uma vez, vindodepois disso o Juizo" ( Hb 9,27 ).

      Por que o"bom" ladrão, na cruz , foi perdoado de todos os seus erros sem precisar reencarnar ? " Sou Eu, Eu mesmo, que apaga tuas transgressões,por amor de Mim, e que não se lembra mais de seus pecados" (Is 43,25), "Desfiz as tuas transgressões como a névoa, e os teus pecados, como a nuvem. Torna-te para Mim, pois Eu te remi"( Is 44, 22).Reencarnar perde o sentido quando é o amor de Deus que apaga nossos erros. " Mas quando, da parte de Deus, nosso Salvador, se manifestaram a bondade e o amor pelos homens, não por causa de atos de justiça por nós praticados, mas devido a Sua misericórdia, Ele nos salvou pelo lavar regenerador e renovador do Espírito Santo"( Tito,3, 4-5)

  2. Luis Carlos disse:

    A razão não é contrária a fé, o que existe é razão sem fé.

    1. André Ibaque disse:

      Fé e razão são opostos.
      Fé é definida como uma crença sem bases empíricas.
      Razão é definida como um crença com bases empíricas.

      Não adianta crer em um deus com a razão, pois não existem provas empíricas de sua existência… Se existisse, já teria sido vista por cientistas…

    2. André Ibaque , fé por fé, a ciência também depende de pressuposições que não podem ser provadas e precisam ser aceitas pela fé, antes de poder existir apesquisa. Ex.: fé em que o universo opera de acordo com um padrão e que seucomportamento, por isto, pode ser predito. Os milagres estão aí paracontradizer isto. Ex.2: fé em que a verdade objetiva existe epode ser conhecida. Assim a verdade científica não vai além das areasmensuráveis e o pressuposto por trás destas afirmações é que as coisas quenão podem ser examinadas por um microscópio ou por um telescópio na verdade nãoexistem . Ex.3: fé na validade das percepçõessensoriais, crendo que nossos limitados 5 sentidos são dignos de confiança aponto de nos dar uma percepção fiel do universo. Você sabia que uma árvore que cai no meio da floresta não faz barulhose não houver alguém por perto para ouvir? Você sabia que a cor de sua calça, de hoje, não existe em lugar algum do universo, mas sómente dentro de seu cérebro? Você sabia que o som do bater palmas também só existe dentro da sua massa cinzenta? Os fundadores da ciência moderna ( rompendo com os conceitospoliteístas gregos de um universo caprichoso, irregular e não merecedor de umestudo sistemático) eram cristãos, e os cristãos exercem sua fé e tem suaspressuposições, assim como os cientistas, e nisto não vêem nada de incompatívelcom a razão ou com o intelecto.

      A ciência pode dizer-nos como algo funciona mas não porque funciona. J. N. Hawtorne : "A ciência pode nos dar o conhecimento, mas não pode nos dar o propósito".

      Não há nada dentro da própria ciência para determinar se a energia nuclear será empregada para destruir cidades ou para destruir o câncer. Estes julgamentos de valor estão fora do campo científico.Ela é incapaz de emitir julgamentos quanto aos valores das coisas que analisa. Ela sempre nosfornecrá um quadro incompleto, pela ausência, inerente, de outros tipos de informação.

      Não faça dessa musa capenga a deusa da sua existência.

    3. André Ibaque disse:

      Roney Paes Pinto, você está confundindo fé com hipótese e teoria…

    4. João Batista disse:

      Ah! é, é? Ah! é, é? Ah! Ah! Ah! André Ibaque , seja honesto com você mesmo. O cara tá certo. Acabaram-se os argumentos. Sai da lama, jacaré…

    5. andre Deus se escreve com D. muisculo, ser intelectual ou usar da razão não faz de um homem espiritual, a biblia apresenta Deus como espirito,Deus vai estar acima da razão , e a fe é inlimitada , pricipalmento para o autor e o consumador dela , alem disso voce vive pela fe … e não se da conta disso sabe o que é fe natural! voce consegue ver o seu amanha ….mas sabe que vai vive-lo não é ?então o principio da sabedoria é o temor a Deus….um agricultor pode desvendar os misterios de Deus crendo nele enquanto um academico , graduado com varios cursos superiores jamais encontrara a Deus ,assim foram os grandes filosofos e cientistas nunca foram alem dos seus limites Leia a Biblia e vais encontrar a razão para a fe

    6. André Ibaque disse:

      "andre Deus se escreve com D. muisculo, ser intelectual ou usar da razão não faz de um homem espiritual"

      Eu sei. Mas o que inteligência tem haver com espiritualidade da forma que eu entendo?
      ———-
      "a biblia apresenta Deus como espirito"

      E daí? O alcorão mostra um deus punitivo
      ———
      "Deus vai estar acima da razão"

      O dragão invisível que protege as pessoas também.
      (ou melhor: como você tirou a conclusão que existe uma coisa além da razão? Até dá para entender monges e meditadores que afirmam chegar a iluminação. Porém, eles ouçam do mestre e depois verificam para ver se é verdade, não acreditam de primeira não)
      ——–
      "e a fe é inlimitada , pricipalmento para o autor e o consumador dela , alem disso voce vive pela fe
      . e não se da conta disso sabe o que é fe natural! voce consegue ver o seu amanha ….mas sabe que vai vive-lo não é ?"

      Como eu disse lá no começo:
      "Fé e razão são opostos.
      Fé é definida como uma crença sem bases empíricas.
      Razão é definida como um crença com bases empíricas."
      Eu não sei se vou viver o amanhã, o importante é viver o agora. O amanhã é mistério e não sou eu que advinharei ou terei fé que tal coisa irá acontecer…
      ———
      "então o principio da sabedoria é o temor a Deus…."

      Na minha opinião, se existisse um deus, ele jamais colocaria medo no coração humano, pois sua infinita sabedoria acharia algo melhor para ensinar as pessoas do que ensinar através da punição ou recompensa, como faz a maioria dos pais.
      ——–
      ".um agricultor pode desvendar os misterios de Deus crendo nele enquanto um academico , graduado com varios cursos superiores jamais encontrara a Deus ,assim foram os grandes filosofos e cientistas nunca foram alem dos seus limites"

      Se um deus existe, jamais poderia desvendar os mistérios através de um livro milenar contraditório que precisa ser "interpretado" a todo momento. Na minha opinião, deus deveria se revelar para todos a partir do nascimento ou em algum momento da vida de alguém, do mesmo jeito. Assim, não existiria tantas religiões. Todos teriam uma religião e o mundo seria muito feliz assim: < D
      Como um ser perfeito se revela apenas para alguns num passado distante para depois ser escrito por mãos imperfeitas que, ao longo do tempo, foi-se modificando?
      ———–
      "Leia a Biblia e vais encontrar a razão para a fe"

      A razão não está na bíblia e nunca estará. Cada um tem motivos diferentes para crer no deus de cada crença.

    7. Daniel Pires disse:

      Mentira, definição sua isso aí de fé sem argumentos. A fé pode estar embasada em fundamentos racionais que levaram o indivíduo a tê-la. E como se o empirismo fosse a única forma de conhecer alguma coisa.

    8. Daniel Pires disse:

      André Ibaque "Existem várias religiões, logo, nenhuma é verdadeira"
      "Existem notas falsas circulando nas ruas, logo, nenhuma nota é verdadeira"

      Falácia.

    9. André Ibaque disse:

      Daniel Pires, fundamentos racionais? Gostaria de saber que fundamentos são esses. E o empirismo é a melhor forma de conhecer as coisas, senão não teríamos tanto conhecimento de remédios, tecnologia, entre outros. Tudo que não tem empirismo é impossível de averiguar se é real, verdadeiro ou não.

      Eu nunca afirmei que nenhuma religião é verdadeira, apenas afirmei que se o cristianismo fosse verdadeiro, não existiria tantas religiões ou existiria uma apenas uma religião.

    10. Daniel Pires disse:

      O empirismo serve para conhecermos o mundo natural, não o mundo metafísico. A ciência se limita a descrever as coisas, não a dizer os porquês delas. Isso resta à filosofia. Falácia da inversão de planos.

      "Se a nota de 100 fosse verdadeira, não teriam notas de 100 circulando por aí" – Continua girando sobre o mesmo ponto. Se existem falsificações do cristianismo, é porque o homem é dado a mentir, a falsificar. Ou você nunca viu alguém mentindo? O que isso me diz sobre a veracidade de um credo? NADA. Tenho que analisar as propostas para saber se ele é válido ou não.

    11. Daniel Pires disse:

      André Ibaque "Tudo que não tem empirismo é impossível de averiguar se é real, verdadeiro ou não." Essa é uma afirmação, pertence ao mundo das ideias. Como fez pra averiguar se ela é real ou não?

    12. Daniel Pires disse:

      André Ibaque "Na minha opinião, se existisse um deus, ele jamais colocaria medo no coração humano, pois sua infinita sabedoria acharia algo melhor para ensinar as pessoas do que ensinar através da punição ou recompensa, como faz a maioria dos pais."

      Opinião, juízo de valor. Em outras palavras, "eu saberia fazer as coisas melhor que Deus" é self selling, não uma afirmação a ser levada a sério.

      "Se um deus existe, jamais poderia desvendar os mistérios através de um livro milenar contraditório que precisa ser "interpretado" a todo momento. "

      Primeiro que já foi interpretado, não precisa mais interpretar. Contraditório onde? Juízo de valor. Contraditório pra você, pros nossos estudiosos, não. Ademais,

      "Na minha opinião, deus deveria se revelar para todos a partir do nascimento ou em algum momento da vida de alguém, do mesmo jeito. "

      Isso arruinaria o livre-arbítrio e nos tornaria robôs, programados para fazer determinada coisa. Ele já deixou os profetas, sinais. Dá pra conhecer a verdade a partir dos fatos.

      Fé pode advir de algum fato racional. Eu contrato um empregado e vejo que sua conduta é exemplar. A partir daí, terei fé que posso confiar a chave do estabelecimen

    13. André Ibaque disse:

      "O empirismo serve para conhecermos o mundo natural, não o mundo metafísico. "

      A pergunta que sempre faço e ninguém responde: como é que você sabe que existe algo além da realidade sentida pelos 5 sentidos? E como você sabe que existe um "por que" para tudo?
      ————-
      "Essa é uma afirmação, pertence ao mundo das ideias. Como fez pra averiguar se ela é real ou não?"

      Sentindo o resultado que ela gerou: remédios, tecnologia, resultados práticos de substâncias químicas, etc.
      ————-
      "Se existem falsificações do cristianismo, é porque o homem é dado a mentir, a falsificar. Ou você nunca viu alguém mentindo? O que isso me diz sobre a veracidade de um credo? NADA. Tenho que analisar as propostas para saber se ele é válido ou não."

      Eu acredito que o cristianismo não é real, pois nunca vi nada no "plano físico" que justificasse a bíblia em várias coisas.

    14. André Ibaque disse:

      "Opinião, juízo de valor. Em outras palavras, "eu saberia fazer as coisas melhor que Deus" é self selling, não uma afirmação a ser levada a sério."

      Isso é minha opinião, não estou afirmando uma verdade, estou opinando sobre algo. Discordâncias sobre isso vão existir.
      ————–
      "Primeiro que já foi interpretado, não precisa mais interpretar. Contraditório onde? Juízo de valor. Contraditório pra você, pros nossos estudiosos, não. Ademais, "

      Interpretado por você. Não sei se você sabe, mas existem muitas ramificações do cristianismo. Temos católicos, neopentecostal, Testemunha de Jeová, Mormons, pessoas cristãs que acreditam que extraterrestres e mais um montão…
      ————
      "Isso arruinaria o livre-arbítrio e nos tornaria robôs, programados para fazer determinada coisa. Ele já deixou os profetas, sinais. Dá pra conhecer a verdade a partir dos fatos."

      E você acha que não é fazer robozinhos que a maioria das religiões tentam fazer? Profetas existem aos montes, todos deviam estar no hospício.
      ————
      "Fé pode advir de algum fato racional. Eu contrato um empregado e vejo que sua conduta é exemplar."

      ????????

    15. Daniel Pires disse:

      Relatos de experiência quase morte são uma prova empírica disso. Pessoas que estavam clinicamente mortas e ainda assim, conscientes. Os conceitos nos são acessíveis, mas não estão comportados no mundo físico, já que são conceitos. É outra amostra de algo que está além da física. De resto, podemos conhecer a verdade através da lógica, por exemplo: Penso, logo existo. Se duvido que existo, preciso existir para poder duvidar, já que uma ação só pode ser feita por alguém existente. Onde é que esse tipo de raciocínio se encontra no plano físico? O ato de pensar pode até envolver fisiologia do cérebro, mas o pensamento/conceito em si, não. O porquê deriva da causalidade, já que tudo tem um porquê e ninguém faz nada à toa.

      Eu me refiro à afirmação de que tudo que não está no empirismo é impossível de averiguar se é real. Como sabe se essa afirmação, sobre conceitos, logicamente imateriais, está correta, se é impossível? Outro exemplo: A verdade é absoluta. Conceito totalmente imaterial, e ainda assim verificável pela lógica, pois é autoevidente. A própria autoevidência é conceitual e ainda assim podemos conhecê-la.

      Os relatos bastam para evidenciarmos crimes, por que não para milagres? E se você nunca foi atrás dos milagres, não tem como saber mesmo. Se quer um exemplo de justificação bíblica, vá a uma casa de caridade mantida pela igreja católica e descubra a prática do que acreditamos.

    16. Daniel Pires disse:

      Por mim, não. Pela igreja católica, que tem provas bíblicas, históricas para sua autoridade. Se eu nomeio Fulano meu porta voz, quem tem autoridade pra interpretar o que digo é ele. Se outra pessoa vier afirmando que na verdade eu permiti que ele interpretasse também, tem que provar, coisa que os protestantes nunca provaram. Como eu disse, não é um relato falso que nulificará o relato verdadeiro.

      As religiões não fazem robôs, porque você adere a ela de livre e espontânea vontade, exercendo seu livre-arbítrio. Sobre profetas que devem estar no hospício é por conta sua, mais um juízo de valor sem prova alguma.

      Eu tenho FÉ que meu empregado não vai me roubar. Ou tenho alguma prova concreta de que ele agirá de tal maneira no futuro? Bola de cristal? Da mesma maneira, tenho fé que você possua uma mente. Não tenho como comprovar isso, não tenho como comprovar que na verdade você é um simulacro humano, mas ainda assim creio que você tenha uma consciência como a minha. Mesmo a ciência é questão de fé.

    17. André Ibaque disse:

      "Relatos de experiência quase morte são uma prova empírica disso. Pessoas que estavam clinicamente mortas e ainda assim, conscientes. Os conceitos nos são acessíveis, mas não estão comportados no mundo físico, já que são conceitos. É outra amostra de algo que está além da física."

      Os relatos são divergentes e não validam nenhuma religião conhecida. Se validasse, os indígenas saberiam da existência de Jesus antes do europeus chegarem aqui.

      Na questão do metafísico, as EQM são controversos e ainda precisam de muito estudo para se tirar uma conclusão concreta. Mas é um fenômeno interessante…
      ————-
      "De resto, podemos conhecer a verdade através da lógica, por exemplo: Penso, logo existo. Se duvido que existo, preciso existir para poder duvidar, já que uma ação só pode ser feita por alguém existente. Onde é que esse tipo de raciocínio se encontra no plano físico? "

      Desculpe, ainda não entendi por que o fato da dúvida da existência faz com que não esteja no mundo físico. Pensamentos podem ser definidos como uma realidade virtual dentro do real, como os computadores o qual estamos nos comunicando. Mas algo virtual é diferente de algo metafísico, certo?
      ————
      "O porquê deriva da causalidade, já que tudo tem um porquê e ninguém faz nada à toa."

      Sim, mas a natureza não tem um por que para sua existência. Simplesmente existe e pronto.
      —————
      Depois eu respondo mais… Cansei…

    18. Daniel Pires disse:

      "Os relatos são divergentes e não validam nenhuma religião conhecida. Se validasse, os indígenas saberiam da existência de Jesus antes do europeus chegarem aqui."

      Não propus que eles validassem minha religião, mas a existência de vida após a morte/realidade imaterial. Uma coisa de cada vez, primeiro é preciso definir se existe essa realidade para depois discutir o mérito de quem está com a razão sobre ela.

      "Desculpe, ainda não entendi por que o fato da dúvida da existência faz com que não esteja no mundo físico. Pensamentos podem ser definidos como uma realidade virtual dentro do real, como os computadores o qual estamos nos comunicando. Mas algo virtual é diferente de algo metafísico, certo?"

      Você está manipulando conceitos. Onde eles estão, se não estavam na sua mente até você os capturar? Não é virtual, é imaterial mesmo.

      "Sim, mas a natureza não tem um por que para sua existência. Simplesmente existe e pronto."

      Isso é o mesmo que dizer que você não tem um motivo pra ter colocado óculos escuros. Você simplesmente surgiu com eles e pronto. É preciso fé demais pra acreditar que o acaso é que rege tudo, até porque as evidências apontam para design inteligente.

      Como quiser, cansei tb.

  3. Algum, ateu ou secularista , se atreve á responder ?

    1. É só ler fiote, aproveita e tenta refutar também..;)https://www.facebook.com/note.php?saved&&note_id=3747736886110

    2. Venícius De Almeida Silva :
      AFFF!

    3. Romney Elson Lima …………….affffffffffffff nao é refutacao fiote..;) e isso nao vai fazer a sua refutacao aparecer do nada…

    4. André Ibaque disse:

      Venícius De Almeida Silva, se consegue refutar o que ele disse, apenas refute e não inverta a situação… Isso é desonestidade intelectual.

    5. Danilo Chagas disse:

      Primo do Macaco Fruto Sagrado
      Você vive exatamente
      A vida que é pra viver?
      Você vive pra quê?
      Você vive pra quem?
      Trabalhar, comer, dormir
      Pra depois morrer
      Você vive pra quê?
      Você vive pra quem?
      É verdade que você é primo do macaco?
      A "Chita" é tua tia não evoluída?
      Ou você nem sabe bem
      O que é na realidade
      Mas acha que faz parte da humanidade?
      Você vive exatamente
      A vida que é pra viver?
      Você vive pra quê?
      Você vive pra quem?
      Trabalhar, comer, dormir
      Pra depois morrer
      Você vive pra quê?
      Você vive pra quem?
      É verdade que você é filho do acaso?
      Tudo explodiu e você surgiu?
      Você nunca percebeu que algo tá errado?
      Já desconfiou?
      Ninguém te respondeu?
      Quem é você?
      O que você é?
      Tá aqui por quê?
      Já sabe a verdade?
      Ou não tá afim de saber?
      Todo mundo nasce e morre
      Dentro de um aquário
      Onde tudo é mentira, nada é real
      Escamas nos olhos
      Na mente, por todos os lados
      Afogados numa vida artificial
      Não dá pra viver manipulado
      Não dá pra suportar a escuridão
      Não se conforme
      Chute o balde
      Quebre o aquário
      Acaba com os pontos de interrogação
      Quem é você?
      O que você é?
      Tá aqui por quê?
      Já sabe a verdade?
      Ou não tá afim de saber?
      Existir não é viver
      Não a razão num mundo sem sentido
      Não estamos aqui por acaso
      Deus não é jogador de dados

    6. André Ibaque disse:

      "Algum, ateu ou secularista , se atreve á responder ?"
      Eu já respondi. É só procurar que está aqui na seção de comentários do Facebook.

    7. André Ibaque WTH vc está falando???, ele perguntou se alguém poderia refutar, foi refutado por alguém, eu não preciso fazer uma refutação a partir do momento que ela já foi feita por outra pessoa, a partir do momento que ele refutar essa – com bons argumentos, por favor – ai sim eu dou o ar da graça..;) é cada uma, agora tenho que aguentar uns comentários estúpidos desses "desonestidade intelectual" o cara nem sequer refutou um texto eu vou lá passar outro pra ele, deixa o cara responder um que aliás foi MUITO bem elaborado ao invés de colocar 3,4 ou 5 de uma vez, isso sim pra mim é desonestidade..;)

    8. André Ibaque disse:

      Não tinha visto antes…

    9. No problem, pelo menos nos entendemos..;)

  4. Sky Kunde disse:

    Texto facilmente refutável. Precisa debater mais com os ateus. Entra aqui:
    https://www.facebook.com/groups/cedebe/

  5. E se a fé Cristã estiver errada?Lembre-se apenas 1/3 do mundo é cristã , E se o islamicos é que estiverem certos? e se os Judeus estiverem certos? e se os Umbasdistas e que estiverem certos. Então voces estão todos condenados também. Aposta de Pascal é brincadeira….

    1. Carlos Orsi disse:

      Sobre a questão específica dos milagres, sugiro uma leitura leve e rápida, por meros 30 merréis: http://www.livrariacultura.com.br/scripts/resenha/resenha.asp?isbn=8588782898

    2. Vinicius Lex disse:

      afinal, nada no cristianismo é de graça.

      Milagres são eventos astronômicos de baixíssima probabilidade. Um homem se curar de um câncer terminal é tão milagroso quanto vc jogar "cara ou coroa" por 100 vezes e obter o mesmo resultado em todas. Entenda bem: milagres são apenas a parte baixa da probabilidade. Acontecem, mas em menor escala, sendo assim perfeitamente explicáveis aos olhos matemáticos.

    3. tanto o mundo de cima como o mundo de baixo estão interligados a tres mundos criados por Deus, o mundo fisico, o mundo que esta dentro de cada um de nos , virtual e o mundo do espirito , espiritual ….milagre pertence ao mundo de cima onde tudo é perfeito onde Deus habita,onde não ha limites pra se realizar coisas…… milagre não se explica…acontece por misericordia de um Deus que ama imfinitamente ate as mentes subversivas e incredulas ….mas de uma coisa tenho certeza o maior dos milagres é jesus revelar Deus como um ser humano como nos imperfeitos ,colericos , blasfemadores, incredulos , ateus e mesmo assim respeitar nossas escolhas ….um dia encontraras o seu milagre!!

    1. Raquel Capozzoli disse:

      A página deles saiu do ar?

    2. "Aí é uma questão de ler os argumentos para ver qual lado possui os melhores raciocínios."
      Esta é resposta é simplista pq lhes faltam argumentos realmente fortes.

  6. Filipe Aguiar disse:

    A ciência está aberta à provas. Ela só não acredita em alegações, a ciência não é uma entidade consciente que quer desmerecer a religião e os milagres. São esses que carecem de provas verificáveis.

    Acredito que o termo "relato" esteja sendo usado de maneira errônea: nas diversas religiões, o relato é simplesmente a palavra de alguém. É a simples afirmação de que um fato extraordinário aconteceu, sem nenhuma evidência de que tal fato tenha ocorrido de maneira a suspender as leis vigentes do universo. E nesse sentido a religião é que não prova que um evento extraórdinário não possa ocorrer de maneira natural. A diferença é que um relato científico vem SEMPRE acompanhado de informações e ferramentas para que aquela experiência seja repetida, mostrando-se assim que ela é uma coisa REAL e não subjetiva.

    Se o Ser Superior é justo, sabe tudo a meu respeito e é santo. Quem precisa ter medo dele? O medo de tal entidade é unicamente dos religiosos, que vivem suas vidas segundo as regras impostas pelas suas igrejas. Se eu sou justo, bondoso, amo ao próximo e ajudo os meus semelhantes um ser SUPREMO E JUSTO não me faria medo nenhum.

    E a ciência afirma a causalidade, mas também afirma a CASUALIDADE, que é a possibilidade de um evento ocorrer SEM CAUSA. A RELIGIÃO é que nega esse conceito, pois é inadmissível aceitar que o universo tenha sido criado SEM NENHUMA ENTIDADE CAUSADORA. A ciência NÃO NEGA a causalidade, a religião SIM ao afirmar que "TUDO TEM UMA CAUSA, DEUS NÃO TEM UMA CAUSA".

    O fato da lei da verificabilidade empírica não poder ser aplicada em si mesma não significa que os seus resultados não possam ser aplicados em outras áreas. TODA a tecnologia e avanços científicos da humanidade tiveram seus resultados comprovados da mesma forma. Se você está usando um computador hoje para escrever esse texto, é porque experimentos nas mais diversas áreas do conhecimento puderam ser conduzidos usando a lei da verificabilidade. Ela não PRECISA ser verificável, mas seus resultados práticos comprovam sua validade.

  7. Filipe Aguiar disse:

    E quanto ao princípio da falseabilidade não poder ser falseado você pode, de maneira SIMPLES, entender que ele é VERDADEIRO. É JUSTAMENTE ISSO que prova que ele é correto.

    Além disso é extremamente conveniente escrever coisas que pareçam inteligentes para provar um argumento. Isso é, no mínimo, falacioso, além de denunciar má-fé na argumentação.

    Além disso a moralidade não é domínio das religiões e nem tampouco comprovam sua validade. Outros arcabouços religiosos também têm valores morais e nem por isso falam do tal Ser Supremo que originou o universo. Além disso o conceito de "ciência com honestidade" e "ciência moral" são vagos demais pra serem levados a sério. A moralidade e a honestidade está na aplicação do conhecimento, não no conhecimento em si. A fissão nuclear pode ser usada para o bem, gerando energia para milhões de pessoas, ou pode ser usada para se fazer uma bomba nuclear e matar milhares. A ciência, per se, não é moral, nem é imoral.

    Percebo que o conceito de "ciência" também é usado de uma maneira um pouco deturpada no decorrer do texto. A ciência não se restringe ao âmbito das ciências biológicas ou exatas. Existem também as ciências sociais. Há um equívoco na afirmação de que as ditas "ciências duras" se colocam acima das demais areas do conhecimento. Entretanto a religião NÃO é uma ciência exata, e nem tampouco subjetiva. Além disso, boa parte dos ditos "aspectos qualitativos" podem ser quantificados.

    E, querendo ou não, mesmo as ciências ditas "duras" ajudaram na formação das sociedades modernas. Coisas como a comprovação científica de que negros não são "outra raça", por exemplo, ajudaram a acabar com a escravidão.

  8. Filipe Aguiar disse:

    Se não fossem os avanços na ciência, a agricultura não suportaria a demanda mundial de alimentos. Procure pelo trabalho de Norman Borlaug, cujo conhecimento foi capaz de produzir uma semente de arroz que produzia 10 vezes mais. Fazendo um país como a Índia ter muito mais comida pra o seu povo. Ou o advento da eletricidade, que melhorou a qualidade de vida de INCONTÁVEIS pessoas em ambientes frios (só pra citar um exemplo pequeno). Como você pode afirmar que a ciência não funciona em prol do benefício humano? Você descarta o conceito de que o CONHECIMENTO é benéfico para qualquer um?

    Não aceitar a explicação cristã de que o "mal será completamente destruído" não significa que "o mal não será completamente destruído". Significa tão somente que um ateu não acredita que uma entidade externa ao universo vá fazer isso. Isso, ao contrário do que a maioria das pessoas que acreditam em deus acham, é benéfico por um motivo muito simples: se eu quero que o mal acabe, eu vou fazer algo a respeito e não vou esperar que essa conquista seja dada a mim de mão beijada. Se eu acho que há injustiça no mundo, EU vou lutar pra que o mundo seja um lugar mais justo. Se um criminoso comete um crime, eu não quero que ele seja condenado após a morte: eu quero que ele seja condenado EM VIDA e eu vou lutar por um sistema de justiça melhor e mais eficiente.

    A proposta de Pascal é completamente falsa e hipócrita. Além de covarde. Acreditar em deus só para ir pra o paraíso seria um pecado, e o tal Ser Supremo e onisciente saberia disso. Concorda?

    Não sei se você realmente está fingindo ignorancia no assunto, ou realmente não sabe a respeito. Mas todos esses argumentos para a existência de Deus foram refutados. TODOS, usando a via racional que você apregoa.

  9. Filipe Aguiar disse:

    Imaginar o universo como um ambiente ordenado não é uma prática verdadeira. A física quântica está repleta de fenômenos completamente caóticos. Além disso, a ordenação não poderia ser um efeito natural?

    Vou relevar o fato de você afirmar que as escrituras são SAGRADAS (e não fornecer provas disso) e me ater somente ao fato de que você afirma que ela se mantém intacta com o decorrer dos séculos. Intacta? Mais uma vez eu não sei se você fala isso por desconhecer a própria religião que segue ou se faz isso de propósito.

    Não, a bíblia NÃO se mantém intacta, há INCONTÁVEIS versões diferentes do antigo testamento, além de incontáveis evangelhos do novo testamento que faziam parte da bíblia e não fazem mais, além de alguns que não faziam parte dela até o século 3, quando Constantino oficializou o catolicismo como religião oficial de Roma. Além disso as diferentes traduções da bíblia mudam E MUITO o conteúdo da mesma. Sejam por erros de tradução, erros de interpretação do tradutor ou até a inexistência de palavras que expressem determinado conceito em outra língua. Como todo bom brasileiro você sabe que a palavra "saudade" não tem correspondência direta em outras línguas, não?

    Só um adendo sobre o número de cristãos no mundo. Não são milhões. São BILHÕES. 2,2 pra ser exato. Mas isso não quer dizer nada. Pois são 2,2 bilhões de católicos contra 4,8 bilhões de NÃO católicos. Desses 1,6 são islâmicos e, segundo estudos que avaliam o crescimento do Islamismo, em dez anos eles serão UM QUARTO da população mundia. O que é de se assustar. Além disso o número de pessoas que acreditam em uma coisa não a tornam verdade. Na idade média TODO MUNDO achava que o mundo era plano e nem por isso o mundo deixou de ser redondo.

    Como você vê, não são perguntas que fiquem sem respostas. E eu nem sou um grande argumentador. Você não apresentou nada de novo e acredito que o texto não foi escrito pra ser respondido por um ateu, e sim pra impressionar aqueles que frequentam o site.

    Porém que fique claro que não escrevo com o intuito de causar discórdia, me colocar numa posição de superioridade, desrespeitar ou qualquer coisa do tipo. Respeito sua opção de ter fé, assim como respeito a opção de todas as outras pessoas de acreditarem no que elas quiserem ou não.

    Só não consigo ficar de braços cruzados vendo certas mentiras serem ditas tão abertamente. Sejam elas propositais ou não.

  10. Filipe Aguiar disse:

    O texto ficou muito grande, se alguém for ler, comece do que tá mais embaixo e vá subindo 😛

  11. Na verdade nem ateus, nem teístas possuem 100% de certeza em relação a existência ou inexistência desse ser megalomaníaco denominado deus.Tenho minhas razões para desacreditar assim como um teista tem suas razões para acreditar.Sinto-me tão confortável com minha opinião quanto qualquer crente fundamentalista se sente com a sua.Tentar destruir a fé religiosa de alguém ou ser vítima de uma tentativa de conversão por parte de um crente é chover no molhado.

  12. Não tenho fé suficente para ser Ateu A, a afirmação de que a
    religião é simplesmente uma questão de fé nada mais é do que um mito moderno —
    tal afirmação simplesmente não é verdadeira. Embora a religião realmente requeira
    fé, religião não é apenas fé. Os fatos também são muito importantes para todas as
    religiões porque todas as visões religiosas mundiais — incluindo o ateísmo — fazem
    afirmações verdadeiras, e muitas dessas afirmações podem ser avaliadas por meio
    de investigação científica e histórica.De tempos em tempos, os homens tropeçam na
    verdade, mas a maioria deles se levanta e segue
    adiante como se nada tivesse acontecido.
    WINSTON CHURCHILL.O que é a verdade?
    2.A verdade pode ser conhecida?
    3.As verdades sobre Deus podem ser conhecidas?Existem muitas outras verdades sobre a verdade. Veja algumas delas:
    ·A verdade é descoberta, e não inventada. Ela existe independentemente do
    conhecimento que uma pessoa tenha dela (a lei da gravidade existia antes de
    Newton).
    ·A verdade é transcultural. Se alguma coisa é verdadeira, então ela é
    verdadeira para todas as pessoas, em todos os lugares, em todas as épocas (2
    + 2 = 4 para todo o mundo, em todo lugar, o tempo todo).
    ·A verdade é imutável, embora as nossas crenças sobre a verdade possam
    mudar (quando começamos a acreditar que a Terra era redonda, em vez de
    plana, a verdade sobre a Terra não mudou; o que mudou foi nossa crença
    sobre a forma da Terra).
    ·As crenças não podem mudar um fato, não importa com que seriedade elas
    sejam esposadas (alguém pode sinceramente acreditar que o mundo é plano,
    mas isso faz apenas a pessoa estar sinceramente errada).
    ·A verdade não é afetada pela atitude de quem a professa (uma pessoa
    arrogante não torna falsa a verdade que ela professa. Uma pessoa humilde
    não faz o erro que ela professa transformar-se em verdade).
    ·Todas as verdades são verdades absolutas. Até mesmo as verdades que
    parecem ser relativas são realmente absolutas (e.g., a afirmação "Eu, Frank
    Tutek, senti calor no dia 20 de novembro de 2003"8 aparentemente é uma
    verdade relativa, mas é realmente absoluta para todo o mundo, em todos os
    lugares, que Frank Turek teve a sensação de calor naquele dia).Em resumo, é possível haver crenças contrárias, mas verdades contrárias é
    uma coisa impossível de existir. Podemos acreditar que uma coisa é verdade, mas
    não podemos fazer tudo ser verdade.(Norman Geisler & Frank Turek)

  13. André Ibaque disse:

    Um agnóstico responde: (Espero que leiam ficou muito grande)

    • Pergunta: Nada nas ciências prova a impossibilidade da ocorrência de milagres. Muito bem. Então por que o ceticismo diante dos inúmeros relatos de milagres? Não passam de relatos?
    • Resposta: Milagres é definido como um fenômeno causado por uma suposta entidade sobrenatural. Como não há como provar empiricamente (através de testes, observação e experimentação) algo que está fora da realidade sentível pelo 5 sentidos e ampliados pelos aparelhos, o mais provável que milagres não passam de um evento raro, improvável de acontecer, mas não impossível. Na natureza, estamos cheio de exemplos de fenômenos raros acontecendo, basta pesquisar.
    ____________
    • Pergunta: E as conclusões da ciência, não são baseadas nos relatos das experiências? Por que crer nos relatos inusitados de uns poucos cientistas e não crer em milhares de depoimentos que fortalecem-se uns aos outros ao longo de séculos?
    • Resposta: A ciência não cre logo de cara nos relatos das experiências. Tais experiências serão testadas por outros cientistas para averiguar se a pesquisa original é realmente autêntico. E outros vão aparecer e testaram, e mais outros e mais outros. Assim, quanto mais cientistas testarem e os resultados baterem, mais as chances da explicação atribuida é verdadeira. E todas as observações são registradas e sempre observadas que desejada, dependendo da pesquisa. Mas sobrenatural não.
    ____________
    • Pergunta: Você tem certeza que para o ateísmo não há nenhuma motivação psicológica reconfortante, como por exemplo, a crença de que ao fim de sua vida terrena você simplesmente deixará de existir e não terá que prestar contas a nenhum Ser Superior que tudo sabe sobre você é que é perfeitamente justo e santo?
    • Resposta: Isso depende de cada um, não se pode generalizar. Para mim, isso não é nem confortante nem desconfortante. E pelo menos, sou bondoso por ser bondoso, nada mais. Quem é bondoso por si supera as grades da ignorância e do sistema de recompensas ou punições por cada ato bom ou ruim.
    ____________
    • Pergunta: Por que afirmar a causalidade como uma lei da ciência e da investigação científica, e negá-la justamente quando busca explicar a origem do universo, apelando para o acaso? Não seria esse “acaso causador” uma enorme confluência de causas, que, necessariamente, evocam uma ordem transcendente e imaterial anterior à existência do universo?
    • Resposta: Primeiro prove que exista algo fora da realidade. Isso não é possível, né? Como saberemos que o metafísico é real e não só algo da imaginação? Fica difícil né? Por isso o mais plausível (mas não o verdadeiro) é que as coisas sejam do acaso.
    __________
    • Pergunta: Por que negar a existência da verdade absoluta e não parar de vociferar contra a mentira imperante?
    • Resposta: Porque cada crença religiosa tem sua verdade. E as verdades científicas sempre mudaram. Apesar desta afirmação que farei ser contraditória filosoficamente, ela tem um grande fundo de razão: "a verdade absoluta é: não existe verdade absoluta." Por observação das coisas, qualquer um consegue enxergar isso.
    __________
    • Pergunta: Qual seria a lei científica que explicaria, dentro da sua alma e da sua mente, essa sede de justiça?
    • Resposta: A sede de justiça deve vir do longo processo evolutivo que os humanos passaram em milhares de anos.
    __________
    • Pergunta: A lei da verificabilidade empírica não é empiricamente verificável, e nem o princípio da falseabilidade de Popper é falseável. Ainda assim, são defendidos pelos secularistas e anti-religiosos como preciosos alicerces da plena manifestação da racionalidade humana, a ciência moderna. Você tem certeza de que sua casa não está construída sobre areia movediça?
    • Resposta: Esta pergunta jamais valida questões religiosas. Mas de uma certa forma, é verificável sim, através do resultado. Você estar escrevendo esta pergunta num computador mostra que o empirismo usado para o desenvolvimento de pesquisas sobre o computador está certo ou não teríamos nada disso.
    E mesmo que A lei da verificabilidade empírica não é empiricamente verificável, isso jamais coloca a verificabilidade cristã ou de qualquer outra religião como válida.
    __________
    • Pergunta: Por que afirmar o primado da ciência sobre a religião e a filosofia, se até para se definir o que é ciência, os métodos cientificamente válidos (para não falar no próprio conceito de valor e validade) é preciso recorrer à filosofia, e para se fazer ciência com honestidade precisa-se evocar, inescapavelmente, questões sobre moralidade encontradas sobretudo na tradição religiosa?
    • Resposta: Essa pergunta me pegou, admito.
    __________
    • Pergunta: As ciências, apesar da dimensão forense de algumas áreas, lidam simplesmente com fatos mensuráveis, repetíveis e quantificáveis. Como propor um fundamento adequado para a sociedade moderna baseando-se apenas na ciência, uma vez que a ética, o direito, a arte, as relações humanas, além de todo um vasto campo de conhecimento e de questões decisivas para a saúde existencial de cada ser humano só podem ser analisados à luz de áreas de investigação que lidem com aspectos qualitativos? Se o que é bom, o que é belo, o que é verdadeiro, ou mesmo o que é útil, não é assunto das “ciências duras”, por que considerá-las superiores às ciências que podem responder a questões de relevância muito maior para indivíduos e sociedades?
    • Resposta: Essa me pegou também…
    __________
    • Pergunta: Por que não enfatizar os questionamentos sobre a “solução do bem”, um bem tão presente e imperante na ordem da realidade e mesmo dentro da sua alma a ponto de te incomodar com o “problema do mal”?
    • Resposta: Desta vez, eu não entendi.
    __________
    • Pergunta: Por que não aceitar a explicação cristã de que o mal “ainda será plenamente destruído” mas aceitar a desculpa cientificista de que “a ciência não explica, mas ainda explicará” alguns fenômenos?
    • Resposta: Porque a palavra mal é subjetivo. É mal para você (eu acho) transar antes do casamento, para mim não. Ou cessar a vida de um hospitalizado em estado terminal (eutanásia), mas para mim a pior coisa é fazer alguém sofrer quando o sofrimento pode ser cessado com a morte. E a "desculpa cientifiscista" está totalmente correto, pois já vimos como várias coisas antes consideradas místicas são explicadas hoje em dia. Se a ciência não tivesse explicado estas coisas, aí seu questionamento teria fundamento.
    __________
    • Pergunta: Por que evocar o método indutivo – partir dos efeitos para conhecer as causas – na ciência, e desprezá-lo numa reflexão mais profunda sobre a presença humana no universo, especialmente pelo fato de que se no mundo existem pessoas, a pessoalidade, como não poderia existir uma Pessoa, um Deus pessoal que é a Causa primeira de toda a pessoalidade existente e evidente?
    • Resposta: Porque até hoje não foram encontradas provas empíricas que somos especiais e como não dá para provar que o metafísico e o sobrenatural existem, não dá para usar como base dentro da realidade visível.
    ___________
    Continua….

    1. André Ibaque disse:

      Continuando:
      __________
      • Pergunta: Você não acha que a proposta de Pascal torna-se ainda mais forte se levarmos em conta a debilidade e falta de abrangência dos postulados cientificistas e materialistas aqui discutidos?
      • Resposta: Se substituirmos deus por vampiros, olhe como fica: http://youtu.be/qVYTGcfWEvo
      Ou por que não ser budista? O que você tem a perder?
      (desculpe se ficou confuso, eu não soube responder direito)
      __________
      • Pergunta: Se a mentalidade secularista, atéia e que se diz apegada à razão e à ciência é tão superior intelectualmente, por que até hoje nenhum destes argumentos – enumero uns aqui: o cosmológico, o ontológico, o teleológico e o moral – não foram refutados de forma decisiva pelos filósofos ateus?
      • Resposta: Não considero a forma da razão e da ciência superior, apenas a mais correta, como eu disse no exemplo do computador, mesmo porque a ciência não é perfeita e alguns cientistas se prendem a verdades científicas e não querem mudar depois. Veja este vídeo: http://youtu.be/r5IaSBCgidE
      __________
      • Pergunta: Por que não crer que essa Pessoa Onipotente pôde não só criar o mundo, mas também se revelar ao homem e manter sua revelação especial – as Sagradas Escrituras – intacta e acessível aos homens até hoje? Por que Ele não poderia fazer isso?
      • Resposta: Como dito, porque não há provas empíricas. Note que não estou dizendo que é mentira, mas também está longe de ser uma verdade incontestável.
      __________
      • Pergunta: Você tem certeza de que está mais interessado em descobrir a verdade sobre estas questões fundamentais e decisivas do que este Deus Onipotente e sabidamente amoroso (é o que afirmam milhões de cristãos) em transformar sua vida se você O procurar com determinação e honestidade?
      • Resposta: Sinceramente, não entendo qual é a diferença de procurar Jeová (o deus cristão) e Alá, pois os dois você sente a mesma coisa, você precisa procurar dentro de templos, etc. Qual é o verdadeiro?
      Eu acredito que nenhum, mas o mais honesto é: não sei e não quero saber, pois isso não interfere no curso da humanidade e do universo.
      __________

  14. Alberto disse:

    Vinicius Lex, seu argumento só é válido se houver uma probabilidade de ocorrer um evento, mesmo com baixíssima probabilidade,mas sem uma probabilidade que isso ocorra, sem causa ou um explicação, ai seu argumento apresenta falha. Para ficar no seu exemplo se as ciências médicas disser que não existe nenhum probabilidade de um paciente de uma doença ficar curado e ele ficar curado isso para mim é milagre. Outro milagre vai ser se eu um dia baixar meu tempo nos 10Km para menos de 40 minutos ou seu conseguir namora com Doutora Rosana(eu sou apaixonado por essa mulher, eu e a Secretaria de Saúde inteira).

  15. borbaq disse:

    O texto já começa mentindo ao dizer ” perguntas rápidas…”.

    Simplesmente não há como responder com rapidez esse monte de indagações, por isso responderei somente as primeiras, que, de tão bestas que são, dão até sono.

    – “Nada nas ciências prova a impossibilidade da ocorrência de milagres. Muito bem. Então por que o ceticismo diante dos inúmeros relatos de milagres? Não passam de relatos? Ok. E as conclusões da ciência, não são baseadas nos relatos das experiências? Por que crer nos relatos inusitados de uns poucos cientistas e não crer em milhares de depoimentos que fortalecem-se uns aos outros ao longo de séculos?

    Quem tem que apresentar alguma prova são os que defendem que milagres podem ocorrer, e não os ateus. Esse argumento de que “Você não pode provar a impossibilidade disso ou daquilo existir” é ridículo, tanto é que é aplicável a inúmeras situações absurdas. Eu posso, por exemplo, dizer que o canto de um rouxinol é capaz de fazer a lua partir-se em duas, e ninguém pode provar que isso é impossível.
    Quanto à questão dos relatos, é preciso enfatizar(na realidade nem é necessário, pois qualquer pessoa com neurônios percebe com facilidade) que o relato de milagre difere completamente do relato cientifico. No primeiro, não há segurança, não há como ter certeza de que o que é dito é verídico, isso não ocorre com o segundo, que é baseado em evidências, além de passar por experiências e de ser estudado com imparcialidade.
    Este último sim deve inspirar confiança.

    Boa Noite

    1. Nelson Ribeiro disse:

      Não gostei das indagações do texto, as respostas a estas perguntas são muito subjetivas e passiveis de questionamentos futuros. por outro lado, sou cristão e assim creio na existência de um Criador. A questão científica, neste contexto, que me faz crer em Deus, se deve a tentativas da ciência em provar a não existência e não terem tido sucesso, como por exemplo, o sudário e algumas passagens bíblicas que parecem perdidas em tempo e espaço, mas que na tentativa de provar os erros não se chega a algo conclusivo.
      Neste ponto pode-se questionar a existência deste Deus, alegando que não provamos que ele esteva em determinado local, que realizou certo milagre ou outro evento que move a nossa fé.
      Pois bem, é justamente este o mistério que nos move, cremos em Deus pois em nossa concepção é impensável que não exista alguém por trás da criação. E, se já foi provado que não existe geração espontânea e também não há a transmissão de caracteres secundários, como então houve as mutações genéticas para nos diferenciar de outros animais, qual o motivo de tanta diversidade se o propósito fosse apenas a sobrevivência, todos os seres iriam se desenvolver numa mesma linha genética. Como um sistema operacional, cada vez mais complexo, cada vez mais completo, mas sempre um sistema operacional deveriam todos os seres sobre a terra serem bem parecidos.
      Enfim, é tão complicado tentar provar a um Ateu a existência divina quanto provar para nós Cristãos que Deus não existe.

  16. Elias disse:

    Debater com ateus é sempre algo difícil
    Mas como Johnny Ed disse antes, a fé cristã é provada no plano metafísico (sobrenatural), e não por meios físicos, empíricos
    O que sustenta mesmo a fé é a crença na no conceito de verdade absoluta
    Como disse Andre Luis dos Santos, as verdades são verdades absolutas, a verdade é descoberta
    O que parece que muitos ateus rejeitam, o que é insensatez
    Dizer que a verdade é relativa, só por que existem um monte de religiões e doutrinas pelo mundo é contestável
    Se a fé cristã é mesmo verdadeira, e o resto das religiões são mentiras, os ateus estariam a um passo do inferno, porque eles não se aproximam de Deus e o máximo que conseguem fazer é especular sobre o monte de ideias e de conceitos que existem no mundo inteiro
    Só por que algo não é provado empiricamente, não quer dizer que isso não existe, ou que é falso
    Creio que a ciência não se opõe à fé, a não ser que, dizendo-se ciência, proponha-se a negar o ponto de vista que está na Bíblia, que mostra Deus como ser imutável, criador, onipotente, onisciente, autossuficiente, bondoso
    Esses ateus põe a sua fé na ciência, endeusam a razão e os crentes põe a fé em Deus e nos livros sagrados, ao que alguém pode perguntar: quem está certo? ou ainda, a fé (cristã) pode salvar uma pessoa?
    O que a verdade responde, e a verdade deve aparecer
    Citando João 8:32: E conhecereis a verdade, e a verdade vos libertará.
    Paz.

  17. Pitagoras disse:

    A que deus, Cesar Camargo está se referindo ? Se algum deus existisse, já teria me (ou nos) convencido.

    1. marcos oliveira disse:

      “Um pouco de ciência nos afasta de Deus. Muito, nos aproxima.” Louis Pasteur

  18. Ado, ado, ado. Cada um no seu quadrado.
    Sou ateu mas respeito a todos, pois cada um leva consigo sua própria verdade.
    Sou feliz no meu modo de pensar assim como um cristão é feliz à seu próprio modo.
    O importante é viver em paz com as pessoas e consigo mesmo sem querer enfiar seu modo de pensar goela a baixo de quem pensa de forma diferente.

    1. Gomes Moses disse:

      Vc e o primeiro ateu (se for mesmo)inteligente,pois os outros de suas bocas so sai merda.

    2. Pq? não tenho cara de ateu?? rsrsrs.
      Brincadeira, apesar de não acreditar aprecio muito músicas do gênero e tenho bons amigos cristãos, e que por falar nisso me respeitam muito.

  19. Jairo Luis Jairo disse:

    QUEM PRECISA DE MÉDICO?

    Tiago 5:15-16

    15 – A ORAÇÃO DA FÉ SALVARÁ O DOENTE, e o Senhor o levantará; e, se houver cometido pecados, ser-lhe-ão perdoados. 16 – Confessai, portanto, os vossos pecados uns aos outros, e ORAI UNS PELOS OUTROS, PARA SERDES CURADOS. A súplica de um justo pode muito na sua atuação.

    QUANTOS CRENTES ACREDITARÃO NA BÍBLIA E NÃO NA CIÊNCIA NA HORA DA DOENÇA? NESSAS HORAS A BÍBLIA DO CRENTE VALE MENOS DO QUE PAPEL HIGIÊNCIO.

  20. Jairo Luis Jairo disse:

    Etienne Dolet

    1546, Etienne Dolet, impressor e livreiro francês, apaixonado defensor da educação, foi aprisionado várias vezes por suas críticas abertas à Igreja. Dolet foi condenado por ateísmo e queimado em Lyon, junto com seus livros, deixando sua família desamparada.

  21. Jairo Luis Jairo disse:

    Miguel Servet

    1553, Miguel Servet, o médico espanhol que descobriu a circulação pulmonar do sangue (um avanço em relação à Galeno) fugiu da Inquisição e se achou seguro entre os Protestantes. Grande engano. João Calvino, o puritaníssimo “Papa Protestante” de Genebra, mostrou suas credenciais ao mandar queimar Servet na estaca por heresia. Servet havia criticado a Trindade e o batismo infantil.

  22. Jairo Luis Jairo disse:

    Francis Kett

    1589, Francis Kett, um tutor do colégio Benett (Corpus Christi), em Cambridge, expressou dúvidas de que Jesus Cristo tivesse sido o grande moralista que os cristãos acreditam. Por sua audácia o professor foi queimado até às cinzas.

  23. Jairo Luis Jairo disse:

    Giordano Bruno

    1600, Giordano Bruno, filósofo italiano que ensinava em Paris e Wittenberg, pagou o maior dos preços por pensar por si. Depois de sofrer por sete anos em uma masmorra da Inquisição, onde foi submetido a repetidas torturas, foi condenado e queimado na estaca. Bruno teve a audácia de sugerir que o universo era infinito e que o sol e os planetas não eram únicos.

  24. Jairo Luis Jairo disse:

    Lucilio Vanini

    1619, Lucilio Vanini (aliás “Giulio Cesare” – “Julius Caesar”). Filósofo, professor e livre-pensador. Em 1616 o ex-monge carmelita imprudentemente publicou seus pensamentos em “De admirandis naturae reginae deaeque mortalium arcanis” (“Dos maravilhosos segredos da rainha e deusa dos mortais, a natureza”). Suas ideias incluíam a possibilidade de evolução do homem a partir de macacos e a negação da alma imortal. Vanini rejeitou o Cristianismo como uma ficção inventada pelos padres e defendeu explicações naturais para os milagres. Como resultado, teve de fugir de lugar para lugar para evitar a perseguição católica. Mas foi capturado em Toulouse, condenado, teve sua língua cortada, foi estrangulado e seu corpo, queimado.

  25. Jairo Luis Jairo disse:

    John Allegro

    Especialista nos Manuscritos do Mar Morto
    Em 1970 o estudioso bíblico e especialista nos Manuscritos do Mar Morto, John Allegro, propôs a inexistência de Jesus Cristo. A tese de Allegro associou a noção de um deus-homem a visões induzidas por narcóticos. A planta alucinógena em questão era o Amanita Muscaria, o cogumelo fálico, provavelmente usado pelos primeiros cristãos e interpretado como nascido de uma virgem (i.e. sem sementes) e “Deus feito carne.” Allegro foi submetido à fúria impiedosa e relegado ao ostracismo. Morreu em 1988. Ateu Renascido. Evangelista que “jogou fora a água do banho e descobriu que não havia bebê nela.”

  26. Jairo Luis Jairo disse:

    NÃO EXISTE QUALQUER RELAÇÃO POSSÍVEL ENTRE CIÊNCIA E RELIGIÃO, PORQUE A CIÊNCIA FUNCIONA E A RELIGIÃO NÃO. RELIGIÃO É FOLCLORE, MITO, FÁBULA, HISTÓRIA DA CAROCHINHA, BOBAGENS NEOLÍTICAS.

  27. Jairo Luis Jairo disse:

    A situação da religião é muito triste, antes proprietária absoluta do conhecimento, hoje é 100% dependente da ciência para tudo e motivo de chacota global. Religião virou piada. Pregar coisas impossívels e exigir credibilidade na marra, só podia dar nisso: GOZAÇÃO MUNDIAL.

  28. Jairo Luis Jairo disse:

    O crente deveria se envergonhar de pregar a existência de milagres, pois ele seria a interferência de deus nas leis que ele mesmo criou, para corrigir um defeito não previsto por ele. UM VERDADEIRO ATESTADO DE INCOMPETÊNCIA. Mas não é só isso, pois no manual de funcionamento do crente, a bílbia, deus deixa claro que causa todos os males ao crente, seja por ciúmes, ira ou uma revoltinha básica e depois se acalma e faz um milagre para compensar. COMO EU NÃO VOU RIR DISSO?

  29. Jairo Luis Jairo disse:

    FÉ EXIGE MÁ FÉ.

  30. Jairo Luis Jairo disse:

    FÉ EXIGE MENTIRAS.

  31. Jairo Luis Jairo disse:

    FÉ EXIGE DESONESTIDADE INTELECTUAL.

  32. Jairo Luis Jairo disse:

    Porque você usa um computador para postar coisas na internet e não o poder do espírito santo? PORQUE O ESPÍRITO SANTO NÃO FUNCIONA. SIMPLES. Milhões de relatos que comprovam uns aos outros o poder do espírito santo não valem nada e não servem para nada além auto-ilusão entre crentes. NÃO PRODUZEM NADA DE ÚTIL A NINGUÉM, EXCETO AOS PARASITAS RELIGIOSOS QUE VIVEM DE DÍZIMO, DE VENDER BUGIGANGAS INÚTEIS PARA CRENTES E ENGANAR OS COITADOS COM MENTIRAS ENGRAÇADAS.

  33. Renato disse:

    Pitágoras

    E porque ele teria de querer te convencer?

    Suponha que Deus existe. Neste caso, uma das verdades mais evidentes da história é que Ele não costuma apresentar provas tão irrefutáveis de sua existência que todos os homens necessariamente creiam nesse fato. Então, se ele existe, é irrazoavel esperar que ele te convença inapelavelmente disso. Ou você investiga para saber se ele existe, ou provavelmente você não descobrirá enquanto viver.

    1. Pitagoras disse:

      Renato. Creio que Vc. falou corretamente ao dizer que “supomos” que Deus existe, e que não há “provas irrefutáveis” de sua existência. Não vejo porque Deus não queira nos convencer. Não pense que não investiguei ou meditei sobre o fato, e, como Vc.mesmo afirma, muito provavelmente nada descobrirei enquanto viver, e é isso que me leva a duvidar de sua existência. – Paz.

      1. João Batista disse:

        Prezados, essa conversa está me parecendo sincera, por isso vou lembrar o que faltou dizer. Se a busca é honesta, se há realmente a vontade de pôr à prova a existência do Deus da Bíblia, então não há como fazer isto sem seguir as instruções que Ele mesmo dá, para se chegar à Ele. Qualquer outro caminho em que se não O encontre será inconclusivo, porque Ele estará a dizer:”E daí? Eu não disse que era por aí. Eu não disse que era assim…”
        Por exemplo, quando alguém diz que “não vejo porque Deus não queira nos convencer”, ou que não crê que Ele queira se esconder, está ignorando e contradizendo o que o “Próprio” explicitou em Seu Livro Eterno. Não está escrito que há um “esconderijo do Altíssimo”(Sl 91)? O que seria isso se não uma entrada diante da qual se pode passar mil vezes sem perceber sua realidade? Um esconderijo é um lugar feito para não ser encontrado por quem ainda não tem as condições para isto. Não é dizendo : ” esse esconderijo não existe!”, que se vai achá-lo. Então como ? Seguindo as instruções de quem o fêz, porque é só assim que Ele precisa que você chegue lá, e não de qualquer maneira que dê na nossa ‘telha’. E que instruções são essas? Tem pelo menos duas que são condições ‘sine qua non’. A primeira, mais estranha, em que ‘a ordem dos fatores altera o produto’, é a em que Jesus disse:”Se tu creres tu verás a Glória de Deus”. Ora!, se você o mundo primeiro visse a Glória de Deus, todos creriam e o obedeceriam, mas a maioria por mêdo. A dúvida, a interrogação, é bem representada pela forma de uma foice (?), pois é ela quem separa o joio do trigo. É como a pessoa se comporta diante da dúvida que vai definir a que grupo esta pessoa pertence. Vocês lembram daquelas gravuras em que você via ou uma velha ou uma moça, e ás vezes demorava para perceber que havia outro desenho em meio àquele? Às vezes precisava alguém dizer o que estava escondido e você se esforçava para enxergar o que seus amigos já haviam vislumbrado oculto no desenho? É análogo a isso a inversão da ordem dos fatores que altera o produto: creia primeiro,e releia a Palavra como se Ela fosse Verdade, sem duvidar, mas se esforçando para compreender, e então, surpreendentemente, você começa a ver coisas que estavam diante do seu nariz há muito tempo; a partir daí começa a usar esse novo modelo de realidade e um mosaico começa a se encaixar.
        A segunda instrução “sagrada”, também CONDIÇÃO, ‘SINE QUA NON’, é a famosa :”Buscar-me-eis e Me achareis, quando me buscardes de todo o vosso coração”. O que significa isto ? Não vou subestimar a inteligência que Deus lhes deu. Esta vocês sabem o que significa. Boa sorte em sua Busca, através destas duas instruções básicas vindas do próprio ‘Esconderijo’.
        Paz.

      2. Pitagoras disse:

        João Batista, Concluo que o que Vc. expôs, se resume em “acredite e tenha fé” mesmo parecendo ou sendo absurdo, como disse Tertuliano. Não é assim que penso que seja o correto.

        1. João Batista disse:

          Conclusão apressada, bom Pit agora s. Resumindo demais, você está tentando tomar um atalho. Seguindo suas próprias instruções e não as de Quem preparou o esconderijo, você está saindo do Caminho. Jesus disse em Mt 11.12 que pela força você pode se apoderar do Reino dos Céus. Ou seja, esforce-se. Experimente. Mude por um pouco seu ponto de vista. Olhe daqui para aí, uma vez. Ponha temporáriamente de lado esta atitude de “não vi e não gostei”, e verá, repito, “e então, surpreendentemente, você começa a ver coisas que estavam diante do seu nariz há muito tempo; a partir daí começa a usar esse novo modelo de realidade e um mosaico começa a se encaixar. ” Esta é a parte mais incrível no fenômeno da conversão. Não dá prá descrever. A euforia é tanta que ( e aqui eu te dou razão em duvidar…até porque já estive onde vc está ) a gente “embobece”, quer converter todo mundo… Entendo porque vc nos acha ridículos e lunáticos. Aliás, você é até muito mais educado do que eu era com os evangélicos. Em deboche e agressividade eu dava de dez, comparado com vc. Olha só o meu castigo : Deus me colocou agora do lado de cá…Mas quer saber ? Só assim pode-se compreender o “Bem aventurados os que forem injuriados e julgados dignos de sofrer afrontas pelo Nome de Jesus”. “Uma comida tenho (agora) para comer que vós ainda não conheceis”(Jo 4.32). Oro para que um dia você também a conheça.

  34. Edson disse:
    “A lei da verificabilidade empírica não é empiricamente verificável”.

    OK! Só essa pergunta basta. Repare que nenhum dos comentaristas tentou responder.

    Poderíamos perguntar também:
    “Ateísta/secularista, como você pode saber alguma coisa?”

    Pois eles não têm uma epistemologia racionalmente válida.

    Hahahaha morro de rir com essa gente, fingindo que podem saber algo…

    Só mais uma coisa Edson, seu post na verdade é endereçado a ninguém, pois não existem ateus e secularistas sensatos…

    Para uma discussão de uma epistemologia racionalmente válida, e como esta só pode ser encontrada no Cristianismo:

    “COMO CONHECEMOS O MUNDO? Alguns pensamentos em Epistemologia.”
    http://martelodocarpinteiro.blogspot.com.br/2011/07/epistemologia-do-ocasionalismo.html

    e um complemento em:

    “Apologia do Cristianismo a partir da validade necessária da Razão”
    http://martelodocarpinteiro.blogspot.com.br/2012/01/apologia-do-cristianismo-partir-da.html

    1. Pitagoras disse:

      Muito provavelmente não sabemos muita coisa, ou temos dúvidas e ceticismo sobre o que julgamos já saber, e isso nos leva à perene busca e pesquisa para obtermos respostas. Bem ao contrário de quem se julga já saber todas as verdades, baseado apenas em crenças e fé, e num livro antigo, e que não precisa mais “perder tempo” procurando outras respostas. Que tal encaixar aqui a “lei da ferificabilidade” ? Paz.

      1. marcos oliveira disse:

        “Acho impossível que um indivíduo contemplando o céu possa dizer que não existe um Criador.” Abraham Lincoln

      2. Caro senhor Pitágoras,

        Lhe convido a ler os textos linkados por mim, e somente após isso afirmar que eu me baseio apenas numa fé injustificada racionalmente.

        O senhor foi deveras preconceituoso a meu respeito, tal porém não foi o meu trato contigo, pois não classifiquei a sua classe de pessoas como ‘insensatas’ apenas por mero xingamento, mas baseado nas razões explicitadas nos textos linkados acima.

  35. Rafael Stival disse:

    Meu nobre Edson, no parágrafo que inicia com ”A Proposta de Pascal…” há uma comum confusão entre o verbo ”haver” e a preposição ”a”. O correto é ”deve reconhecer que há mais a ganhar do que a perder tornando-se cristão.” Assim a gramática ficará tão boa quanto o artigo.

    1. Edson Camargo disse:

      É mesmo, Rafael! Eita!

  36. marcos oliveira disse:

    Mas se faço o bem à pessoa, livrando-a do sofrimento, estou retirando dela a chance de pagar sua dívida, tanto dessa vida como da anterior. Então estou, realmente, fazendo um mal e não um bem, além de a estar condenando a mais reencarnações. Se fiz este mal, tanbém aumentei meu Karma , e deverei pagar por isso em mais encarnações. Por paradoxo, a reencarnação se torna injusta e desumana, uma fonte de mal (diabólica) ! ótima percepção.

  37. marcos oliveira disse:

    Friedrich Nietzsche, chamado “o grande filósofo do ateísmo”, escreveu a um amigo sobre a pessoa de Jesus Cristo: “Eu sei que, se não O encontrar, não terei repostas para minha vida.” E no final de sua vida, durante a qual rejeitou a Cristo, ele escreveu: “Ai daquele que não tem lar!” Friedrich Nietzsche, Ateo

  38. marcos oliveira disse:

    “Arrependo-me de ter escrito a doutrina espírita” Allan Kardec, em “Les Lumières et les Ombres du Spiritualisme” trd.fr.Paris, 1883, Dentu, na pág 114.
    A observação final é que a maioria da notável comunicação foi ditada por M. Morin, a quem Allan Kardec, durante a sua “vida-terrena”, considerava um de seus melhores médiuns e confiava muito. Para dizer que no mínimo isso é razoável e suporta a impressão da verdade.

  39. Gil Henrique disse:

    É inútil falar algo para quem não está disposto a ouvir. Como pode em um site de notícias cristãs haverem tantos ateus? Eu me pergunto, por que os vcs perdem tanto seu tempo tentando acabar com a fé das pessoas? Querem mostrar sua Humanidade ajudando as pessoas a saírem da ignorância? É claro que não!! querem mostrar sua inteligencia acima da média cristã? Pode até ser, mas há algo mais que incomoda os ateus. "ninguém diz Deus não existe sem antes desejar que ele não exista." Ninguém prova nada pra ninguém! eu não provo uma comida pra outra pessoa para saber se ela está boa ou não. Eu sei disso, pois eu tive de provar a EXISTÊNCIA dEle. Uma prova que vcs são incomodados com o cristianismo é o seguinte fato: se eu disser que acredito no papai noel, e disser"papai noel te ama", um ateu vai dar risada e até brincar comigo. Mas se eu falar" Jesus te ama meu irmão", o cara vai pirar!! O ateu pode até retrucar, mas ele nunca vai calar sua consciência…

  40. Gil Henrique disse:

    O que vemos aqui nesses comentários, são tentativas banais e ineficazes, onde uma pessoa tenta impor suas concepções filosóficas umas as outras. O resultados vão ser debates sem fim, e sem nexo. Não chegaremos a nenhuma conclusão, ou comum acordo. Por melhores que sejam nossas retóricas, e quão boa sejam nossas afirmativas, sempre vai ter um Zé que vai discordar, não importa se vc é ateu, cristão, agnóstico, budista, xintoísta, otaku, jedi, umbandeiro, gamer, etc.

  41. A Contra-Reforma recorreu também ao revigoramento da "Santa Inquisição" ou "Tribunal do Santo Ofício", criada durante a Idade Média para combater heresias, A Inquisição agiu de forma impiedosa sobre aqueles considerados "hereges", principalmente na Itália, em Portugal e na Espanha, onde o rei Filipe II (1527/1598) se mostrou um incansável defensor do Catolicismo.

    Nos tribunais do Santo Ofício, julgavam-se crimes contra a fé, considerados graves, como judaísmo, luteranismo, blasfêmias e críticas aos dogmas católicos, e crimes contra a moral e os costumes, que recebiam penas mais leves, como bigamia e feitiçaria. Denúncias anônimas, delações e simples indícios eram o suficiente para a prisão, a tortura, a condenação e a queima na fogueira do réu, que não tinha o direito de defesa e muitas vezes nem sabia o motivo de sua prisão. Ao serem condenados à morte, os hereges "eram entregues as autoridades civis para serem executados, o que era feito em solenes cerimônias públicas, denominadas" autos de fé".

    Na Itália, o Santo Ofício contou, entre suas vítimas, os cientistas Giordano Bruno (queimado na fogueira) e Galileu Galilei, que se livrou da morte porque aceitou negar publicamente a sua teoria heliocêntrica, na época contraria aos ensinamentos da Igreja.

    Na Península Ibérica, a Inquisição esteve ligada ao processo de centralização das monarquias e foi usada pelos reis como meio de submissão dos súditos. Sua ação estendeu-se também às terras da América espanhola e portuguesa, Os burgueses protestantes, os muçulmanos e os judeus sofreram cruéis perseguições nesses países. Para evitar o exílio os judeus eram obrigados ao batismo forçado e à renúncia às suas crenças, sendo chamados de "cristãos-novos". "Milhares decidiram partir e fortunas reverteram novamente para o tesouro real, pois os judeus trocavam casas, propriedades, por um pedaço de pano ou qualquer coisa que pudessem carregar consigo." (NOVINSKY, Anita. A Inquisição. São Paulo, Brasiliense, 19861 p. 33.)

    As ações da santa inquisição provocaram a migração em massa de homens de negócios para as regiões mais livres do norte da Europa, trazendo êxodo de capitais e empobrecimento econômico aos países católicos.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

O Colunas Gospel+ é um espaço de opinião, voltado ao público cristão, com abordagem de diversos assuntos ligados à jornada de fé, sociedade, política, música e muito mais.

Aproveite o conteúdo e compartilhe o conhecimento através das redes sociais.