Ditadura gay quer transformar a heterossexualidade em anormal

69

Acredite isso já é um fato entre os militantes que encontram sempre voz na psicologia pós-moderna, e na educação da atual administração. Ditadura gay existe? Ao final deste texto você mesmo poderá avaliar.

Mas se ela existe o que pretende? Essa resposta está na ponta da língua de todo cidadão cristão: “desconstruir a família tradicional e com isso afetar o cristianismo”.

Ouvimos este discurso e muitos, até entre nós mesmos, acham exagero. Muitos pastores ausentes, fechados em seus problemas internos de suas igrejas, dizendo: ”Estamos orando”; “Deus proverá”; “é mister que isso ocorra”… Quando chamamos atenção para a perseguição que está acontecendo no mundo das ideias, estes, tem seus discursos alienados prontos! Transformaram a força da palavra de Deus em “chavões” e desculpas para a covardia e desinteresse em lutar pelas causas do evangelho, que estão realmente afetando a igreja e desconstruindo nosso Deus como criador, como fato e transformando-o em um mito do preconceito.

Hipócritas! Bem profetizou Isaías acerca de vocês, dizendo: ” ‘Este povo me honra com os lábios, mas o seu coração está longe de mim. Em vão me adoram; seus ensinamentos não passam de regras ensinadas por homens'”. Mateus 15:7-9

Talvez você fique chocado(a) com minhas palavras e sua reação será de me criticar por elas (cuidado você pode ser mais um que foge da realidade por ego ou incompetência cristã por não saber como pode ajudar então prefere o caminho mais curto, ignorar, negar que isto esteja acontecendo, minimizar o problemas, racionalizar ou mesmo intelectualizar), note que estes são mecanismos de defesa que o ego lança mão para se proteger de algo que ele não consegue aceitar talvez. Resumindo, estamos fugindo muitas vezes da situação para não nos comprometermos, mas no fundo sabemos  ser algo que Deus vai nos cobrar.

Eles afirmam que conhecem a Deus, mas por seus atos o negam; são detestáveis, desobedientes e desqualificados para qualquer boa obra. Tito 1:16

Muitos de nós estamos em uma zona de conforto, e pior queremos permanecer nela e não nos damos conta que enquanto dormimos na luz e no conforto de nossas  igrejas , muitos estão morrendo na escuridão em volta dela…

As misericórdias do SENHOR são a causa de não sermos consumidos, porque as suas misericórdias não têm fim; Novas são cada manhã; grande é a tua fidelidade” (Lamentações 3. 22 e 23)

As coisas tem acontecido, e nós estamos apenas confiando em orações passivas,  por falta de conhecimento, pois Jesus nos ensina que tem certos demônios  que só sai com muito jejum e oração, ou seja com ação se transportamos para nossa realidade  a Bíblia diz:” Mas esta casta de demônios não se expulsa senão pela oração e pelo jejum. Mt 17: 14-21.

Em primeiro lugar é necessário que entendamos que, a luta com os demônios é guerra no mundo espiritual. Os demônios são seres espirituais com personalidade e inteligência. Como súditos de Satanás, inimigos de Deus e dos seres humanos (Mt 12.43-45), são malignos, destrutivos e estão sob a autoridade de Satanás (ver Mt 4.10 nota).

Olhando por este prisma, o crente para atuar nessa área precisa estar devidamente revestido de poder, e estar dotado de fé suficiente para esse trabalho. Transportando para o mundo natural, o crente precisa ter conhecimento, cultura, sabedoria natural e ao mesmo tempo, oração, jejum e ação para poder agir no mundo natural, pois estamos espiritualmente somente orando e no mundo natural esperando passivamente. Enquanto isso, as coisas tem acontecido de forma a impressionar. Segue abaixo algumas perseguições já consolidadas.

  • Todo os psicólogo que se manifestar socialmente como cristão, contra a agenda gay, e contra qualquer comportamento em razão de sua fé, ou até mesmo, concordando com aborto, legalização de drogas, desconstrução da heterossexualidade como inata, será advertido a principio pelo Conselho de Psicologia (isso acontece comigo então não adianta dizer que é mentira porque respondo processo por isso).
  • Médicos que se negarem a fazer aborto por princípios religiosos serão punidos administrativamente.
  • E hoje todo juiz que se negar a fazer o casamento gay seja por qualquer razão, será responsabilizado e responderá por isso.
  • Professores tem sido proibidos de orar ou falar de Deus para seus alunos
  • Estudantes em universidades tem sofrido bullying por se denominar cristão evangélico, etc.

Estamos sendo pressionados por uma militância ideológica política de gênero (gay) com ajuda da mídia e de políticos que querem apenas voto, criando resoluções, cerceando direito constitucional do cidadão, criando conflito ético com a constituição, para em nome de acabar com um preconceito desconstruir a família tradicional e a heterossexualidade como inata, natural do ser humano. Ou seja, para encaixar todas as formas de erotismo, afetividade estão tentando e conseguindo, em algumas situações, desconstruir dizendo que o que impede este avanço é o judaísmo/cristianismo. E como fazem isso? Convencendo a população e a nós mesmos que nosso Deus é homofóbico, nossa Bíblia é homofóbica, nós cristãos somos homofóbicos, e com a ajuda de nossa omissão, nossa hipocrisia, falta de conhecimento e humildade em reconhecer aqueles que ajudam e enfrentam essas causas.

Segue parte do conteúdo de minhas palestras sobre desconstrução da familia de Deus e sobre ditadura gay, acredito ser útil para todos como forma de conhecimento e vejam como está acontecendo ações práticas na vida escolar e acadêmica dos nossos filhos com intuito de dar um golpe fatal: o de deixar em dúvida parte da população se a nossa heterossexualidade é normal, é natural, e conseguir com isso implantar a criação de gênero neutro.

Essa desconstrução de Deus e da família bem como da heterossexualidade está se dando pelo discurso que já é prática da Teoria Queer (teoria da desconstrução), Gênero Neutro, heteronormatividade, pelo ateísmo, relativismo social, educação, leis, política, agenda internacional gay, instituindo a homofobia (lei da mordaça).

Mas o que seria essa Teoria Queer ? de forma simplificada explico a essência dela

É uma teoria sobre o gênero, que afirma que a orientação sexual e a identidade sexual ou de gênero dos indivíduos são o resultado de uma construção social e que, portanto, não existem papéis sexuais essencial ou biologicamente inscritos na natureza humana, antes formas socialmente variáveis de desempenhar um ou vários papéis sexuais.

Teve origem nos Estados Unidos em meados da década de 1980 a partir das áreas de estudos  (gays, lésbicas e feministas), fortemente influenciada pela obra de Michel Foucault. Expande o âmbito da análise para abranger todos os tipos de atividade sexual e de identidade classificados como “normativos” ou “desviantes”.

No século XX, se focaram em desacreditar a dicotomia entre a homo e a heterossexualidade numa perspectiva biológica; A noção do descentramento do sujeito — ou seja, a idéia de que as faculdades intelectuais e espirituais do ser humano não são parte da sua herança biológica, embora se definam em condições biológicas, mas o resultado de uma multiplicidade de processos de socialização, através dos quais se constituem de maneira sumamente diferenciada as noções do eu, do mundo e das capacidades intelectuais para operar abstratamente com este afirma esta teoria que  os indivíduos obtêm a sua condição “masculina” ou “feminina” como produtos meramente  histórico-sociais. Não aceita  uma forma “normal” de sexualidade — o casal heterossexual estável , inata e sim que todas as manifestações de orientação sexual são normais e devem ser aceitar em igualdade.

O que querem implantar na sociedade é que, a  heterossexualidade não é normal, não é nascida, e sim imposta por um meio e claro pelos religiosos que são uma maioria preconceituosa que impôs através dos séculos seu estilo de vida no caso do Brasil judaico/Cristã. Indo contra a concepção deles de que toda forma de manifestação de sexualidade é normal.  Baseado nessa teoria, então podemos dizer que a pedofilia é aceitável como manifestação natural? Normal? Entendam o futuro disso tudo.

Heteronormatividade

Dentro dessa teoria então criou se um termo hoje combatido pela psicologia atual que é a heteronormatividade.(uma heterossexualidade construída pelas normas sociais vigentes)  O termo foi criado por Michael Warner em 1991, em uma das primeiras grandes obras sobre a Teoria Queer Que diz que os que não são Heteronormativos não são percebidos como “normal, moral ou merecedores de ajuda do Estado” ou de legitimação querem imputar a heterossexualidade o rótulo de preconceituosos?ou seja só porque você nasceu heterossexual você já é preconceituoso.

A heterossexualidade então é tomada como normativa dentro de uma sociedade.

Cathy J. Cohen define a heteronormatividade como a prática e as instituições que legitimam e privilegiam a heterossexualidade e relacionamentos heterossexuais como fundamentais e ‘naturais’ dentro da sociedade”.  e diz que  essa “norma” é imposta por uma classe e ou religião, por um grupo opressor que  impede a manifestação   plural da sexualidade

A preocupação do movimento LGBTT e de seus militantes (psicologia, educação, sociólogos etc.) que tentam implantar essa teoria, é que numa sociedade “heteronormativa” entre as   normas estabelecidas para ambos os gêneros está o requisito de que os indivíduos deveriam sentir e expressar desejo somente por parceiros do sexo oposto e isso para eles é anti natural, pois o indivíduo pode se interessar por todas as formas de sexo e essa liberdade é interrompida pelas maiorias opressoras  (religiosos) desde o nascimento.

Vamos aos fatos

Quero informar que este discurso é uma inversão de valores é falacioso, negligencia a biologia, o sexo de nascimento e todas as outras ciências (médicas, por exemplo) que nunca comprovaram tais afirmações, elas são de socialistas, letristas, relativistas e muitos “istas”, não de cientistas pois estes não estão conseguindo fazer malabarismos com a ciência legítima, por isso são chamados de teorias, são discursos promovidos pelo movimento ativista gays, e  usam a bandeira do fim do preconceito atribuindo a heterossexualidade o rótulo que eles carregaram por muitos anos, seria vingança, esquizofrenia. Então para acabar com o preconceito contra os homossexuais temos que transformar nossas crianças desde o ventre da mãe em uma criança em conflito sexual, não podemos sinalizar, modelar o comportamentos conforme ao sexo nascido  para não frustrar um possível  adulto homossexual? E se dizermos que isso é uma loucura podemos ser punidos ou taxados de preconceituosos? Temos que aceitar engolir porque a “sociedade” (militantes ideológicos de gênero)  perdeu sua referência. A referência de nascimento é heterossexual e se expressa na natureza humana, animal, até mesmo na teoria ateísta de Darwin de evolução e seleção sexual das espécies comprova que esta Teoria Queer é inequívoca e serve aos desejos de quem a criou , não podemos promover enganos como desculpa de acabar com o preconceito e por vingança de um Deus que Não acreditam.

Para os que acreditam em Deus digo que: As famílias estão no coração de Deus. Afinal, foi projeto de Deus a criação da família que se iniciou lá no jardim do Éden com o casal Adão e Eva. E é esse o objetivo afetar o Deus que cremos, esses discursos são ateístas, pois podemos sim acabar com preconceito tornando as diferenças aceitáveis aos olhos principalmente dos cristão e isso já ocorre , e não podemos destruir nosso Deus e nossa família para atender aos desejos de alguns militantes ideológicos políticos pois isso sim é insanidade.

Veja o que fala um professor de “Homocultura” durante um seminário em Brasilia sobre gênero ele comprova o que estou dizendo, e para reforçar leia este artigo do Reinaldo Azevedo:

“Ela [heterossexualidade] é a única orientação que todos devem ter. E nós não temos possibilidade de escolha, pois a heterossexualidade é compulsória. Desde o momento da identificação do sexo do feto, ainda na barriga da mãe, todas as normas sexuais e de gêneros passam a operar sobre o futuro bebê. Ao menor sinal de que a criança não segue as normas, os responsáveis por vigiar os padrões que construímos historicamente, em especial a partir do final do século 18, agem com violência verbal e/ou física. A violência homofóbica sofrida por LGBTTTs é a prova de que a heterossexualidade não é algo normal e/ou natural. Se assim o fosse, todos seríamos heterossexuais. Mas, como a vida nos mostra, nem todos seguem as normas”. “o menor sinal de que a criança não segue as normas, os responsáveis por vigiar os padrões que construímos historicamente, em especial a partir do final do século 18, agem com violência verbal e/ou física. A violência homofóbica sofrida por LGBTTTs é a prova de que a heterossexualidade não é algo normal e/ou natural. Se assim o fosse, todos seríamos heterossexuais. Mas, como a vida nos mostra, nem todos seguem as normas…… “não é para provar que todos somos iguais perante a lei: é para tirar os heterossexuais da “zona do conforto”. -Leandro Colling”, identificado como “professor da Universidade Federal da Bahia, presidente da Associação Brasileira de Estudos da Homocultura e membro do Conselho Nacional LGBTA

A gravidade desse discurso esquizofrênico que está ganhando até em nosso meio, muitos líderes já se deixaram enganar e ajudam desconstruir a heterossexualidade por interesses próprios , ou simplesmente para se vingar de algum líder que não concorde que esteja em evidencia defendendo a família, na arrogância de julgar a legitimidade espiritual da pessoa em questão, como se isso fosse possível para nós pobres mortais. Enquanto o ego atrapalha, a situação é a seguinte: O que sempre foi verdade na ciência, hoje é dita por estes professores como inversão, como engano, a manipulação na palavra não pode se transformar em verdade social, e está sendo a  passos largos, e nós temos sido os grandes promovedores dessas causas. Vale lembra que em Gn. 6.18, em referência aos animais que entraram na arca de Noé, determinou o Senhor que entrassem casais. Porque é sempre pelos casais que se formam as famílias.

Famílias desestruturadas, líderes causando escândalos, cristãos que se vendem por medo de perder sua imagem, sua fama, falam em pagar o preço, mas quando a “maré sobe” é o primeiro a pular fora do barco  e perverter até mesmo um versículo bíblico para caber sua covardia.   E é clássico dos dizeres: Jesus está voltando, não é contra o sangue, é mister que isso aconteça, e vamos ficar de braços cruzados, então pra que fazer barulho, vamos nos recolher em nossas igreja, deixar que os outros se explodam, e esperar a chagada de Jesus e ir pro céu certo? Errado se o mundo chegou a este ponto é porque fomos omissos até então, Jesus não foi omisso conosco enfrentou tudo e a todos sabendo que is ser sacrificado, mas por você e por mim, ele acreditou valer a pena. E eu não sei você, vou fazer a minha parte, denunciar, palestra, escrever, alertar, gostem ou não do que vem acontecendo cobrar de nossos deputados mais foco, nas causas da família, ainda que não gostem ainda que sejamos taxados de oportunista, não importa fala sua parte, ou melhor vá além.

Mas voltando ao nosso texto, além da desconstrução da heteronormatividade, tem coisa pior a pratica nisso se dá na escola leia meu artigo gênero neutro.

Criação da criança em Gênero Neutro

Já é realidade em várias escolas no mundo e chegou no Brasil,segundo essa teoria que faz parte do “conjunto” a crianças devem ser criadas sem simbologia, signos, sem normas sexuais, e papeis sexuais e ou sociais e sim deixá-las livres para escolher de forma “natural” o que  e como desejam “se tornar”.

O adulto não pode interferir impondo papeis. Não se deve influenciar a criança a adotar comportamentos que sempre foram vistos como típicos de seu sexo.Para ser alcançado essa quebra de tabus e preconceito eles adotam práticas  arriscadas, que pode sim confundir a sexualidade da criança, mas como a ordem é desconstruir a heteronormatividade , a heterossexualidade como normal, nascida, de acordo com sua biologia, então essa  educação vem favorecer a teoria gay somente. Pois proíbe que um adulto influencie a criança com comportamentos que sempre foram vistos como típicos do seu sexo

Com todo esse discurso de eliminar preconceito e usar a igualdade entre os sexos para evitar a violência entre as mulheres, eles não informam como isso pode afetar negativamente seu filho, Até hoje a ciência não descobriu se a homossexualidade é inata ou adquirida no meio social, mas já se tem certeza de que toda criança nasce com predisposição a desenvolver características psicológicas do sexo a que pertence.

Essas ações e discussões são construídas quase que exclusivamente para vender homofobia travestida de preocupação parental. E claro que como pais podemos ser convencidos de qualquer coisa se provarmos com discursos que isso protegerá seu filho, com manipulação da verdadeira intenção, esses militantes que são gigantes dentro do sistema educacional principalmente vão introduzindo na grande massa calada as ideologias que quiserem. Até um ponto que não teremos mais como reverter…

Na Suécia, uma empresa criou um catálogo de brinquedos sem distinção de gênero, no Brasil, desenhos, cartilhas, já implantam essa idéia não mais da diferença que deve ser respeitada, mesmo você não concordando, mas e sim induzindo as crianças a viverem e ter desejos pelos dois sexos pois assim é “natural”.  E é no brincar na infância que a criança começa a elaborar estes papeis positivamente e negativamente e necessário sim o modelo adulto. A influência para se construir se firmar essa sexualidade do sexo nascido. E sinto que muitos professores e muitos psicólogos e médicos tenham se calado a este fato.

Tudo isso que escrevi, é uma realidade e muitos de nós tem contribuído para o avanço dessas ações contrárias a família por se negar a ouvir, e temo que quando realmente quiserem ouvir,não poderemos fazer mais nada.

Tudo isso faz parte de uma ditadura gay que se instalou no Brasil, e começou com o descaso de muitos de nós, por não acreditar por exemplo na política, e não  ter conhecimento que são as leis que mandam na nação, e só podemos obstruir projetos, e criar leis que nos defendam com a boa política, não por poder e ego, mas sim por amor as causas de Cristo. Que são boas e agradáveis sim porque não geram preconceito e sim amor, tudo isso está invertido na sociedade está na hora de deixarmos nossa omissão de lado e buscar conhecer, se envolver mais, ajudar, criticar o sistema, mas com inteligência, ou perderemos nosso maior direito e graça que temos o de manifestar nossa fé garantida pela constituição. Há muito mais a ensinar, mas deixarei para um próximo artigo, quando falarei do relativismo social, que entrou em nossa igreja, está no meio acadêmico destruindo a fé de nossos jovens, e é a principal responsável por tudo que está acontecendo, não podemos mais aceitar passivos que destruam socialmente a imagem do nosso Deus através de nossa fé e nossa família… Que Deus nos ajude, e façamos por merecer esta ajuda.

Motivo você meu irmãos a fazer a sua parte como, por exemplo, enviar e-mail, para deputados, senadores, divulgando atos e ações de todos aqueles que se importam e tentam de alguma forma lutar contra esse movimento que está engessando nossa fé e criticando manifestando sua indignação pessoal e ou de grupo contra essas novas leis, contra essa usurpação de direitos, precisamos (organizar grupos de discussões, seminários, palestras, imprensa, irmos também as rua, pacificamente ,atos públicos, marchas, reuniões com deputados, abaixo assinado, focado e entregue no final) Falta conhecimento, objetivo e foco, além de muita oração focada no problemas,  discernimento espiritual e natural juntos de forma ativa com amor e respeito ao próximo sempre, mas acima de tudo respeitando nossa fé nosso Deus, sem emoção com fé fundamentada em princípios internalizados.

Sei que muitos – e estes são os que tem menos condições – lutam nas redes sociais, mas também sei e outros além de não ajudar, atrapalham com comentários desumanos, com criticas e cobranças sem conhecimento de causa, apenas promovendo discórdia, e nos imputando rótulos e adjetivos simplesmente por não saber como agir. Tenham cuidado com o fermento dos fariseus, que é a hipocrisia.

Lucas 12:1 Outros  pegam o “bonde andando” como dizem e querem sentar na janela. Está quase que desumano continuar lutando contra o mundo e ter que viver combatendo a ignorância , arrogância e hipocrisia e ego de muito “crente” Se afirmarmos que temos comunhão com ele, mas andamos nas trevas, mentimos e não praticamos a verdade. 1 João 1:6

Não tenho medo algum de falar dessa forma, pois quem é bom e luta e foca no reino, não dará desculpas apenas reconhecerá a verdade, esse tem sido a queixa dos que realmente se importam e somos muitos, pequenos e numerosos só precisamos saber mais sobre o que acontece para saber agir, transformar nossas orações em ato, materializar nossa oração Como é feliz aquele a quem o Senhor não atribui culpa e em quem não há hipocrisia! Salmos 32:2

Se somente oração fosse suficiente , não precisaria Deus enviar seu Filho para morrer por nós,(João 3:16)  “Porque Deus tanto amou o mundo que deu o seu Filho Unigênito, para que todo o que nele crer não pereça, mas tenha a vida eterna. este foi um ato, um fato, uma ação e é por ela que posso hoje falar aos irmãos.

Referências

  • BUTLER, Judith. Críticamente subversiva. In: JIMÉNEZ, Rafael M. Mérida.
  • Sexualidades transgresoras. Una antología de estudios queer. Barcelona: Icária
  • editorial, 2002,
  • LOURO, Guacira Lopes. O corpo estranho. Ensaios sobre sexualidade e teoria queer.
  • Belo Horizonte: Autêntica, 2004.
  • Revista veja coluna reinaldo Azevedo
  • LOBO Marisa .artigo: Gênero Neutro : Coluna  .Gospelmais.com.br
  • JESUS: Bíblia Sagrada
COMPARTILHAR
Marisa Lobo é psicóloga clínica, escritora, pós-graduada em saúde mental, conferencista realiza palestras pelo Brasil sobre prevenção e enfrentamento ás drogas, e toda forma de bullying, transtornos psicológicos, sexualidade da familia, entre outros assuntos. Teóloga, ela é promoter e organizadora da ExpoCristo realizada no Paraná. Marisa é casada, tem dois filhos e congrega na IBB em Curitiba.

69 COMENTÁRIOS

  1. Os argumentos de Marisa Lobo, são tão falhos como a sua honestidade,
    Vamos aos fatos:
    Quem está contra os homossexuais terem os mesmos direitos que os heterosssexuasi?
    Quem está querendo propor que a homossexualidad é doença, “isso contra todo o arcabolso ciêntífico o qual prova que homossexualidade não é doença no
    mundo inteiro?
    Quem quer cercear os direitos desta monoria? Quem???
    Uma criança, nasce heterossexual ou homossexual, assim como nasce japonesa ou negra, nada pode interferir na natureza.
    Está mulher está criando guerrilhas, dentro da sociedade brasileira, tanto que do seu lado estão os nazistas (seguidores de Bolsanaro) os quais odeiam gays e negros.

    Todos como Cristãos sabemos, que a palavra ” abominação” do grego quer dizer ” Não usual”, como a adoração a imagens ” No caso dos abomináveis católicos”, e por ai vai em Levitíco está cheio de abominações que a igeja aceita a muito tempo.

    Ela está sim fazendo sua campanha política em cima do ódio gerado, em muitos cristãos, é só lêr os comentários “cristãos” de ódio contra os gays neste mesmo site.

    O ódio religioso na data de hoje na Giorgia, fez com que católicos ortodoxos daquele país entressem em confronto com a polícia , pois estes queriam impedir a força “violência” uma passeata pelo dia contra a homofobia, que é na data de hoje.

    Caso está pregação de ódio continue em nosso país, isto ocorrerá aqui também, e ai está senhora, Feliciano, Silas, seram responsáveis, pela degradação do evangelho em nosso páis.

    • Faz parte desta ditadura de vocês usar nossa religião para tentar desconstuir tudo que falamos, mas se ater apenas no discurso do professor homossexual que citei, são falas dele que você pode encontrar também no artigo do AZEVEDO. enfim pode pedir a cópia do seminário em questão, onde o referido professor, falou muito mais do que eu citei, mas pode procurar videos e fotos da criação de gênero neutro, ou melhor a veja publicou um artigo sobre.. Como vê aprendemos o jogo de vocês,. desconstruir tudo o que fazemos e falamos … mas uma coisa não consegue …. falar de bíblia , pois tem que ter inspiração, pois ela é inspirada pelo espirito santo, e só se convertendo. tenta vai gostar de pertencer a um mundo que não se escraviza por desejo algum. pois nosso desejo está nas mãos do pai.

      • MARISA LOBO

        Eu queria entender o que a senhora fala. Como 10% pode fazer uma ditadura em cima de 90% da população????.
        o que destroi a família é a violencia, omissão divórcio, pilula, etc

        é a realidade, pena que vcs não conseguem ouvir, são hipócritas, Silas abençoou o casamento de Bolsonaro, divorciado duas vezes, Magno Malta, separou da mulher e casou com outra mais jovem(que por sinal tb se separou de um pastor) HIPÓCRITAS

      • Deixa de ser cínica que provavelmente nem acreditar em DEUS você acredita…Sabe Marisa! Sou evangélico mas vc com este seu discurso não me confunde e provavelmente não confunde a muitos evangélicos como vc teta fazer com esta infeliz massa de crentes manipuláveis que nem educação e estudo tem. O seu discurso tem endereço certo e não é a família É A POLÍTICA. Sejamos honestos….

      • Srta. Marisa, os profetas falavam para Israel, Paulo escrevia para os cristãos romanos, e Levítico foi dado à Israel. Aos que estavam fora desse círculo, Paulo pregava Jesus, pois como podia criticar algo que para eles ainda não era pecado, pois se encontravam no “tempo de ignorância”?. Jesus em nenhum momento se preocupou com as políticas adotadas por Roma, mas suas críticas foram direcionadas para dentro da sua própria casa (Israel, fariseus, escribas e mestre da Lei). Veja a diferença do tratamento de Jesus aos ignorantes (Pai, perdoai-os, pois não sabem o que fazem), para os que não eram ignorantes (Raça de víboras). O que eu vejo são cristãos colocando a carroça na frente dos bois, querem empurrar seus princípios cristãos antes de colocar Jesus Cristo no coração das pessoas. Pior, ao criticarem a postura dessas pessoas, criam uma aversão delas a Cristo, mergulhando tais pessoas ainda mais na escuridão.

        Por exemplo Marisa. Dois homens já estão juntos, vivem juntos há muito tempo, se amam. Pagam impostos como todos, porque não poderiam ter os mesmos direitos civis que os héteros tem em seu casamento? O que isso vai mudar a sua vida? Afinal, eles já não estão juntos?

      • Já devo ter lido a Biblia umas três vezes, querida, sou pós graduado, em ciências sociais, mas diferente da senhora, não leio a bíblia como um fariseu, onde absorvo todas as abominações de Levítico, como fazer a barba etc. e somente um, pego um trecho da Lei para condenar o meu próximo. Lembra quem quiser cumprir a Lei deverá cumpri-lá em seu TODO, então querida caso queira chamar uma das dezenas de abominações ali nominadas, e esquecer das outras e até prática-las no mínimo isto é hipocresia.
        E não venha me falar de Paulo, ele disse que a senhora não poderia estudar e nem falar e a senhora descumpre os mandamentos de Paulo, assim como Silas, Jesus condenou o divórcio e o venerável Pastor casou o Nazista e divorciado Bolsanaro.
        Que bela sacola temos: Nazista Bolsanaro, Facistas Feliciano, Silas e o mais novo coleguinha íntimo de Feliciano o Pastor Marcos Estuprador, essa é a mesa dos escarnecedores seguidores de Mamom.

      • “amai-vos uns aos outros como eu vos amei”
        Ao contrário do que muitos julgam, homossexualidade não se denomina unicamente por sexo, existe amor, carinho, cumplicidade do mesmo modo que existe num casal heterossexual.
        Falando de forma religiosa:
        Deus perdoa-nos e aceita-nos como nos somos sendo gays, hetros, bis, pretos, azuis ou amarelos.
        Onde vivo, 50% dos padres são gays não assumidos, porem têm relações com homens às escondidas (agora me pergunto, com que audacia vêm vocês criticar alguem?)
        Na India travestis são considerados semi-deuses por possuirem corpo de homem transformando-o em uma criatura nova e são respeitados, ao contrário do cristianismo.
        Falando como Humano:
        Na minha humilde opinião ser gay hetro bi são rotulos parvos, uma vez que o que realmente importa é a felicidade da pessoa, seja com um homem ou mulher.
        Em relação as familias modernas, sou a favor tambem. se existe tanta criança nos orfanatos, tanta criança mal tratada, tanta criança sendo usada e explorada estes são 100% realizados pelas ditas “familias normais”
        pelo amor de Deus, homossexualidade nunca foi e nunca será doença. Sempre existiu muito antes de Cristo. Alexandre o Grande imperador de Roma era homossexual, Roma antiga era extremamente comum haver casais homossexuais, em pleno seculo XXI custa-me acreditar que a humanidade está com uma mentalidade medieval. com tanta tecnologia, com tanto conhecimento e com uma mentalidade tão retrogada. imaginem que os “GBLST” são uma nova religião e ninguem incomoda ninguem… Doença são pessoas que têm medo do novo e do desconhecido e isso sim, isso tem cura! fica a dica 🙂

    • A homofilia (homossexualismo) é pecado assim como a pedofilia, zoofilia, necrofilia e coisas semelhantes a estas. Tais práticas aparentemente não são doenças, embora sejam declínio biológico e religioso. Portanto, ninguém nasce nem hétero e nem homo, como não nasce pedófilo, zoófilo, cecrófilo ou coisas semelhantes. De fato esta é uma disputa entre brasileiros, mas não entre a igreja de Deus e os brasileiros. A igreja de Deus é que não deve praticar a homofilia, mas cabe aos próprios brasileiros a decisão se os mesmos devem ou não tolerar a mesma.

      • O senhor é cientista? Estranho que a Organização Mundial de Saúde, formada por um corpo renomado de médicos e cientistas, a mais de 20 anos não reconhece a homossexualidade como doença.
        Sou profissional da área de Assistência Social, e te digo com dados reais, a cada 10 crianças violentadas, 7 são meninas, e 6 são violentadas em casa por quem? ” pelos pais heteros!!!!
        E mais estranho os 3 meninos restantes dois deles também são abusados por, pais, mães e irmãos mais velhos, e se o menino for afeminado, é pior a situação os héteros adultos adoram pegar meninos afetados “gays”
        E agora quem são os pedófilos???? Daniel.

    • Cara, seu argumento é tão chulo, mas vou entrar na sua ignorância: Primeiro, quem prega o verdadeiro ódio são vcs hipócritas, que não aceitam opinião diferente. Usam até mesmo de violência pra isso (só ver videos). Onde viu evangélico fazer isso? São manipuladores de informações.
      Nem a própria ciência provou que alguem nasce homossexual, não existe gene gay.
      Nazistas são vcs, que culpam os cristãos por tudo, assim como Hitler fazia e até falam em pegar em armas. Com esses fatos e argumentos simples já foi o suficiente pra te desmascarar

    • Esse individuo está com diarréia cerebral. É um asno ao afirmar que uma criança nasce homossexual ou heterossexual. Vá estudar! Ainda bem que burrice não é contagiosa, caso positivo deveríamos interna-lo bem distante da sociedade para não proliferar.

    • Nós cristãos? só se for da igreja de baal,cara seus comentários são ridiculos, vai estudar ciência e não fala d biblia por favor,porque vc não tem nenhum respaldo,ou seja mal em tudo,…..não precisa usar mascara, td mundo viu que vc esta se passando por cristão……Aceita Jesus de verdade ,..Ele te ama….

    • Vocês gays são tão patéticos, que chega a dar dó. oooo dóóóóó. Homofobia existe só na cabeça de gays extremistas. Tenho vergonha de sair com minha filha pelas ruas de BH, é triste o que temos visto por aqui. Olha o comentário idiota que esse tal de andré fez: a criança nasce hétero ou homo, é o fim do mundo. Ela escolhe escolhe nascer negra ou japonesa? O gay escolhe nascer negro ou japonês? Que comentário burro. Ninguém nasce gay, isso sim é construido, influenciado,escolhido. E abominável pro seu governo é: Que merece abominação; execrável, odioso. É assim que Deus vê o ATO homossexual, execrável.

      • Como você sabe? por acaso escolheste torna-se um gay pra saber? Tu só pode falar sobre algo quando tens certeza, “Eu sou gay” e afirmo com certeza: VOCÊ ESTA ERRADO!

        • O que você fala não interessa, o que a OMS fala não interessa, o que a psicologia e a ciência falam não interessa, o que interessa é o que a “bibra”, uma charlatã de meia tijela que se diz psicóloga e um bando de salafrários sedentos de poder dizem.

  2. É lamentável que satanás hoje reine em tantos corações pois a nossa nação tem entrado em um abismo social lastimável, isso se reflete em leis absurdas e bizarras onde uma minoria de homossexuais querem colocar através da mídia televisiva uma idéia maquiavélica para destruir a sociedade ja hoje doente sem princípios sem amor sem valores que O Senhor tenha misericórdia de nossa negligencia como povo que se diz eleito de Deus, peço como cristão que vc que esta lendo este comentário, se levante em nome de Jesus Cristo , e declare em quem vc acredita, naquele que é e que sempre será, pois sei o fim destes satanistas usados pelo inimigo de nossas almas, eu sem em quem tenho crido e sei que Ele é poderoso para guardar o meu mantimento até aquele dia! Não aceite essas deias que o sistema quer colocar em sua cabeça e em seu coração .

  3. Falou muito bem Marisa, a palavra diz que são muitos os chamados mas poucos escolhidos e você é uma escolhida então nunca desista, DEUS é contigo.

  4. É difícil acreditar que alguém conseguiu perder tanto tempo para escreve esse texto. Tentei ler até o quinto parágrafo mas foi difícil. Desisti!
    Não sei se cito a bíblia ou as ciências sociais para refutar esse texto. Como era aquela história de julgamento que Jesus dizia? Li alguma coisa sobre direito de ser igual mesmo na diferença, conceitos de isonomia, acho que foi na constituição brasileira, ou será que tô enganado?

  5. Quanta distorção e quantos erros gramaticais. Na verdade, o que percebo é o desespero de alguém que quer, a todo custo, causar uma polêmica do tipo “Feliciano” com o único intuito de obter visibilidade para angariar eleitores. Deve estar esperando que alguém faça uma denúncia ao Ministério Público, por exemplo. Aí sairia dizendo que é perseguição por estar exercendo o seu constitucional direito à “livre expressão”. É horrendo. O discurso de ódio vem muitas vezes disfarçado de “direito à livre expressão”. Esse tipo de discurso, inócuo de conteúdo científico e carregado de preconceito, alimenta a discriminação, fomenta o ódio e desencadeia a violência. Vergonhoso.

  6. ah, é muito blá blá blá! Cada um é feliz como é, seja homo, hétero, agora essas pessoas que se incomodam MUITO com a sexualidade alheia, é porque não se garante! E outra religião é uma crença, quem crê tudo bem, quem não crê, tudo bem também! Quem é evangélico, católico (com respeito) pratique suas convicções para sí, não para os outros. Cada um tem um ideal de felicidade, Ninguém fala para o outro o que é melhor para o outro, cada um sabe de sim. Se EU acredito nisso ou aquilo, EU vou buscar isso, EU vou buscar esse objetivo, EU vou ser feliz assim e ponto!!

    • Diogo..
      Eu concordo com vc, porém pense comigo: Cada um faz da vida o que bem entender, mas o problema surge quando alguém quer obrigar outros que não concordam com suas práticas, a aceitar e participar delas. É isso que os ativistas gays querem fazer. Por exemplo, eles querem que a Pl122 seja aprovada, se for assim, um pastor ou um padre serão obrigados a realizar um casamento gay em suas igrejas, mas como vc deve saber, as práticas gays são contra as crenças dos cristãos.
      Vc faria uma coisa que vai contra seus princípios????
      Se eles são gays o problema é deles, se eles querem nos obrigar a participar das práticas deles aí o problema é nosso.
      É por isso que estamos lutando. Não queremos obrigar ninguém a deixar de ser homossexual, nós queremos e ter o direito de recusar a participar de atos que vão contra nossos princípios.

  7. Misa Lobinha (isso dá um ótimo nome de guerra, gentx!),
    Aqui vai meu singelo recado à indigníssima senhora:

    “So you say
    It’s not OK to be gay
    Well I think you’re just evil
    You’re just some racist
    Who can’t tie my laces
    Your point of view is medieval

    Do you,
    Do you really enjoy
    Living a life that’s so hateful?
    Cause there’s a hole where your soul should be
    You’re losing control of it
    And it’s really distasteful

    Fuck you (fuck you)
    Fuck very, very much
    Cause we hate what you do
    And we hate your whole crew
    So please don’t stay in touch”

    http://www.youtube.com/#/watch?v=fAJuL_41Gjw&desktop_uri=%2Fwatch%3Fv%3DfAJuL_41Gjw

  8. Marisa Lobo saiba que você deveria ter seu diploma de psicologa cassado! Quanto ao seu texto, eu só lamento por existir mulheres ridículas como você, mais ainda bem que a geração mais nova, não tem a menta na idade das cavernas como você.

    Ah, eu imprimir esse seu texto para limpar o coco do meu cachorro, essa homenagem é pra você, cadela!

  9. Rapaz a coisa é séria mesmo. Pense direitinho, como vai ser a sua familia composta de 2 a 5 filhos e você ser um pai que que anda nos caminhos de Deus. O que será deles? Conviver com essas mudança é muito difícil, depois de anos e mais anos da criação. Vai ser muito difícil se chegar a um consenso. Muiitas lutas se travarão nos tribunais, muitos erros irão acontecer e quando estiveram pensando que conseguiram, aparece alguém(mandado por Deus) e apresentará o que Deus quer como correto. A história da humanidade sempre foi assim. Lembram-se quando Deus mandou Moisés subir ao monte e depois descer apresentando os 10 mandamentos, acredito que vai ser assim, aí então tudo isso vai ficar bem explicado e ninguém mais terá duvidas. Acho que é por aí que tudo ficará em pratos limpos. Por enquanto vença quem vencer, morra quem morrer, mas tudo vai ser esclarecido e quem ficar na corda bamba vai cair.

  10. E isso ai Marisa Lobo… No Brasil tudo é criticavel,mas quando falamos dos homossexuais é crime. Eles podem pegar em armas,dizer que quem lê a biblia tem problemas mentais e que a bliblia é um livro vencido e isso não é preconceito… Ditadura quer transformar heterossexualidade em ANORMAL. muito bom seu artigo!!!

  11. Sou a favor da familia…da palavra de DEUS.Creio na biblia e a palavra de DEUS diz:Levitico 20.13,Romanos 18 a 27,Geneses 2.18-25,Mateus 19.4-6,efesios 5.22-33.Acho que não podemos nos calar,doa a quem doer…esta escrito.Ou você é ou não é,a palavra de DEUS diz seje quente ou frio porque se for morno vomitartiei
    (encima do muro) esta fora!Tem muito crente que quer ficar com um pé aqui outro lá,quem depende do povo do mundo para se promover,para ganhar dinheiro…não quer perder a boca.Essa é a hora,ou você é de DEUS ou do mundo.

    • Eu creio no Baghavad Gita, e exijo que no Brasil seja criminalizado o consumo de carne bovina, pois é um pecado abominável, quem disse isso foi o próprio Deus (Krishna). Pena de morte para quem fizer churrasco!
      rsrsrs

      ridículo né? cara, vai se olhar no espelho.

  12. É não apenas um absurdo, mas uma irracionalidade (tentar transformar a heterossexualidade em anormal). Se nossa especie e sexuada, tendo apenas dois tipos de sexo (macho e femea) e apenas a copula entre os opostos é que gera potencial decendencia : é obvio que o natural, esperado ou normal é que machos se atraiam por femeas, e vice-versa. Ou não? Nao e por acaso que temos aproximadamete metade de machos e femeas neste planeta, apesar de nas guerras e crimes morrerem mais homens. Logo, parece claro que a natureza espera que facamos pares de sexos opostos: faz todo sentido ! E obviamente esperasse que os pares de sexo opostos cuidem das crianças, conforme sempre foi predominante nos milhares de anos do homo sapiens na terra. Curioso: quando usamos a logica e racionalidade para decidir como simular a criaçao de filhotes de outras especies que perderam seus pais originais, sempre tentamos reproduzir o mais fielmente esta criação… porem na raça humana, que temos sobrando casais heterossexuais querendo adotar crianças (pelo menos no Brasil), ignoramos o bom-senso e permitimos que um casal não similar ao original projetado pela natureza crie crianças, mesmo havendo exemplares mais coerentes com esta atribuição. Se estivesse faltando casais heteros, concordo plenamente dar oportunidade a solterios, casais homosseuxias ou outros tipos de familias adotarem. Mas o normal, natural, desejavel ou recomendavel da especie humana (mamiferos sexuados) é que os generos opostos se atraiam, se reproduzam e os casais de generos opostos cuidem de sua prole , simples e irrefutavel: qualquer criança prefere ter uma pai e uma mae ! A falacia de que seria anormal a heterossexualidade não se sustenta nem com muito boa vontade e fé….

  13. A cada 10 palavras que essa pseudóloga fala, 5 são “gay”, 4 “ódio” e 1 “perseguição”. Será tanta raiva de gays (tem que ver isso aí) ou ela fala o que os evanjegues querem ouvir pra conseguir atenção?

  14. Eu havia escrito um comentário com minhas próprias palavras, mas ao encontrar Romanos 1, preferi apaga-lo; pois ele fala tudo e muito mais do que eu iria escrever. “A palavra de Deus é Viva e Eficaz”, e, “tudo o que foi escrito, para nosso ensino foi escrito”.

    Porquanto, tendo conhecido a Deus, não o glorificaram como Deus, nem lhe deram graças, antes em seus discursos se desvaneceram, e o seu coração insensato se obscureceu.
    Dizendo-se sábios, tornaram-se loucos.
    E mudaram a glória do Deus incorruptível em semelhança da imagem de homem corruptível, e de aves, e de quadrúpedes, e de répteis.
    Por isso também Deus os entregou às concupiscências de seus corações, à imundícia, para desonrarem seus corpos entre si;
    Pois mudaram a verdade de Deus em mentira, e honraram e serviram mais a criatura do que o Criador, que é bendito eternamente. Amém.
    Por isso Deus os abandonou às paixões infames. Porque até as suas mulheres mudaram o uso natural, no contrário à natureza.
    E, semelhantemente, também os homens, deixando o uso natural da mulher, se inflamaram em sua sensualidade uns para com os outros, homens com homens, cometendo torpeza e recebendo em si mesmos a recompensa que convinha ao seu erro.
    E, como eles não se importaram de ter conhecimento de Deus, assim Deus os entregou a um sentimento perverso, para fazerem coisas que não convêm;
    Estando cheios de toda a iniqüidade, prostituição, malícia, avareza, maldade; cheios de inveja, homicídio, contenda, engano, malignidade;
    Sendo murmuradores, detratores, aborrecedores de Deus, injuriadores, soberbos, presunçosos, inventores de males, desobedientes aos pais e às mães;
    Néscios, infiéis nos contratos, sem afeição natural, irreconciliáveis, sem misericórdia;
    Os quais, conhecendo a justiça de Deus (que são dignos de morte os que tais coisas praticam), não somente as fazem, mas também consentem aos que as fazem.
    Romanos 1:21-32

  15. Caros, é preciso levar em conta o que é religioso e o que é Estado. Sou contra o casamento gay porque fundamentado na palavra de Deus que tem sua consumação em Cristo. Em Romanos 1 :18-27., Paulo discorre sobre a desobediência do Homem desde Adão e as consequencias advindas dessa escolha. No Éden ao cair o homem desvirtuou toda criação: os animais passaram a caçar e matar para sobreviver, antes mesmo de Caim matar a Abel a morte já estava no mundo. Mas os princípios de Deus não pereceram e a família vem sobrevivendo aos ataques do mal durante os séculos. Ou será que só agora o diabo percebeu que deve efetuar ataques a instituição criada por Deus? É preciso levar em conta que os homossexuais vem de famílias héteros e não o contrário. Famílias héteros que no Brasil apoiaram a escravidão e o Golpe de 64; nos Estados Unidos apoiaram o racismo; na Alemanha, nazismo; Itália, o fascismo. Levemos em conta também que vivemos num Estado Democrático de Direito. Nessa forma de governo as minorias também podem e devem levar suas demandas às autoridades escolhidas democraticamente ( os evangélicos já foram minoria um dia e diante dos católicos ainda somos) para apreciação e votação. Cabe a nós como cidadãos prestar atenção em quem votamos e cobrarmos. O que me impressiona nisso tudo é que os mesmos pastores que se levantam contra
    a chamada ditadura gay não se levantaram contra outros projetos no que passaram no Congresso e são danosos a sociedade como, por exemplo, as leis de terra. Para Deus não há pecado hétero nem pecado homo, para Deus todo pecado é igual. É necessário fazer a vontade do Pai, nele crer; é necessário obedecer o “ide” de Cristo e pregar a todos sem exceção. No mais que convivamos bem com todos que possam ver Jesus em nós.

    • Eles não vêem nada de errado nela, acham lindo e garantem que fariam o mesmo se fossem Deus e alguém se recusasse a adorá-los. São psicopatas, é isso.

  16. Assistimos uma não nova forma de queda e tentativa em destruir o conceito Família, que é a união de homem e mulher e assim se dá origem a filhos.
    Esse modo de vida apresentado por todo o Planeta por esses grupos gays tem levado a Instituição Família que é preservada durante toda existência humana e o historiador ainda é o pai e mãe de Família, eles de forma consciente e inconsciente simplesmente querem destruir o conceito original de Família; Qual o sentido disso? Por que vocês que falam serem pessoas sensíveis a favor da Paz tem se ajuntado a grupos opostos a vocês para destruir o conceito da Família? Por que não são somente vocês que Satan tem usado para destruir, aniquilar o que de bom ainda existe nessa terra que é as Famílias instituição do ETERNO.
    O bom dessa terra não é viver os prazeres da carne de forma desordenada sem medir as consequências de ferir os sentimentos do próximo não é admissível, as pessoas tem sido levadas pelos seus desejos sem conhecer as consequências futuras para toda terra; Os grupos ou Instituição Família não ira acabar pois foi formada pelo CRIADOR dos céus e terra O TODO PODEROSO o futuro chegara até todos e os grupos gays e outras instituições humanas a serviço do inferno todos vocês verão o erro que cometeram, cometem e ainda vão cometer.
    Vocês querem Leis no País para destruir, aniquilar o que preservamos desde a criação todos nossos antepassados que lutaram somente para manter a nossa Família, nós Família queremos os nossos direitos preservados e não descriminar vocês gays e outras associações infernais.
    E a vergonha moral dos pais e mães, quando mostram alguns na impressa que pronunciam não terem nada contra a opção sexual do filho ou filha vejo pais reféns com medo de seus filhos imperativos, olhem para dentro dos olhos de seus pais sem provocar neles temor de vocês e perguntem se eles são verdadeiramente felizes tenham coragem e façam.
    Onde esta analise que vocês fizeram para saber a opinião publica com toda sinceridade de consciência; Não venham de novo derramar sobre nossos ombros o fato de homicídios, prostituições discriminações no meio que vivem, pois é uma forma de vida confusa e quando se vive assim os riscos são eminentes, vocês tem contribuído e muito para a degradação Família iniciando pela a miséria cultural que esta corrompendo terrivelmente nossos filhos vocês são vitimas desse processo e tem ainda colaborado, a corrupção, as drogas, homicídios, roubos, latrocínios, violência Familiar com os abusos de nossas crianças, prostituição, pela Misericórdia DO ETERNO acordem.
    Olha vocês buscam comparações com animais, insetos, moluscos e não sei mais o que é apresentado a vocês como semelhante e compatível as relações com o mesmo sexo; Voltem aos conselhos da CRIAÇÃO analisem com sinceridade todos os pontos da vida, procurem pensar sozinho buscando a origem da Família não se atenha para alguns que buscaram ajuda dentro de um Templo religioso onde através de orações, aconselhamentos buscando por alguém humano a ajuda para que esses desejos desaparecerem e insistiram por bom tempo sem conseguir que aqueles pensamentos o abandonassem após mais uma frustração carregam então o convencimento próprio dizendo que tentou de tudo para livra-se dos pensamentos de ter nascido dessa forma como não foi possível livrar-se de jeito nenhum então o melhor é investir nesse modo de vida pois já esta envolvido em grupos da mesma opção sexual os aconselhamento e testemunhos são todos satisfatórios sendo então formado o cerco ” já que não tem jeito de vencer ajunte-se” não a possibilidade de concerto isso é uma verdade isso ocorre quando nossa mente não nos acusa, mas já que a uma alma dentro de nos e isso é o que acusa em nossa mente quando erramos, e a uma alma por que ainda respiramos o oxigênio o ar da terra ou seja vivemos ainda nesse mundo então o sentimento de que erramos é certo que isso causa vazio, tristeza desacordo com as praticas isso acontece com todo ser humano sabe porque, porque nosso PAI ETERNO nos ama e nos avisa para concertarmos a vida voltando para os conceitos da Bíblia livro tão terrivelmente desprezado.
    Um traficante de drogas não deseja que seu filho torne-se um viciado, uma mulher prostituta não deseja que sua filha torne-se uma prostituta, um pai que envolve-se pelos crimes que pratica com a Policia não quer que seu filho de forma nenhuma se envolva com a Policia. Porque vocês querem também destruir nossas famílias com suas ideologias?

    • Sou pai de 5 filhos, sendo 3 filhas e 2 filhos e assisto tudo isso e me lembro por tudo que passei para manter os filhos fora dessa maneira de viver. Concordo com tudo que se fala e se defende, quando o assunto é família. Mexa com tudo, menos com a família, que é uma criação de Deus Pai. Está bem claro tudo o que se falou. Vamos formar um tribunal e defender com unhas e dentes tudo que o nosso Pai celestial deixou para nós.

  17. Caríssima Marisa Lobo, futura deputada federal pelo PSC, representante mais que legítima da família e da vida.

    Se me permite, gostaria de complementar a sua excelente matéria que serve de alerta a nossa sociedade.

    Terra

    O Ministério da Educação (MEC) vai debater com especialistas o futuro do material educativo que seria distribuído em escolas públicas para combater a homofobia.

    O projeto batizado de “kit gay” foi vetado pela presidente Dilma Rousseff em 2011 depois que as bancadas Católica e Evangélica pressionaram o governo.

    A informação sobre o futuro do kit gay foi dada pelo portal Terra em uma reportagem feita com dados da assessoria do MEC. A nota afirma que será feito uma parceria com entidades para analisar o material.

    “O Ministério da Educação firmou uma parceria com o Fórum de Entidades Nacionais da Psicologia (Fenp) e dez universidades federais para debater e analisar todos os materiais educativos que abordem preconceitos, violência nas escolas e qualquer tipo de discriminação, entre eles, os materiais referentes ao Programa Escola sem Homofobia”, diz nota da pasta.

    O kit com cartilhas, livros e vídeos educativos foi elaborado por diversas entidades com parceria do MEC. A ala mais “conservadora” não aprovou o material por considerar que ele ensinava a homossexualidade no lugar de combater todos os tipos de discriminação que existe no Brasil.

    Entre os parlamentares que são contra a distribuição desse material nas escolas está o deputado João Campos (PSDB-GO) que diz que a questão sexual diz respeito à vida provada e não cabe a escola estimular uma orientação sexual.

    “Essa questão de orientação sexual é algo que diz respeito à vida privada, não à escola. Quem faz a opção, a gente respeita, mas agora o poder público financiar um programa que vai estimular os adolescentes a serem homossexuais é errado”, disse Campos em entrevista ao Terra.

    Ao se posicionar contra o projeto, o deputado deixa claro que não é a favor da homofobia, mas sim do conteúdo exposto nas cartilhas e vídeos. “Nós não somos homofóbicos. Somos contra qualquer forma de preconceito e nos causa estranheza o governo se preocupar tanto com um programa que busca reduzir o preconceito somente nesta área. Por que não busca um programa para diminuir a discriminação como um todo, inclusive religiosa, contra deficientes físicos, indígenas e quilombolas?”, questionou.

    Material financiado com dinheiro público

    Não só João Campos como muitos outros parlamentares entenderam que a ideia do kit era mostrar a homossexualidade como algo muito bom. “O poder público não tem esse papel de incentivar um tipo de comportamento”, disse o deputado.

    O MEC recebeu um requerimento assinado pelo deputado do PSDB pedindo informações sobre a prestação de contas do programa “Escola Sem Homofobia”. Campos acredita que um valor significativo foi entregue à entidades para elaborar esse material.

    “Ao que nos parece, as entidades contratadas para fazer o kit receberam um dinheiro significativo e até hoje não prestaram contas. Queremos saber o que foi feito com esse dinheiro e, se for comprovada a falta de prestação de contas, que medidas o governo tomou”.

    O MEC ainda não respondeu ao pedido do deputado.
    +++

    Estando em Brasília no próximo pleito, peço humildemente a futura deputada que observe de perto essa tentativa insistente do governo federal.

    Paz e Bem

  18. Decisão do CNJ sobre casamento gay é escandalosamente inconstitucional, no blog do Reinaldo Azevedo. Apologia da união civil homossexual aparte é importante entender como os sindicalistas gays estão trabalhando para implantar sua agenda no país. Para quem não sabe, o Conselho Nacional de Justiça teria obrigado todos os cartórios do país a reconhecer a união estável de duplas homossexuais.

    Bom, não se trata nem de ser a favor ou não da situação. Tanto que até um jornalista favorável ao “casamento” gay veio a público dizer que não é competência do CNJ decidir estas coisas. “Quando um órgão criado para funcionar como controle externo do Judiciário decide assumir o papel de legislador, algo de muito ruim está em curso.”

    Peço também que assistam, abaixo, ao vídeo do senador Magno Malta. Reparem, senhores defensores do “Estado laico”, que, embora protestante, em nenhum momento o parlamentar usou a religião, ou falou de Deus, para justificar seu repúdio à decisão do CNJ. De forma semelhante se pronunciou várias vezes Sua Santidade, o Papa Bento XVI, em suas declarações públicas contra a união civil homossexual, mostrando que a oposição a este absurdo prescinde de dogmas ou revelações religiosas; tem a ver, antes, com o respeito à lei natural e à instituição da família.

    youtube.com/embed/KiGJc588Pno?version=3&rel=1&fs=1&showsearch=0&showinfo=1&iv_load_policy=1&wmode=transparent

    Com essa Resolução, o exercício de controle administrativo do CNJ sobre o Poder Judiciário gera uma confusão de competências, pois orienta a alteração do ordenamento jurídico, o que não diz respeito ao Poder Judiciário, mas sim ao conjunto da sociedade brasileira, representada democraticamente pelo Congresso Nacional, a quem compete propor e votar leis.

    E por que preferem aprovar estas coisas na surdina, ao invés de mandar as propostas de leis e emendas ao Congresso Nacional? Ora, porque os líderes da causa gay sabem muito bem que maioria avassaladora da população brasileira é contrária a esta pouca vergonha que está sendo abertamente defendida nos meios de comunicação. Lançar este tema em um debate público frustraria os propósitos totalitários da militância LGBT que, sob a máscara da democracia e da “tolerância”, empurram suas ideologias goela do povo brasileiro abaixo.

  19. Toda essa confusão não é o que vocês pensam, no caso ser contra os gays, o maior dos problemas é que vocês não querem entender toda história só querem casar com pessoas do mesmo sexo fazendo assim em mostrar a todos e seus familiares e suas origens que eles foram errados, não somos pessoas disfarçadas de cristão não é isso nos não vivemos em cadeias invisíveis não vivemos segundo o modo de vida parecido com qualquer animal desejamos uma vida saudável nem imputar a alguém qualquer acusação procuramos viver uma vida melhor para todos, porem quando se barra com pessoas que desejam mudar o curso da ORIGEM fica difícil calar-se, acontecendo assim é obvio que alguns serão inapercebidos de quando no desejo de defender suas origens Família venham a ferir alguém, não continuem vivendo nessa mortandade de consciência dependente de seus caprichos tendo suas intuições cegas não sabendo mais saber se verdadeiramente estão certos ou errados por isso olhem para dentro de si tenham coragem deixem de cultuar o homem não podemos é inconcebível vivermos segundo semelhante a criatura deixando de Reverenciar ao que criou tudo e também ao homem não podemos voltar a ser canibais seduzidos pelo desejo e com isso reduzido a nada ao sexo e a cultura do homem cada um sendo objeto do sexo um do outro tendo apenas a ejaculação como principal e maior dos desejos não importa se homem e mulher ou homem com homem ou mulher com mulher e trazendo isso modo de vida para nossas crianças, ficamos muito tristes pelo fato de vocês não verem que a educação de nossos filhos compete a nos pai e mãe em casa projeto ORIGINAL DO ETERNO, amados vocês estão entregues ao livre arbítrio, possuídos de raivas homicidas, invejas e tantos outros males e conduzidos de encontro com um rolo compressor estão indo a morte pois não enxergam que vivem uma da anomalia fazendo disso uma analogia uma propaganda para o mundo não digo isso segundo a algum tipo de religiosidade mas digo segundo a Palavra do PAI ETERNO pois seu eu disser isso segundo algum tipo de religião estaria enganado como vocês pois não os julgo pois assim seria eu indesculpável diante do ETERNO pois sei que o juízo do ETERNO é segundo aquilo que manisfesta primeiro no coração pois aquele que tudo vê conhece a cada um de nós, por isso quebrem a dureza dos vossos corações para que possa haver compreensão dos atos segundo a liberdade que tem sido apresentado a vocês procurem a honra, procurem não fragmentar o curso da natureza DIVINA deixem de seguirem seus caprichos nem pensem que o mal não virá pois virá sobre todos começando por religiosos terminado pelos não religiosos, os que com a lei pecou sera levado ao tribunal e os que sem a lei também será levado ao julgamento, assim é melhor ser levado em busca da justiça honrar pai e mãe prolonga a vida entendam pois muitos entre vocês experimentam essa desonra não vivam mais lutando contra sua consciência que os acusa do pecado dia após dia, o amor de DEUS chega primeiro a todos ELE É AMOR porem ELE TE ESPERA COMO PAI ELE SE ALEGRARA ao ver aqueles que eram culpável foi justificado pelo conhecimento da lei e o reconhecimento agora em JESUS CRISTO O CORDEIRO SANTO a quem DEUS propôs deixar impune seus pecados para todos que o verem como verdadeiro e semelhante ao seu PAI assim anulando toda acusação para aqueles que não se envergonham do evangelho, sejam libertos no FILHO PELO PODER DO PAI ETERNO.

  20. SODOMA E GOMORRA (GÊNESIS 18-19)
    “O meu povo foi destruído, porque lhe faltou o conhecimento; porque tu rejeitaste o conhecimento, também eu te rejeitarei”… (Oséias 4, 6)

    A passagem do livro do profeta Oséias (4, 6) é muito séria! Muitos homossexuais e heterossexuais foram enganados simplesmente por falta de conhecimento, porque não se aplicaram em conhecer e estudar a fundo as Escrituras, buscando o direcionamento do Espírito Santo para compreender estas pouquíssimas passagens, que tão facilmente podem ser explicadas. Nesta parte, faremos uma abordagem a todas as passagens intencionalmente interpretadas contra os homossexuais.

    Não pense que as interpretações acerca do pecado de Sodoma e Gomorra foram sempre as mesmas. Na verdade, elas têm sido variadas entre os tempos e por último, para sustentar um preconceito, há alguns séculos os homofóbicos passaram a afirmar que a destruição havia sido por causa da “homossexualidade”.

    Leia os textos dos capítulos 18 e 19 de Gênesis e sem “pré-conceitos” entenda realmente o que aconteceu. Perceberá que os homens daquelas cidades queriam violentar sexualmente os anjos que chegaram à casa de Ló. Caso você nunca tenha ouvido falar, consulte livros de história, enciclopédias, internet… sobre o assunto xenofobia, que é a repulsa a coisas ou pessoas estrangeiras, medo e ódio aos estrangeiros.

    Por que o medo de nações estrangeiras? Lembra dos “espias de Jericó”? Existia uma estratégia de guerra e dominação entre os povos da Antiguidade de enviarem seus espiões para examinar a terra inimiga e voltarem às suas contando sobre todos os procedimentos e andamentos das cidades a serem invadidas. Uma forma de intimidar e refrear o envio de espiões, era violentando sexualmente os “visitantes”.

    Voltando ao contexto, se fosse uma questão de homossexualidade pura e simples, por que haveria Ló de oferecer suas filhas virgens? Ele não seria tão estúpido para oferecer mulheres a um bando de homossexuais abusadores. Se ele ofereceu suas filhas, é porque sabia que os mesmos não eram homossexuais.

    Esta situação de repulsa aos estrangeiros é logo encontrada alguns livros a frente do Antigo Testamento e pouco se fala sobre este texto da Bíblia. “Estando eles alegrando o seu coração, eis que os homens daquela cidade (homens que eram filhos de Belial) cercaram a casa, batendo à porta; e falaram ao ancião, senhor da casa, dizendo: Tira para fora o homem que entrou em tua casa, para que o conheçamos. E o homem, dono da casa, saiu a eles e disse-lhes: Não, irmãos meus, ora não façais semelhante mal; já que este homem entrou em minha casa, não façais tal loucura. Eis que a minha filha virgem e a concubina dele vo-las tirarei fora; humilhai-as a elas, e fazei delas o que parecer bem aos vossos olhos; porém a este homem não façais essa loucura.” (Juízes 19, 22-24).

    Estas histórias apenas confirmam os assuntos que seguem, por isso é importante que você leia com muita atenção. Este tipo de atitude para Deus é degradante. Violentar sexualmente uma pessoa, com o prazer de humilhar uma orientação sexual que não lhe era natural. Isto é exatamente o contrário da vontade de partilhar afetivamente uma vida a dois.

    O profeta Ezequiel revela o verdadeiro pecado de Sodoma: “Eis que esta foi a iniqüidade de Sodoma, tua irmã: Soberba, fartura de pão, e abundância de ociosidade teve ela e suas filhas; mas nunca fortaleceu a mão do pobre e do necessitado.” (Ezequiel 16, 49). Sodoma cometeu abominação por sua constante hostilidade, segregação e agressão ao ser humano. Trazendo esta questão para os nossos dias, podemos afirmar que o papel “sodomita” atualmente é desempenhado pelas próprias igrejas homofóbicas, pelo alto grau de rejeição a seres humanos, vidas, enfim, a toda uma comunidade de pessoas que Deus aceitou em amor.

    Jesus repreende com severidade estas atitudes de rejeição a pessoas: “E quando te vimos estrangeiro, e te hospedamos? Ou nu, e te vestimos? E quando te vimos enfermo, ou na prisão, e fomos ver-te? E, respondendo o Rei, lhes dirá: Em verdade vos digo que quando o fizestes a um destes meus pequeninos irmãos, a mim o fizestes. Então dirá também aos que estiverem à sua esquerda: Apartai-vos de mim, malditos, para o fogo eterno, preparado para o diabo e seus anjos; Porque tive fome, e não me destes de comer; tive sede, e não me destes de beber. Sendo estrangeiro, não me recolhestes; estando nu, não me vestistes; e enfermo, e na prisão, não me visitastes. Então, eles também lhe responderão, dizendo: Senhor, quando te vimos com fome, ou com sede, ou estrangeiro, ou nu, ou enfermo, ou na prisão, e não te servimos? Então lhes responderá, dizendo: Em verdade vos digo que, quando a um destes pequeninos o não fizestes, não o fizestes a mim. E irão estes para o tormento eterno, mas os justos para a vida eterna.” (Mateus 25,38-46).

    2) LEVÍTICO 18,22 e 20,13

    Pois, com efeito, o mandamento anterior é ab-rogado por causa da sua fraqueza e inutilidade (pois a lei nenhuma coisa aperfeiçoou), e desta sorte é introduzida uma melhor esperança, pela qual nos aproximamos de Deus. (Hebreus 7,18-19).

    Transcrevemos um e-mail que circula na Internet de autor desconhecido muito usado em diversos estudos sobre o tema desta obra. É a resposta a uma locutora homofóbica de uma rádio evangélica norte-americana que adora usar o Livro Levítico para condenar os homossexuais.

    “Querida locutora,
    Gosto muito do Livro de Levítico e concordo que os cristãos devem sim viver debaixo da lei. Afinal, para que um sacrifício único e suficiente em Jesus Cristo? Para que uma Nova Aliança no Espírito deixando todo o conteúdo, rituais, sacrifícios da lei mosaica de lado? Mas tenho alguns problemas em cumprimento da Lei. Será que você poderia me ajudar?
    • Eu sei que quando eu queimo um bezerro no altar, como um sacrifício, o odor que se desprende é cheiro suave e agradável ao Senhor. (Levítico 1, 5-9). O problema são meus vizinhos. Eles dizem que o odor não é nada agradável e ameaçam chamar a Saúde Pública, que também não gosta do odor. Que devo fazer?
    • Levítico 11, 7-8 – diz que ao tocar o cadáver de um porco me torna impuro. Poderei praticar algum esporte com bola feita de pele de porco, caso use luvas?
    • Levítico 11, 12 – diz que comer marisco é abominação. É uma abominação maior ou menor do que a homossexualidade?
    • Eu sei que não devo ter contato com uma mulher durante o seu período menstrual (Levítico 18,19). O problema é; como saber? Sempre que pergunto, a maioria das mulheres se sentem ofendidas.
    • Levítico 19,19 – diz-me que não posso plantar tipos diferentes de sementes no mesmo campo, e nem usar roupas feitas de dois tipos diferentes de material. Devo concluir que serei condenado se tiver uma hortazinha no fundo do quintal com alguns vegetais e temperos, ou se usar uma camisetinha básica, de algodão e poliéster.
    • A maioria das pessoas que conheço corta o cabelo de vez em quando, apesar de que isso é expressamente proibido (Levítico 19, 27). Estaremos todos condenados?
    • Levítico 21,16-20 – declara que eu não posso me aproximar do altar de Deus se eu tiver um defeito físico. Eu uso óculos. Será que Deus faz “vista grossa” para este pequeno detalhe?
    • Levítico 25, 44 – declara que eu posso possuir escravos ou escravas, desde que tenham sido comprados em um dos países vizinhos. Um amigo meu insiste que essa regra se aplica a argentinos e paraguaios, mas não a uruguaios. Poderia me orientar? Por que não me é permitido possuir escravos uruguaios?”

    No Antigo Testamento, a aliança de Deus com o povo de Israel dependia do cumprimento da lei mosaica, que compõem os cinco primeiros livros da Bíblia chamado Pentateuco , e que posteriormente foi compilado pelo filósofo judeu Maimônides em seiscentos e treze mandamentos.

    Hoje, como cristãos, vivemos na Nova Aliança ou tempo da graça e não estamos sujeitos a estas proibições da lei de Moisés; tanto é que, por exemplo, não guardamos os sábados, comemos carne de porco, camarões (Deuteronômio 14,3-21), alimentos com sangue (Deuteronômio 12) etc.

    A lei era por demais austera e disseminava, por isso mesmo muito preconceito, impedindo o livre acesso de todos a uma vida plena com Deus. Veja aqui mais alguns exemplos: “Fala a Arão, dizendo: Ninguém da tua descendência, nas suas gerações, em que houver algum defeito, se chegará a oferecer o pão do seu Deus. Pois nenhum homem em quem houver alguma deformidade se chegará; como homem cego, ou coxo, ou de nariz chato, ou de membros demasiadamente compridos. Ou homem que tiver quebrado o pé, ou a mão quebrada, ou corcunda, ou anão, ou que tiver defeito no olho, ou sarna, ou impigem, ou que tiver testículo mutilado.” (Levítico 21, 17-20).

    Pobre daquele que tivesse o mínimo defeito. Imagine você quem usa óculos, tem o nariz chato, teve uma doença de pele, quebrou a mão ou o pé… um portador de necessidades especiais (cego, coxo, corcunda…), anão, eunuco (que entrasse na categoria mutilação), jamais teriam livre acesso a Deus. Exatamente por esta razão, o Apóstolo Paulo será categórico ao afirmar que a lei em nada aperfeiçoou a vida humana: “Pois a lei nenhuma coisa aperfeiçoou) e desta sorte é introduzida uma melhor esperança, pela qual chegamos a Deus.” (Hebreus 7, 19).

    Certa vez ouvi uma história muito interessante sobre os judeus homossexuais e o cumprimento da lei mosaica através de um amigo judeu e gay. Perguntei ao mesmo sobre como eles faziam para seguir a lei mosaica e a resposta foi: “Pastor Marcos, mesmo os judeus ortodoxos gays tem relacionamentos homossexuais sem muitas dificuldades. Você como advogado sabe que na lei é fácil encontrarmos uma brecha; o texto fala para não se deitar como se fosse uma mulher. Assim muitos judeus gays resolveram o problema não tendo relação com penetração, pois não estaria nenhum dos dois como ‘mulher fosse’, já que assim procedendo, o casal não incorreria nesta questão prevista pela Halachá .

    Por outro lado, como na lei judaica não há referência alguma sobre uma mulher deitando-se com outra mulher, como homem fosse ou coisas do gênero, não há problemas em relação às mulheres lésbicas.”

    Uma lei é passível de ser burlada, entretanto nossa Aliança com Cristo passa necessariamente por uma relação profunda com o Espírito Santo, relação esta impossível de ser burlada, já que ela é a base sobre a qual podemos viver plenamente a mesma Aliança pela justificação que o próprio Cristo nos concede. “E de tudo o que, pela lei de Moisés, não pudestes ser justificados, por ele é justificado todo aquele que crê.” (Atos 13, 39). E a própria homossexualidade está inscrita precisamente nesta justificação.

    Com Jesus nada mais precisa ser burlado, já que vivemos em uma Nova Aliança, pois a letra mata, mas o Espírito do Senhor vivifica (2 Coríntios 3,6); Jesus Cristo trouxe a todos esta nova aliança. Na ministração da Ceia do Senhor, seguindo os ensinamentos de Jesus, verbalizamos e afirmamos estar bebendo o sangue da “Nova Aliança”.

    Isto significa que não precisamos viver no cumprimento dos preceitos e prédicas da lei mosaica, pois temos acesso direto a Deus pela Graça de Jesus Cristo, através deste que é a própria Palavra viva de Deus.

    Assim: “O fim da lei é Cristo para a justiça de todo aquele que crê.” (Romanos 10,4).
    O Senhor Deus nos resgatou da lei, enviando o seu próprio filho Jesus que já pagou nossos pecados (cumprindo a própria lei) para que não fossemos mais subjugados a maldição dos antigos rudimentos mosaicos, afinal: “Cristo nos resgatou da maldição da lei, fazendo-se maldição por nós.” (Gálatas l 3,13).

    A Epístola de Paulo aos Gálatas revela que aqueles que insistem na continuidade das práticas da Lei estão em maldição para com Deus. “Pois todos quantos são das obras da lei estão debaixo da maldição; porque escrito está: Maldito todo aquele que não permanece em todas as coisas que estão escritas no livro da lei para fazê-las.” (Gálatas 3,10).

    Veja que a Lei em nada aperfeiçoou a vida dos homens e o propósito do Senhor Deus já era de introduzir uma esperança em um plano mais amplo. “Pois, com efeito, o mandamento anterior é ab-rogado por causa da sua fraqueza e inutilidade (pois a lei nenhuma coisa aperfeiçoou), e desta sorte é introduzida uma melhor esperança, pela qual nos aproximamos de Deus.” (Hebreus 7,18-19).

    A nova lei se estabelece em Cristo a partir do Amor e o fruto da nova aliança no Espírito Santo consiste na própria essência do amor; contra o amor nenhuma lei prevalece. “Mas o fruto do espírito é: o amor (…) contra estas coisas não há lei.” (Gálatas 5,22.23).

    Ultrapassadas estas questões faremos a exegese do texto do livro Levítico 18,22 e mostraremos que mesmo na antiga aliança a relação de amor entre pessoas do mesmo sexo não era condenada.

    Primeiramente, esta era uma lei que tinha como principal objetivo impedir que o povo de Deus se envolvesse em práticas de rituais dos povos circunvizinhos. Lembre-se de que, nesta época, o povo de Israel estava no meio do deserto e se desviava constantemente dos propósitos de Deus, por se misturar com os costumes de outros povos, dentre eles práticas de idolatria, prostituição cultual e sacrifícios sexuais a outros deuses que sempre envolviam a questão do sexo “contra a natureza.”

    Situe-se no contexto: “Não procedereis como se faz na terra do Egito, onde habitastes; não procedereis como se faz na terra de Canaã, para onde os conduzo”. (Levítico 18, 3).

    A partir de uma análise histórica daquela região na Antiguidade, compreendemos que a prática homossexual no Egito e em Canaã estava articulada diretamente à cultos ligados a questão do êxtase e da fertilidade, criando todo um conjunto de exercícios de prostituição ritual abominável aos olhos de Deus.

    Todo tipo de prática sexual era utilizada nestes rituais, incluindo sexo entre pessoas do mesmo gênero, mas não apenas este. Por exemplo, nestes rituais, famílias inteiras de agricultores quando desejavam uma colheita próspera, promoviam cultos de fertilidade nos templos destes “deuses” onde pais, mães, filhos… todos praticavam sexo ao mesmo tempo com os prostitutos cultuais ou os chamados “prostitutos sagrados” em sacrifício.

    O livro do Levítico não estava proibindo formas de relacionamento homossexual em amor (ou seja, o que hoje entendemos como homoafetividade), mas uma condenação a esta forma de adoração a outros deuses e também a esta forma de sacrifício idólatra, que se distanciava da adoração que se recomendava fazer ao Deus de Abraão. Algo que fornece um precioso embasamento aos nossos argumentos é que a própria palavra traduzida como “abominação” (no hebraico “toevah”) nos textos do Antigo Testamento, somente é utilizada num contexto de idolatria em toda a lei.

    Desta forma, podemos ler este texto de Levítico 18,22 como: “Com um homem não te deitarás, como se fosse mulher. É prática de idolatria.”

    Em Deuteronômio 23,17 (também outras passagens, principalmente no livro dos Reis) observamos a confirmação sobre a existência da prostituição cultual e o que o texto do Levítico estava condenando. Veja “Não haverá prostituta sagrada entre as israelitas, nem prostituto sagrado entre os israelitas” (Deuteronômio 23, 17 – versão da Bíblia de Jerusalém ).

    Algumas traduções bíblicas mais tendenciosas do Antigo Testamento trocam a terminologia: “prostituto sagrado” pela palavra “sodomita” já criando uma falsa idéia de que o texto estava se referindo aos homossexuais; aqui encontramos uma clara e mal intencionada manipulação das Sagradas Escrituras Sagradas para construir uma doutrina homofóbica onde o pecado de Sodoma corresponderia proposital e diretamente à homossexualidade.

    Perceba a malícia: “Não haverá prostituta dentre as filhas de Israel; nem haverá sodomita dentre os filhos de Israel.” (Deuteronômio 23, 17).

    A troca só nos ajuda a compreender que há sim uma manipulação da própria semântica bíblica em algumas passagens com a exclusiva finalidade de fomentar preconceito e exclusão.

    Por fim, ao longo desta obra teremos visto claramente que as Escrituras Sagradas jamais fizeram qualquer menção negativa ao relacionamento de amor entre duas pessoas do mesmo sexo. O que as Escrituras condenam realmente são as práticas de prostituição cultual e “sagrada”, a violência, e o abuso sexual e práticas de sexo contra a natureza, ou seja, privadas de contato, afeto e reciprocidade.

    3) ROMANOS 1, 21-28

    Portanto, agora nenhuma condenação há para os que estão em Cristo Jesus, que não andam segundo a carne, mas segundo o Espírito. (Romanos 8, 1).

    Existe uma expressão muito intrigante que diz: “texto sem contexto é pretexto”. Não resta dúvida que a mensagem bíblica é atemporal, poderosa e eterna; mas sua narrativa necessita naturalmente de uma contextualização apropriada. Aqui nesta passagem da carta do Apóstolo Paulo aos cristãos de Roma devemos indagar questões como: qual tipo de sexo era praticado naquela cultura? A qual tipo de relação sexual estava o apóstolo se referindo?

    No verso 21, encontramos: “não o honraram como Deus” e logo em seguida dos versos 23-25 percebemos que o texto se refere ao pecado da idolatria. Nos versos 26-27, vemos o abandono do seu desejo natural, do seu prazer natural a uma vida de prática sexual desumanizada.

    Mais uma vez o texto trata da relação sexual que não é advinda de um gesto de amor, de complemento, de carinho, de unidade, mas “contra a natureza”.

    Pergunte a um homossexual o que lhe é natural na questão sexual. É amar a uma pessoa do mesmo sexo? Você se complementa em amor com uma pessoa do sexo igual ao seu ou com alguém de gênero diferente? Ao se provocar a situação em que alguém naturalmente homossexual tenha de se relacionar com uma pessoa do sexo oposto, o que se está fazendo na realidade é uma agressão de ordem mental e física, já que isto se choca frontalmente com a natureza daquela pessoa.

    Da mesma forma, converse com um heterossexual sobre o que seria natural para o mesmo. Como o mesmo teria uma vida completa não fugindo da sua natureza? A resposta seria com uma pessoa do sexo oposto.

    Podemos estudar o contexto da carta aos cristãos da igreja em Roma pela história, literatura, filmes de época, bem como outras fontes importantes, como discursos políticos, dramaturgia e a retórica latina.

    Uma das mais fundamentais características da sociedade romana era o seu desprezo pela questão da identidade sexual. Tudo poderia ser revertido, de forma obstinada e compulsiva para uma pluralidade descontrolada de atos sexuais, muitas vezes desumanos e perversos. Um dos personagens mais famosos daquela época era o Imperador Calígula, soberano de Roma exatamente na época em que Paulo escreveu esta epístola.

    Historiadores apontam para aspectos do mundo romano bastante marcantes de seu tempo: a indiferença a questão da natureza sexual dos cidadãos da “civitas”, o apego cada vez maior aos cultos de fertilidade vindos das províncias orientais do Império, a criação de adolescentes pelo aparelho de Estado, distante de suas famílias; neste último caso pode-se observar ainda a prática, de origem grega, do relacionamento sexual entre rapazes mais jovens e homens mais velhos, independente de suas orientações sexuais.

    Em determinada fase da vida eles até se casavam com uma mulher, todavia, o sexo entre homens se inscrevia na questão da honra e da dignidade aristocrática, já que as mulheres ocupavam socialmente a periferia das relações sociais, sendo terrivelmente marginalizadas e muitas vezes consideradas apropriadas exclusivamente para fins de procriação.

    Portanto, duas coisas podemos depreender da sociedade romana que Paulo testemunhou e na qual de uma certa forma viveu, a despeito de sua formação judaica: a misoginia e o abuso.

    Há ainda outro aspecto que precisa ser ressaltado: a forma de relação entre pessoas do mesmo sexo era absurdamente assimétrica, ou seja desigual e injusta, já que envolvia adultos e crianças, velhos e jovens no mesmo ato. Não há dúvida que essas práticas, em sua versão perversa, são absolutamente contra a natureza!

    Concluímos, portanto que a condenação da Carta aos Romanos era a condenação a experimentação de formas sexuais contra a natureza pelo simples desejo ou busca por prazer, sem uma orientação sexual correspondente e inata, estes não tinham a orientação homossexual. Isso nós também, da mesma maneira que Paulo, consideramos pecado.

    4) 1 CORÍNTIOS 6,9-10 E 1 TIMÓTEO 1,10

    O qual nos fez também capazes de ser ministros de uma nova aliança, não da letra, mas do espírito; porque a letra mata e o espírito vivifica. (1 Coríntios 3, 6).

    “Não vos enganeis: nem impuros, nem idólatras, nem adúlteros, nem “malakoi”, nem “arsenokoitai”, nem ladrões, nem avarentos, nem bêbados, nem maldizentes, nem roubadores herdarão o reino de Deus.”

    Nesta passagem, temos dois termos que chamam a atenção. O primeiro, “malakoi”, foi traduzido pela versão de Ferreira de Almeida, da Bíblia em Português, como “afeminados” e o segundo na mesma versão “arsenokoitai”, como “sodomitas”. Duas palavras equivocadamente traduzidas, em uma clara operação de adulteração das Sagradas Escrituras.

    Também, existem duas versões da Bíblia que fazem traduções para estas duas palavras que podemos chamar de abomináveis, tratam-se da “Bíblia na linguagem de hoje” que traduz “malakoi” como “adúlteros” e “arsenoitoitai” como “homossexuais”; já a “Nova Versão Internacional” – NVI traduz “malakoi” e “arsenoitoitai” como: “homossexuais ativos” e “passivos” respectivamente, o que configura um exercício semântico criminoso e abusivo, ressaltando que estas são as versões da Bíblia preferidas dos homofóbicos religiosos.

    Recomendamos que jamais comprem estas duas versões ou caso vocês já as tenham, risquem em seus exemplares as palavras falsamente traduzidas e coloquem as corretas, como mostraremos neste estudo.

    Veja como é fácil perceber a manipulação Bíblica. As Escrituras Sagradas datam de mais de 2000 anos; como seria possível ter na Bíblia a palavra homossexual se o termo surgiu apenas em 1869, criado pelo escritor e jornalista austríaco Karl-Maria Kertheby?

    Para esclarecermos estas dúvidas precisamos estudar os textos bíblicos em seus idiomas originais. É fácil comprar em qualquer loja de artigos bíblicos, uma versão original da Bíblia, do Novo Testamento em grego e verificar estas palavras. Compre também um dicionário, veja as raízes das palavras no grego e constate o que mencionamos aqui.

    Estas duas palavras podem, de acordo com o contexto em que são utilizadas, ter mais de um significado. Mas, esteja certo que jamais terão qualquer sentido real aplicado ao termo homossexual. Neste sentido elas jamais se aplicarão a um relacionamento de amor e fidelidade entre duas pessoas do mesmo sexo.

    O termo grego “malakoi” literalmente pode ser traduzido como “mole”. E dentro daquela cultura misógina do primeiro século, podemos dizer que uma associação com a feminilidade era vista como negativa em termos morais. Assim, “mole” poderia ser uma descrição de qualquer tipo de comportamento de vaidade exacerbada ou fraqueza de caráter. Um outro sentido para esta palavra poderia ser a referência à prostituição cúltica masculina, que também era muito forte na época e na cultura romanas .

    O termo “arsenokoitai” que foi traduzido como “sodomita” na versão de Ferreira de Almeida, só passou a se referir a prática homossexual na Alta Idade Média. Provavelmente, alguns homossexuais poderiam estar incomodando alguns religiosos que não entendiam o que era de fato ser homossexual!

    “Arsenokoitai” consiste em uma palavra de significado por demais obscuro, lembrando que é grande a quantidade de termos e palavras no grego clássico que significavam “comportamento homossexual”. É preciso lembrar ainda que o Apóstolo Paulo não utilizou nenhuma delas, de onde podemos concluir que ele se referia realmente a algo muito específico.

    Etimologicamente, podemos dizer que o radical linguístico “arsen”, quer dizer macho e “koitos”, quer dizer cama. Este termo não possui nenhum registro na literatura grega antes de ser utilizado pelo apóstolo Paulo. Isto parece ser, portanto um neologismo do próprio Paulo, elaborado na composição desta epístola. Como o significado original deste neologismo pode ter se perdido no tempo, isto favorece interpretações grosseiras, sendo esta a palavra predileta para o arsenal homofóbico e tendencioso. No passado esta palavra antes de “sodomita” foi usada como “masturbadores” por algumas traduções bíblicas.

    Por outro lado, é bom sabermos que nem tudo está perdido, pois hoje temos algumas traduções bíblicas, mais fiéis aos textos no idioma original. Em Português, temos a “Bíblia de Jerusalém” que é atualmente a melhor tradução das Sagradas Escrituras no mundo, onde teólogos judeus, cristãos e protestantes traduziram do hebraico, aramaico e grego para o francês sem intermediações pretensamente tradutológicas que acarretariam em qualquer distorção. Assim, quando queremos uma tradução mais fiel recorrermos à Bíblia de Jerusalém. As palavras que mencionamos de 1 Coríntios 6, 9 foram traduzidas pela Bíblia de Jerusalém da seguinte forma: “malakoi” como “depravados” e “arsenokoitai” como “pessoas de costumes infames”. Já em 1 Timóteo 1,10 a palavra “arsenokoitai” se repete e veio na versão da Bíblia de Jerusalém como “pederastas”, ou seja, adultos que fazem sexo com crianças

  21. MAS, QUANTO AOS TÍMIDOS, E AOS INCRÉDULOS,E AOS ABOMINÁVEIS, E AOS HOMICIDAS,E AOS QUE SE PROSTITUEM, E AOS FEITICEIROS,E AOS IDÓLATRAS E A TODOS OS MENTIROSOS, A SUA PARTE SERÁ NO LAGO QUE ARDE COM FOGO E ENXOFRE; O QUE É A SEGUNDA MORTE. AP. 21:8

  22. Ela tem toda razão , essa raça desses ativistas gays são uma praga , deveriam que levar umas boas chibatas por quererem disseminar a promiscuidade e a imoralidade.
    Ninguém é obrigado a aceitar , muito menos assistir esses caras se atracando em lugares públicos . Querem fazer , que façam , mas não venham impor isso para sociedade , poupem pelo menos nossas crianças.

  23. finalmente alguém na sua inteligencia falou a verdade e os outro ficam irritados, parabens marisa lobo e de pessoas como voce que o mundo precisa, de repente isso virou discurso de merchandaria e politca.

  24. A luta está grande, mas vamos deixar a poeira baixar, que um dia virá alguém e fará a limpeza. Como você agiria em vê seu filho ou sua filha numa situação de “homo”? Você sendo hetero, educado e conhecedor de muitas coisas na vida, como você ficaria? Certamente agiria de maneira educada com seu filho ou filho, porém aquilo para você foi uma surpresa, pois você não esperava em ver aquilo. Mas tudo bem, para não agir de maneira agressiva, tenho quase certeza que você não iria gostar do que viu. Muito bem, e agora o que fazer? É difícil meu amigo você encarar essa situação, a qual você não queria que lhe acontecesse, mas aconteceu. Qual a solução? Desprezar o filho? Apoiar? Agir de maneira violenta? Olhe meu amigo, sinceramente você está entre a cruz e a espada. Muitos deixam prá lá, não querem nem saber, desconhecendo ou esquecendo o que viu. Sei que muitos pais estão passando por essa situação, mas que fazer, o mundo está passando por muitas transformações.

  25. Marisa Lobo estás certíssima, tens o meu apoio! e com certeza Deus estás a olhar por ti e te apoiar também! Tenha fé e permaneça firme! Que Deus te abençoe!

  26. Escreve bem, mas é uma retardada. Ditadura gay? Heterossexuais ainda são maioria, como uma minoria pode criar uma ‘ditadura’ (assim como você intitulou)? Você escreveu apenas o que alienados querem ler, por isso conseguiu tirar elogios. É triste você por uma mera opinião e ignorantes acatarem como uma verdade absoluta. Essa história de não argumentação do cristianismo faz o Brasil (e Portugal) ser um mero país estúpido, com política asquerosa que na televisão fala de deus e familia tradicional, além de “cura” gay, onde a população estúpida e cristã (pode-se considerar um pleonasmo) aceitar tudo o que vier, pois isso é o que prega o cristianismo, simplesmente aceitar, sem questionar sem superior.

  27. Eu só gostaria de ver amplificados os escritos portugueses/brasileiros inteligíveis, sem necessidade de decodificar a má escrita, poxa vida!

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here