A Ideologia de Gênero sob a ótica judaico-cristã

35

O ser humano é criativo, por vezes suas criações são maravilhosas, por outras desastrosas. Se formos olhar para a história da humanidade, veremos uma biblioteca de criações humanas, e uma infinidade de filósofos, sociólogos, defensores dos direitos humanos, psicólogos debatendo questões por vezes já solucionadas pela própria natureza. Mas muitos humanos não se contentam com as evidências, não se contentam com o “Eu Sou” como a definição da natureza, não se contenta com a realidade dos fatos, tende a confeccionar suas ideologias e doutrinas, por vezes vãs sem sentido, mas o que dizer do sentido se relativizarmos o sentido nada mais terá sentido, ou, tudo pode mudar de sentido, basta você desejar.

Não nos importamos mais com o equilíbrio natural das coisas, pois o “natural” se tornou opressor, o ser humano quer impor por força de palavras e militância um novo lugar para o natural ainda que isso signifique um desequilíbrio da natureza humana futura.

Passamos por um conflito de posições no tocante a doutrina judaico-cristã em contraposição á nova busca da autenticidade, identidade da chamada ideologia do gênero.

Não quero criar celeumas com este texto, apenas mostrar como o a religião Judaico -Crista pensa a respeito dessa família, desse homem e dessa mulher. Vale salientar que: quando falamos em cristãos falamos em pelo menos 89% da população nacional contando com evangélicos, católicos, outras religiões e pessoas que são sim conservadoras no sentido de preservar sua história, sua tradição, cultura e sua natureza biológica humana, conservar o modelo de conduta de amor ensinado pelo Deus que servimos.

Neste texto apenas quero mostrar porque para cristãos é impossível pensar no Gênero como algo igual fazendo parte da natureza sexual humana a intensão é esclarecer que para um Cristão ter que aceitar a Ideologia de gênero como verdade é negar a existência de Deus, e da natureza observável.

Mas o que a fé judaico-cristã pensa sobre este homem, esta mulher e sua família? Vamos analisar a Bíblia Sagrada, o código de ética dos judeus e dos cristãos. Logo no inicio encontraremos em Gêneses 2 e versículos, a ideia do criador, de DEUS, no tocante ao ser que o mesmo criou, ou seja, o homem e a mulher, vejamos:

Gênesis 2: 7 “E formou o Senhor Deus o homem do pó da terra, e soprou em suas narinas o fôlego da vida; e o homem foi feito alma vivente. 18 E disse o Senhor Deus: Não é bom que o homem esteja só; far-lhe-ei uma ajudadora idônea para ele”

Deus dá origem ao homem, e deste criará uma AJUDADORA – NÃO AJUDADOR – o que deixa claro que está falando sobre masculino e feminino, ou seja, de sexo, que são opostos e que se completam. Mais a seguir Ele continua:

Gênesis 2:22 “E da costela que o Senhor Deus tomou do homem, formou uma mulher, e trouxe-a a Adão. 23 E disse Adão: Esta é agora osso dos meus ossos, e carne da minha carne; esta será chamada mulher, porquanto do homem foi tomada. 24 Portanto, deixará o homem o seu pai e a sua mãe, e apegar-se-á à sua mulher, e será ambos uma carne”.

Não há como negar ou manipular o que está escrito na Biblia sagrada e inscrito na natureza humana. Deus deixa clara a formação do homem e mulher, e assim define o conceito de sexo masculino e feminino, questão ligada à natureza, à própria biologia, à fisiologia, etc. A civilização, partiu desse dogma, a confirmação intelectual e científica veio com a chamada teoria de Darwim que outrora nega Deus, mas reafirma através de sua teoria da seleção natural, da que atesta que a evolução das espécies, só se consolida, somente é possível, mediante a procriação entre um homem e uma mulher, um macho e uma fêmea, sem que tivesse a intenção de exaltar ou endossar a criação Divina.

Deus criou seu povo, sua evolução só foi possível com a organização social e pelo casamento heterossexual, assim foi determinado por Ele e pela natureza humana. Tudo que é evidente não necessita ser provado.

O desenvolvimento natural de homem e mulher nos é trazido quando da orientação que homem e mulher serão uma só carne. Dentre vários prismas de interpretação que podemos trabalhar, iremos atentar apenas ao que toca a formulação de família. Neste ponto começamos a observar o conteúdo lógico, ou seja, homem, mulher, sexos e união.

Há um grande conflito aqui, pois ideologia como o próprio Karl Marx – o tão venerado e adorado mestre dos revolucionários e progressistas – ideologia era uma “falsa consciência” e não um conjunto de ideias. E o “falso” discurso vê as coisas não como elas são de fato, mais de maneira invertida, de maneira diferente e deturpada. Isso serve para tudo, mas aqui vou me ater à sexualização como forma de prazer. “Ideologia da cultura sexual”.

Deus é lógica, é matemática, é biologia, é a evolução da humanidade. Deus não é ideologia, não se serve nem se presta a falácias.

A violência intelectual sofrida pelos que não aceitam a ideologia de gênero, não apenas por uma questão de fé, mas de opinião baseado em evidências jamais pode ser interpretada como preconceito. Pois essa é a grande falácia da atualidade, e é tão violenta quanto a tal homofobia que pregam. Podemos sim conviver com as pessoas e com as sexualidades ideologizadas, porém o cristianismo tem sua ideologia enraizada na fé, na cultura, na tradição e na biologia e é esta que acreditamos e queremos viver, mas podemos sim respeitar o outro, e queremos sim sermos respeitados além de nossa fé. Isso seria o ideal de sociedade. Direitos humanos para todos é um desafio, mas é possível.

Marisa Lobo, psicóloga, teóloga e especialista em Saúde Mental e Direitos Humanos.

COMPARTILHAR
Marisa Lobo é psicóloga clínica, escritora, pós-graduada em saúde mental, conferencista realiza palestras pelo Brasil sobre prevenção e enfrentamento ás drogas, e toda forma de bullying, transtornos psicológicos, sexualidade da familia, entre outros assuntos. Teóloga, ela é promoter e organizadora da ExpoCristo realizada no Paraná. Marisa é casada, tem dois filhos e congrega na IBB em Curitiba.

35 COMENTÁRIOS

    • Imagina querido, é que minha agenda está cheia mesmo,graças a Deus,rsss. Quanto mais batem , mas Deus nos exalta, tenho viajado muito mesmo, mas me acompanhe no face que saberá por onde ando, sempre fazendo a vontade de Deus…. Vou escrever mais, não podemos nos calar né? ou esse povo monta cavalo. kkkkk

      • O homem deixará seu pai e sua mãe para se unir a uma mulher, e serão uma só carne. Aí vem o divórcio que atua como uma espécie de açougueiro e destrincha essa mesma carne, agora acrescida da carne dos filhos. O açougueiro vai de encontro aos princípios divinos, mas a hipocrisia cristã, principalmente a evangélica, faz vista grossa para este fato e só ataca a união homossexual, mais duradoura do que a maioria dos casamentos heteros que eu conheço. Talvez seja esta harmonia que a novela da Globo mostra e quase não se vê atualmente numa relação heterossexual que incomode tanto vocês.

        .

      • Marisa Lobo, eu não tenho formação judaica nem cristã, portanto, me respeite como ser humano que eu lhe respeito como “psicóloga cristã”. Em que faculdade você se formou? Garanto que não foi numa universidade federal, onde só entram pessoas de QI elevado.

        .

      • Primeiro que o deus hebreu deve ser bibolar, pois tem duas historias diferentes da origem do homem.
        Em gênesis 1 ele cria plantas e animais e finalmente o homem e a mulher ao mesmo tempo e pede para ambos transarem e povoar a terra.
        Em Genesis 2 os animais vieram depois, Adão lhes deu nome, Adão veio primeiro, depois a mulher feita da Costela, não lhe deu missão de procriar, isto só ocorreu por causa do bendito fruto proibido. Deve ser um deus sadomosoquista, cria o fruto, Avisa para que não seja comido, mas deixa a porta do paraiso aberta para o capeta. Qual a lógica, já que ele sabia o que ia ocorrer??

        Os cristãos sempre querem se apossar/adaptar conceitos do povo judeu, da mesma forma que a homossexualidade o celibato era mal visto, Paulo e Cristo e muitos religiosos celibatários estão contra a tal lei da criação.
        Na Biblia judaica não existe a palavra solteiro, tal vergonhoso era isto naquela cultura.
        fora que o adultério foi algo frequente naquela cultura, mesmo hoje os mulçumanos que bebe desta mesma fonte.
        No cristianismo sempre imperou a hipocrisia, as amantes sempre existiram, havia prostibulos até na idade média, há décadas o divorcio já e oficial na lei, desde Henrique VIII, igrejas evangelicas casam adulteros, rasgando em mil pedaços a tal frase: formemos uma só carne. Ou será diversas “carnes”???

        Estamos no século XXI, que tal hoje falarmos e exigirmos que a mulher fique calada e não ensine homens pois é vergonhoso segundo Paulo??

  1. Marisa,eu tenho por interessante, umas questões do comportamento humano é:’só é bom se for da forma que eu vejo”. Ficará muito difícil, de agradar as pessoas, cujos os seus valores não estejam, baseados nafé cristã. Procurarão demovê-las, tentando desqualificar à Bíblia, sem nunca terem pego, à sua história e concepção de formação para lê-lo. É natural.Não posso esperar outra atitude. Há quem goste de ofender, pois talvez, eles se sintam bem desta forma. O quê fazer? Continue, lutando por suas concepções e valores da família, sobre à sociedade, não importando se haverá crítica.Até porquê à Constituição Federal/88, diz assim nos Incisos IV:”élivre a manifestação do pensamento, sendo vedado o anonimato”; no Inciso VI, diz: “é inviolável a liberdade de consciência e de crença… tudo isto no Art. 5º, que assegura Direitos e Deveres Individuais e Coletivos (Dos Direitos e Garantias Fundamentais). Será que eles desconhecem o Art. 226 também da citada Constituição Federal, que diz, entre outras coisas: § 3º Para efeito da proteção do Estado, é reconhecida a união estável entre HOMEM e MULHER…”Se hoje, houve avanços nestas questões, respeito-as, mas também quero expor o meu pensamento com liberdade. Continue em frente.Quem não pensa assim, continue pensando do seu jeito e tente procriar uma nova Sociedade deste jeito.Contudo, PROCRIAR, só pode ser com MACHO e FÊMEA, de acordo com a Ciência Biológica.

    • 20% dos casais são estéreis. o que vcs fazem com eles?? Pedem para divorciar e achar um parceiro/a fértil ??
      Por que vcs não focam do divorcio??? este sim que destroi as familias heteros tradicionais.
      Magno Malta se divorciou e casou com uma mulher mais jovem(que por acaso é divorciada de um pastor)
      Silas Malacheia, abençoou o casamento de Bolsonaro, que é divorciado 2 vezes
      Os gays sáo menos de 10%, não podem destruir 90%, o casamento gay, só muda a vida deles, para sua familia não muda nada.
      Com esta grande quantidade de adulteros nas suas igrejas e vcs ficam com esta papo de familia tradicional. Só se for tradicional da Arábia Saudita

  2. As vezes entro nesse site. Mas, o que mais me surpreende, de verdade, é ver os comentários de ateus, pessoas revoltadas com a religião, com igrejas, e seus comentários beirando o semi analfabetístico. Não consigo entender como um ateu, alguém que odeia religião, faz em um site gospel.
    Fundem uma comunidade como imaginam e se elogiem por lá diante as bobagens que a maioria escreve. Minha, nossa. depois, para provar que estão certos, chutam números, pesquisas furadas, citam cientistas que nao existem, fontes duvidosas, para mostrar que estão certos. O detalhe mais interessante nesses comentários, é perceber que todos essas pessoas são frutos de casamentos entre um homem e uma mulher e quase com certeza antes de findar seus dias na terra farão uma análise consciência e por via das dúvidas, lá, ocultos em sua temerosidade, irão no fundo de sua alma torcer para terem estado errados a vida tolda; mas,, o interessante aqui, é que estande errados, irão colher os frutos de sua estupidez intelectual.

  3. A Bíblia, coleção de livros judaicos e cristãos, diz que Salomão foi homem temente a Deus e o mais sábio que já existiu. Entretanto, esse mesmo homem não seguiu o modelo ao qual a senhora Marisa evoca, ou seja, o modelo monogâmico de Gênesis, já que teve 700 mulheres e 300 concubinas. Mas a senhora Marisa não menciona este e outros textos já que faz, a exemplo dos crentes em geral, seletiva escolha de versículos bíblicos para dar suporte às suas visões de mundo, de religião e de sociedade.

    • Sandrinho, estudar a Bíblia não é só ler e tirar suas conclusões próprias, por ler a Bíblia superficialmente vemos um monte de heresias e abominações, gente abandonando a Fé etc., você deveria estudar mais profundamente antes de comentar, sendo você tão inteligente.

      A Bíblia é uma coleção de livros, com muitos personagens, e todos humanos (imperfeitos), Salomão não foi exceção. Não esconder os erros de Salomão faz parte da verdade bíblica, e só porque ele foi temente a Deus e sábio, não significa que era infalível, perfeito, e que nunca errasse.

      “O rei não deverá ter muitas mulheres, pois isso o levaria a abandonar a Deus. E também não ajuntará para si muita prata e ouro.” (Dt 17.17, BLH.)

      “Não contrairás matrimônio com os filhos dessas nações” (Dt 7.3; 2 Rs 11.2).

      “Não terás outros deuses diante de mim” (Êx 20.3)

      Esse era um mandamento da Lei. Salomão apesar de toda sua sabedoria (talvez julgasse que por ser tão sábio, não seria influenciado por suas mulheres, mas o exemplo dele mostrou que mesmo o mais sábio dos homens não deve ignorar a sabedoria de Deus).

      E qual foi o resultado?

      “E tinha setecentas mulheres, princesas, e trezentas concubinas; e suas mulheres lhe perverteram o coração.
      Porque sucedeu que, no tempo da velhice de Salomão, suas mulheres lhe perverteram o coração para seguir outros deuses; e o seu coração não era perfeito para com o Senhor seu Deus, como o coração de Davi, seu pai,
      Porque Salomão seguiu a Astarote, deusa dos sidônios, e Milcom, a abominação dos amonitas”. – 1 Reis 11:3-5

      A queda de um homem tão sábio é uma lição para todos nós, que não devemos achar que somos exceção, e nem nos tornar soberbos por coisa alguma, mesmo que da sabedoria.

      • Celia Mulata, agradecendo a forma carinhosa com que se dirige a mim, permita-me, todavia, confrontar, em espírito de respeito e cordialidade, seus argumentos.

        A Bíblia é um livro cuja leitura gera centenas, talvez milhares de interpretações sobre um mesmo tema. Observe, por exemplo, quantas igrejas evangélicas existem travando entre si uma luta permanente sobre pontos de doutrinas que se contradizem. Assim, o que você alega ser heresia, para outro crente ou outra igreja não o será, pelo contrário até, pois todos sabemos que os evangélicos mutuamente se acusam de heresia.

        Quanto a Salomão, observe que é a própria Bíblia quem o chama de “o homem mais sábio que já existiu”. Ora, Celia, como um homem pode ser sábio e, ao mesmo tempo, infiel a Deus? Não diz a Bíblia que “o temor do Senhor é o princípio da sabedoria”?

        Ademais, porque o mesmo deus tribal dos israelitas, que ordena a morte de um velho que apanha lenha ao sábado, poupa da execução o rei Salomão em sua poligamia?

        Citei o caso de Salomão apenas para demonstrar o quão seletivos são os evangélicos, e isso inclui a senhora Marisa Lobo, ao escolher e pinçar certos textos da Bíblia para fundamentar suas doutrinas, suas visões, quando há, na Bíblia, textos para defender quase tudo o que se pensa em matéria de doutrinas, sendo por isso que o Reverendo Caio Fábio chamou a Bíblia de “mãe de todas as heresias”. Agora pense: uma igreja acusa a outra de heresia, de ensinos errôneos, de falsas doutrinas, o que revela que todas estão certas em suas acusações já que todas as igrejas defendem, em maior ou menor grau, doutrinas ou ensinos que se fundamentam apenas em visões humanas, em interpretações de homens que manipulam os textos bíblicos forçando-os a defender qualquer coisa que se deseja e decorrendo daí a importância de não basearmos as leis civis no que diz um livro cuja leitura dá origem a tantas guerras e visões contraditórias.

        • Para entender como surgiu e foi aceito o deus tribal dos israelitas, indico a leitura do livro “A Origem de Deus”, de Laurence Gardner. O livro pode ser encontrado na web bastando digitar essas palavras no Google:

          Origem de Deus livro Laurence Gardner minhateca

        • Sandro, todos esses erros acontecem quando o homem se esquece que Deus não está de férias, e se sentam no trono dele.. (ou pensam que estão sentados ali). Quando você tira Deus da sua vida, quando ele deixa de ser o centro da sua vida e passa a ocupar lugares periféricos, o seu ego fica no centro, e Deus se torna um adorno, um objeto para obter poder, nome etc., se as igrejas tivessem Deus no centro de suas “vidas”, certamente considerariam que o amor de Cristo é maior do que divergências doutrinárias e coisas de homens. Mas não sou ninguém para julgar isso.

          Deus disse claramente que poupou Salomão por causa da promessa que fez a seu pai Davi. Mas isso tudo vendo do ponto de vista humano.

          Sandro, você está julgando de uma forma superficial. Se esqueceu que Deus julga o coração, e não a aparência. Você conhece o coração de Salomão, e o coração do velho que colhia lenha no Sábado? Sabendo da proibição e da pena de morte, depois de ver todas as maravilhas que Deus fez diante de todo o povo, que nunca lhes faltava nada, que Deus a tudo lhes supria, ele ainda sim desafiou a Lei de Deus diante de todos, assim como desafiou a liderança de Moisés. Você não conhece se a motivação do velho foi de rebeldia, ou incitar outros à rebeldia. Se não foi na inocência que ele fez isso, mas em um claro desafio a Deus. Ou se a motivação de seu coração foi ainda pior. Quem poderá dizer? Eu e você só podemos julgar o que lemos, nem sabemos os pormenores do caso, como então podemos dizer que Deus foi injusto em seu julgamento?

          Além disso, porque alguém morreu fisicamente, não significa que Deus o tenha condenado (o velho ou Salomão). Jesus ensinou que essa morte não significa nada, assim como essa vida não significa nada. Só existe vida enquanto você está consciente da vida, depois você se torna uma lembrança para os que ainda estão vivos, mas em breve somente um nome, e em breve não passará de ilusão. A única vida que existe é a que Deus sustenta, a que pode se lembrar e ter consciência de si mesma, e são as pessoas que terão essa vida que realmente vivem, o resto se perderá nos bilhões de anos da existência do Universo. Se o velho ou Salomão, ou ambos, viverão, só Deus sabe.

          Eu já passei da fase de leituras de Nietzshe, Schopenhauer, Dawkins, Carl Sagan, etc., mas eu só estava procurando ler coisas para fundamentar o que já estava decidido em meu coração (não andar segundo os caminhos de Deus). Mas essa foi a minha experiência pessoal. Aprendi sobre a origem das religiões cananéias, da linguagem semítica, crítica textual, nunca fui ignorante acerca dessas coisas (e para ver, quem me vê superficialmente, acha que sou uma jovem fútil e vaidosa, não conhecem a minha mente e o meu coração).

          Hoje eu sei o meu Caminho, não preciso de nenhum homem para me ensinar ou me trazer alívio, e não necessariamente o meu Caminho é o melhor para você. Você tem que buscar o seu próprio Caminho Sandro, suas experiências são únicas e o seu coração bom, ouça Deus porque nenhum homem, religioso ou não, pode te indicar o seu Caminho, porque cada um tem seu próprio Caminho. Não procure fazer as igrejas te aceitarem, não se preocupe com o julgamento de homens, eles te julgam como você julga o velho e Salomão, apenas pelo que vêem por fora, por seus preconceitos e convicções petrificadas.

          A Bíblia é muito mais profunda do que imagina, mas infelizmente seus conhecimentos mais profundos não estão acessíveis a todos, para que o homem não se glorie diante de Deus, mas Deus os revela a quem se achegar com humildade, porque ele julga o coração, e não as aparências.

          Bjocas..

          • Só para que não pense que me julgo alguém que conhece os “segredos profundos da Bíblia”, saiba que eles não pertencem a nenhum homem. A sabedoria de Deus não é como um tesouro que você pega, guarda em seu cofre e toma posse. É como uma fonte de águas vivas, e você é como um jarro, ela não te pertence. Ela jorra para seu jarro, e você precisa compartilhar sua luz com outros, para que seu jarro possa ser novamente preenchido no dia seguinte. Se você não compartilha, a água fica estagnada e perde a vida. Se seu jarro começa a ter rachaduras, a água que jorra em seu jarro se perde. Isso significa que você pode estar cheio da sabedoria de Deus hoje, e amanhã não ter nada mais que água estagnada. Salomão já foi um jarro que transbordava águas vivas, mas não no final da sua vida.

            O que tenho hoje posso não ter mais amanhã, tenho humildade para saber que nenhum conhecimento me pertence, mas tento compartilhar o pouquito que tenho rs.. assim como você compartilha muito conosco aqui.

            Bjos

          • Celia Mulata,

            seus argumentos não mudam os seguintes fatos:

            1º) que a Bíblia incorre claramente em erro ao dizer que Salomão foi “o homem mais sábio que já existiu”, pois como pode um homem ser sábio tendo 700 mulheres e 300 concubinas?

            2°) o deus tribal dos israelitas usou de dois pesos e duas medidas ao poupar a vida do polígamo rei Salomão e mandar apedrejar um pobre velho que recolhia gravetos em dia de sábado. Assim como foi injusto ao condenar o povo que havia adorado o bezerro de ouro ao mesmo tempo em que poupou Arão, irmão de Moisés, que incorreu na mesma prática. Mas isso não é de admirar, pois os poderosos sempre foram protegidos inclusive pelas religiões que criaram deuses à imagem dos homens de mente limítrofe que as fundaram.

          • Sandro,

            1º) Como expliquei acima, Salomão ser o homem mais sábio não significa que ele era isento de cometer erros. Vou dar exemplo para ver se fica mais “fácil” de você entender:

            – Sandro é a pessoa mais pacífica desse site.

            Isso não significa que você nunca vai se irritar, que um dia você não pode falhar e se irritar. Eu estou usando como parâmetro de comparação as outras pessoas do site, e não um padrão absoluto.

            Salomão entre os homens (esse é o parâmetro de comparação) foi o mais sábio, mas nunca deve ser comparado a Jesus, ou a um anjo (esses sim, tem a capacidade de nunca falharem).

            Se Salomão tivesse morrido sem nunca falhar, eu diria que não estamos falando de um homem, mas de um anjo ou coisa parecida.

            2º) Você deveria conhecer a “Lei” antes de falar do julgamento de Deus. A violação do Sábado tinha prevista a condenação à morte, a poligamia não (nem havia condenação), portanto, Deus executou as penas previstas conforme a sua “Lei”. Estude melhor antes de julgar.

            Quanto a Arão, ele apenas atendeu ao apelo do povo. Ele não idolatrou o bezerro de ouro. Somente os que haviam idolatrado o bezerro foram mortos, de mais de 600.000 pessoas (sem contar mulheres e crianças), apenas 3.000 homens idolatraram o bezerro e foram mortas.

            Ele desrespeitou um mandamento que não tinha como condenação a morte (construir imagens). Já a idolatria é um pecado cuja condenação era a morte.

            É como comparar um adúltero (cuja condenação é a morte), com alguém que cobiça a mulher do próximo (cuja condenação não é a morte).

            Por que Arão atendeu ao apelo do povo, certamente não vale a pena lhe explicar, não antes de você aprender a beber leite (espiritualmente falando).

            Bjos

    • a bíblia fala “tudo nos é licito mais nem mais nem tudo nos convém” Deus nos dá livre arbítrio posso eu escolher o que eu quiser mas terei que enfrentar as consequências da minha escolha. não estamos falando de um termo isolado da bíblia sabemos que de gêneses a apocalipse a bíblia fala de Deus e como Ele quer que sigamos a Ele mas nem sempre o nosso eu que muita das vezes é mais forte que tudo nos deixa seguir a Deus como Ele quer.
      o homem nasceu homem a mulher nasceu mulher se quiserem gostar do próprio sexo fazer o que mais cada um irá prestar contas com Deus ai veremos o que acontecerá.

  4. Uma pergunta aos evangélicos sinceros: xingamentos e palavrões compõem o vocabulário, a fala de um verdadeiro converso? Pergunto, porque vejo tantos crentes xingando neste espaço que chego a ficar em dúvida se este é um problema denominacional ou se é específico de crentes falsos e carnais.

    “Não saia da vossa boca nenhuma palavra torpe, mas só a que for boa para promover a edificação, para que dê graça aos que a ouvem.” (Ef 4:29)

    “Agora, porém, despojai-vos, igual­mente, de tudo isto: ira, indignação, maldade, maledicência, linguagem obscena do vosso falar. Não mintais uns aos outros, uma vez que vos des­pistes do velho homem” (Cl 3.8 e 9)

    “A vossa palavra seja sempre agradável, temperada com sal, para que saibais como vos convém responder a cada um.” (Cl 4:6)

    “Na multidão de palavras não falta pecado, mas o que modera os seus lábios é sábio.” (Pv 10:19)

    “As palavras suaves são favos de mel, doces para a alma, e saúde para os ossos.” (Pv 16:24)

    “Portai-vos com sabedoria para com os que são de fora; aproveitai as oportuni­dades.” (Cl 4.5)

  5. Senhora Marisa Lobo, sugiro que altere o título de seu texto para “Ideologia de Gênero sob ótica judaico-cristã”, ou seja, excluindo-se a letra “a” que a senhora coloca no início do título e também antes da palavra “ótica”, pois, em relação ao tema em questão, é de conhecimento público claro e incontestável que não existe apenas uma visão (ou ótica, como você prefere dizer) de ideologia de gênero judaico-cristã, ou seja, a sua visão, sendo prova disso o número cada vez maior de igrejas que estão compreendendo melhor a transexualidade e aceitando o casamento gay. Portanto, mesmo no cristianismo denominacional não é apenas a sua visão que existe; há outras visões.

  6. Marisa, vou lhe dar uma sugestão, caso leia este meu comentário: usar o cristianismo para lutar contra a ideologia de gênero é útil e válido no campo cultural, haja visto que a maior parte da sociedade se identifica em algum aspecto com a religião cristã, mas você deveria se ater também e até mais ao aspecto científico.

    O saber científico não valida os postulados de gênero. Seja a ciência cognitiva (e o seu ramo correspondente na psicologia), seja a biologia, entre outras. Você já deve ter percebido que feministas, militantes do movimento gay e demais esquerdistas, deixam propositadamente a forte influencia que os hormônios desempenham na sexualidade e no comportamento humano de lado na questão de gênero. E o fazem porque têm dificuldade em negar esta realidade.

    Que a ciência (e não a Força) esteja com você.

  7. Caros leitores, Papai é tão grande, tão bom. Pra que discutirmos coisas tão fúteis. Cresci na igreja, fui apresentado, batizado mas sempre soube que eu era gay, desde criança percebemos a nossa diferença, sou HOMEM mas meus sentimentos e desejos não são por mulheres e sim por homens, desde sempre. Sinto a presença de Deus todos os dias, no vento, no sol quando quando saio de casa para trabalhar, em hinos e canções. Ele nos ama de uma forma tão grande mas as pessoas não se acham dignas desse amor. Ele sabe o que penso, como sou e me ama por causa disso, por eu ser assim, diferente de todos. Não acredito que Papai te julgue pela sua CONDIÇÃO sexual (Até porque não escolhi).
    Beijos e abraços e lembrem-se, Papai te ama assim como és, papai não é mau, papai é amor, nunca irá te deixar sozinho nem aqui nem em outra vida. Isso que é chamado de amor incondicional <3

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here