Além de privilégios gays, agora Jean Wyllys quer legalizar a maconha no país!

25

As últimas ações do Deputado Federal Jean Wyllys (PSOL-RJ) tem dado o que falar. Afinal o parlamentar do ativismo gay, forçou a barra quando afirmou que o jovem Kaique Augusto dos Santos de 17 anos, encontrado morto embaixo do viaduto Nove de Julho, em São Paulo, tinha sido assassinado por ser homossexual – e Wyllys atuando no papel de investigador policial, elucidou precipitadamente o caso antes das conclusões periciais – ele quis caracterizar a fatalidade como crime com requintes brutais de homofobia. Firmando-se no que pensou ser um forte elemento para massificar o discurso para a defesa dos direitos gays, passou a encenar-se como um típico juiz da contra-opinião; bateu seu martelo púrpura e apontou o dedo para a presidenta Dilma, além de metralhar com sua apologia pró-gay os “religiosos fundamentalistas” como co-participantes comportamentais do “assassinato” do adolescente, e disparou: “Como eu já escrevi tempo atrás, em ocasião de outros assassinatos como este, em cada caso aparece, como pano de fundo, o discurso de ódio alimentado por igrejas caça-níquel e pela bancada fundamentalista no Congresso federal“, que em 2013 ganhou de cínico presente, com o apoio da bancada governista, a presidência da Comissão de Direitos Humanos e Minorias da Câmara dos Deputados”.

O que Jean Wyllys não contava é que na verdade Kaique não fora assassinado (como ele havia vociferado), e sim se suicidado como apuraram as investigações policiais e o testemunho da própria família do moço sobre o infeliz fato. Engraçado é que depois da calúnia deflagrada contra a representação evangélica na câmara, ficaram em silêncio os encolerizados da extrema política gayzista. Penso que difamação, falso testemunho e incitação pública contra qualquer pessoa ou segmento social, político e religioso, são delitos que as autoridades deveriam apurar a fim de coibir junto a qualquer ativismo que na azáfama de defenderem seus interesses são capazes de prejudicar maiores parcelas da sociedade sem o menor cabimento e constrangimento – exemplo clássico figurado pelo deputado do PSOL que falou o que não devia e depois teve que ficar calado. Se o deputado em questão tiver vergonha, essa o deve ter feito considerar que esse ativismo famigerado que classifica quase tudo como “atos de homofobia”, precisa urgentemente de travas para a língua!

A última de Wyllys é que ele está formulando a apresentação de um projeto de lei, onde fará a defesa pela legalização da venda da maconha no Brasil. Será que Jean Wyllys e seus assessores de esquerda ficam em suas casas e gabinetes pensando – o que vamos fazer para destruir as famílias do Brasil? Pois parece que é isso que fazem, oras! Esse sujeito tem contrariado o próprio movimento que tenta representar, pois boa parte dos gays que conheci além de serem coerentes naquilo que falavam dos outros, eram contra o uso de drogas – inclusive da maconha. Fico a pensar se não fosse o tal “fundamentalismo religioso” assentado sobre a maioria das cadeiras da casa de leis nacional, o que seria de nós e de nossos filhos, se dependêssemos de inconsequentes parlamentares que no exercício de seus mandatos infelizes e improdutivos querem incentivar a futura geração à consumir alucinógenos naturais que por fim os conduzirão a dependência de destrutivos entorpecentes químicos.

Para justificar a loucura de legalizar a maconha no país, em entrevista a Rolling Stone Brasil, Jean Wyllys declarou: “As bases do projeto serão as experiências de Portugal e Espanha. Na Espanha, a maconha é comercializada em clubes específicos para essa finalidade e as pessoas precisam se associar. Uma vez feito isso, podem usar lá mesmo ou levar uma quantidade para casa. O Estado controla a qualidade e a quantidade do tudo que é plantado. Com isso se controla o tráfico”. Quer dizer que toda a legalização é para entreter os usuários e restringir o tráfico? E os nossos adolescentes e jovens, quem vai controlá-los no futuro quando alucinados saírem as ruas atropelando gente inocente e lúcida e matando pessoas que nada tem a ver com esse vício legalizado? O governo do Uruguai fez isso no fim do ano passado seguindo o exemplo europeu (que Jean também quer que adotemos) e daqui a pouco tempo teremos noticias sobre os efeitos dessa infeliz decisão do governo platino. Em contrapartida, o presidente da JIFE – Junta Internacional de Fiscalização de Entorpecentes – que é órgão da ONU, Raymond Yans, se mostrou extremamente crítico com a lei que legalizou a maconha no Uruguai, e ressaltou: “Esperamos que as altas autoridades do Uruguai entendam que isto é um erro, que não é o caminho correto para tratar de assuntos relacionados ao controle de drogas”. Se para a ONU a maconha não trará nada de bom para o Uruguai, porque Jean que vive citando tratados da organização não considera o posicionamento do presidente da JIFE?

No Brasil, o deputado Osmar Terra (PMDB-RS), já apresentou o Projeto de Lei 7663/2010 que se opõe a tudo o que o ex-BBB deseja. O projeto de Terra trata da intensificação das penalidades para traficantes de drogas e deixa em aberto qual a quantidade limite que separa o criminoso do usuário, enrijecendo o combate a venda da maconha e outros. Wyllys classificou a elaboração de lei proposta por Osmar como “projeto pavoroso”. Pavoroso é o senhor Jean que parece tresloucado ao ofender a democracia quando defendeu privilégios inconstitucionais à minorias num sistema de maioria; que se pronunciou como investigador, delegado, promotor e juiz e no fim sentenciou a bancada evangélica como co-participante de um crime que nunca existiu (e nem teve a dignidade de de vir a público de se retratar). E pra piorar, como sandice maior de um deputado antipático, extremista e sem muitos eleitores, agora vem com essa inútil proposta de legalizar maconha no Brasil. Será que Jean Wyllys não tem nada de mais útil a nos propor, ao invés de se ocupar só com polêmicas que ressaltam o típico comportamento de esquerda?

25 COMENTÁRIOS

  1. quais são os privilégios dos gays ??

    não será essas igrejas nojentas de voces que são cheias de privilégios ??
    não pagam agua, luz nem impostos
    e voce quer falar de privilégios dos gays ???
    que piada !!!

    • pagamos agua, pagamos luz, e pagamos impostos sim, vc é que é mal informado, não queremos privilégios pois nois não precisamos temos Deus ao nosso favor então nois não precisamos de nada do governo é pra isso que servi o dizimos para que nois não possamos ficar dependente de governo algum, a marcha pra Jesus não ultiliza 10 centavos do governo, mais a parada gay são milhões que sai do meu e do seu bolso pra aquela pouca vergolha sair nas ruas, não o fato de ser gays mais o fato de até sexo eles fazerem debaixo da arvore e além disso usarem drogas (não todos), é só vc procurar no youtube um video do “A LIGA” pra vc ver a falta de respeito que é, se não tiver ninguém pra acabar com isso o Brasil vai se tornar o pais da baixaria

    • Não se trata dos privilégios existentes, mas dos quais se pretende ter. A questão é que não se luta por igualdade, se luta por diferenças. Por enquanto o maior privilégio é que ser gay está na moda, então em qualquer discussão que envolva um hétero e um homossexual, o hétero, em princípio, está errado, e o homossexual é um coitadinho indefeso. Com relação as igrejas, todas pagam água, luz, telefone, impostos sobre produtos adquiridos e fazem declaração de bens. A única excessão são os impostos municipais e federais como IPTU e ICMS como qualquer outra ONG, inclusive aquelas dos Direitos Humanos.

      • Absurdo o seu argumento
        Absurdo e mentiroso. Quem te falou que ser gay esta na moda ?? esse papo que numa rodinha com gays e heteros os heteros ficam por baixo – ISSO NÃO EXISTE – o que vejo por ai é completamente o contrário, gays são esmagados pelo preconceito.

        E o que vc chama de privilégios, eu chamo de direitos.
        Gays pagam impostos como qualquer cidadão, mas não tem os mesmos direitos.
        E voces, os fanáticos, os fundamentalistas, lutam unicamente pra tirar e destruir os direitos dos gays. Aqui mesmo tem uma matéria , a bancada evangélica querendo trocar apoio nas eleiçoes de Dilma caso ela não favoreça os gays, em nenhum aspecto.
        Na cabeça de fundamentalistas, o Brasil não tem nenhum prolblema.

        Será mesmo que sao os gays que tem privilégios ???
        deixe de ser hipócrita

  2. 2 perigos para este país

    A “bancada homossexual” e a “bancada evangélica”

    Nós cristãos precisamos tomar muito cuidado com esses dois segmentos. Na hora de votar, verifique se o seu candidato faz parte de algum desses movimentos… se fizer, escolha um outro.

  3. NA VERDADE JEAN WILLYS BUSCA NUMA MINORIA DESQUALIFICADA SEUS VOTOS PARA AS PRÓXIMAS ELEIÇÕES, SABIDAMENTE REJEITADO POR CIDADÃOS DE BEM, VOLTA SEU PLEITO PARA ATEUS E GAYS, ESTES NA MAIORIA USAM E ABUSAM DE TODO TIPO DE DROGAS DO ALCOOL AO CRAK TENTOU DIMINUIR A IDADE SEXUAL APROVAR O ABORTO COMO CONSEGUIU, APROVAR A LEGALIZAÇÃO DA PROSTITUIÇAÕ E POR AI VAI, SÓ QUEM APOIA É GAY E ATEU

    • voce é ridiculo
      quer dizer agora que gays e ateus abusam de alcool e crack ??

      ahh, faça me o favor
      vai lá na cracolandia pra ver se tem algum gay por lá

      voce fala do que voce não sabe
      sempre que passo nos botecos da vida, o que vejo são HETEROS enchendo a cara de pinga

  4. Jean está coerente com a sua filosofia de vida e pensamento. Será mais um desafio a ser enfrentado no congresso nacional e no qual sairemos vencedores, se Deus quiser e Ele há de querer.

  5. um cara desse nem se manca .. sendo usado pelo diabo …. quer legalizar a maconha o casamento gay e outras coisas contra o soberano deus que deus possa ter misericordia desse infeliz !!!!!!!!

  6. Boa tarde pessoal, vou postar aqui o comentário do colega Sann, que expressou muito bem o objetivo da agenda gay, de Jean Wyllys.
    “As crianças do ensino pré-primário da cidade de Basel, na Suíça, recebem na escola uma “caixa do sexo” que inclui brinquedos, como os órgãos genitais, para que possam desde cedo estar familiarizados com as questões inerentes à vida sexual (chequem aqui: http://www.noticiasaominuto.com/mundo/171716/criancas-recebem-caixa-do-sexo-na-escola#.UvpagHduTUg/615/7).
    Pois é pessoal, muita gente não sabe, mas existe uma Associação norte americana intitulada NAMBLA (Associação Norte-Americana pelo Amor entre Homens e Meninos), que está por detrás da legalização da pedofilia há muitos anos. Nesta associação existem nomes proeminentes de personalidades renomadas ligadas ao CRF e outros organismos da ONU e UNICEF e todos juntos, trabalhando em prol da agenda LGBT que vem se alavancando cada vez mais e tudo com dinheiro público.

    Sem dúvida os EUA e a EUROPA, notadamente Dinamarca, Holanda, Reino Unido, Alemanha e outros, estão todos voltados a possibilidade de implementar a todo custo a promoção da agenda pedófila, pois eles sabem que o deus deles (SATAN) tem árduo prazer neste tipo de orgia macabra que muitas vezes são vista como parte de rituais bizarros onde se profana os inocentes para que se adquira mais e mais poder maligno para suas tiranias e totalitarismo em prol da Nova Ordem Mundial (que o diga o Bohemian Grove em San Francisco, CL, USA), que será mais ou menos um reinado semelhante a antiga ATLÂNTIDA, cheio de híbridos, clones, ET’s, todos debaixo do governo de um líder global e todo tipo de perversidade debaixo da máxima do maior satanista Aleister Crowley: “faça o que tu queres e isto te será a lei”.”

  7. Eu voto em pessoas que me digam alguma coisa, e em quem eu possa confiar o mínimo possível, pois se tratando de políticos, nunca se sabe…
    Não aprovo legalização de droga nenhuma, incluindo as legalizadas, álcool e cigarro! Tenho dito.

  8. Ja imaginou medico drogado professor drogado politico drogado motorista de onibus drogado gerente de comercio drogado trabalhador drogado esse jean willys veio dos setimos do infernos para tranformar o brasil num caos iria reduzir a populaçao toda sou evangelico mais tambem nao pensei só na condiçao religiao espiritual mas tambem no psicologico e mental imagine umonte de jente sem juizo no brasil imagine um policial drogado iria sair matando inocente

  9. Acorda Brasil ! A liberação da maconha faz parte de um plano maquiavélico para bestializar a juventude para que não tenha senso critico e assim sejam manipuladas pelas autoridades governamentais de uma país.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here