Os donos de igrejas não são possuidores da sua alma, liberte-se!

3

Escrevo este artigo para realçar uma triste realidade em que funestos governos eclesiásticos através de seus “pastores feudais” empurram garganta abaixo de seus liderados tolhidos e fadados um sistema de mesmices e descalabros, uma cultura de exploração e de extrapolação de direitos sob disfarçada forma religiosa (não é religiosa, pois em sua ligadura há uma mistura carnal e maligna). Quando um suposto líder usa dos meios de sua influência para obter fins de proveito próprio, temos então a caracterização de abuso de poder e muitos abandonaram o ministério cristão para tornarem-se nos donos da igreja local. E todos nós sabemos que isso ocorre dos piores modos em algumas denominações evangélicas, convenções de ministros; ministérios locais e igrejas.

A aplicabilidade do termo “poder” em sua variada semântica denota autoridade, domínio, controle, influência e até imposição. Os homens em suas diversas organizações necessitam de governo equilibrado, boa liderança e voz de comando mansa. Na democracia a indispensabilidade da ordem e do progresso está intimamente ligada ao exercício do poder por um indivíduo ou instituições que assegurem a detenção e equilíbrio do mesmo. A igreja não é uma democracia, mas em alguns sistemas que beiram o congregacional (como nas Assembléias de Deus), os membros têm voz ativa e devem participam do exercício deste poder deliberativo de conduzir a igreja para o seu melhor nos aspectos espiritual, evangelístico, administrativo e social.

Por conta do pecado há inculcado nos recônditos da natureza humana uma aspiração pelo poder a qualquer preço; só nos libertamos desta introjeção quando Cristo torna-se o Senhor de nosso eu. Lúcifer perdeu sua posição original porque também se deixou corromper pelos devaneios do poder. Para exemplificar a reflexão, permita-me descrever-lhes uma pequena e pertinente estória. É possível que este fictício se identifique ou venha retratar despretensiosamente realidades de muitos crentes por este Brasil afora.

Numa produtiva reunião de obreiros locais, o mais audacioso dos pastores da pequena congregação percebeu que os seus posicionamentos intrépidos exerciam influência sobre a vida de outros obreiros do pequeno ajuntamento. A simples descoberta despertou-o a perspicazmente incubar um futuro sistema de autoritarismo, cabresto ideológico e ditadura religiosa através de suas mensagens e instruções. O esperto demagogo em seu projeto de agregação portava-se como um líder imediato, arrojado e promissor para o futuro da comunidade. O tempo passou e a congregação cresceu. O sutil pastor do próprio ego conseguiu convencer os irmãos a pedirem a emancipação eclesiástica. Assim; enfim alcançou os intentos de sua maior ambição pessoal – tornar-se o pastor presidente da nova igreja sede. Na medida em que a tenra matriz desenvolvia e expandia-se através de suas congregações emergentes por todos os bairros da cidade; ardilosamente um esquema calculista de perpetuação no poder era dissolvido no estatuto e regimento interno da recente igreja matriz que naqueles dias experimentava uma verdadeira ebulição espiritual.

O calendário é ininterrupto e em poucos anos a dita “presidência da igreja” extinguiu as assembléias de membros e suprimiu bastante as reuniões de obreiros, de forma que as decisões mais importantes estavam subordinadas ao famigerado administrador da igreja. As cavilações, vaidades e costumes do “dono da obra” tornaram-se padrão de vida para os membros. Sua arrogância foi assimilada como unção, sua presunção como autoridade e seu disfarçado e engenhoso plano de poder como visão ministerial avançada. Uma tirania dominou o prelado espiritual (de espiritualidade nada mais lhe restava) que no desequilíbrio de seu comportamento de imposição e sem medir conseqüências massacrou a “chamada oposição” que não se curvava frente ao cetro de sua descabida monarquia de autoritarismo. Ou todos eram vassalos de manobras ou prisioneiros de uma masmorra de depreciação espiritual – não havia pra onde correr e muito menos como escapar.

O bispo do poder em sua posição marcial fez com que diáconos, presbíteros (cargos locais) e até oficiais (evangelistas e pastores) fossem depostos de suas funções e os últimos relegados a meros ocupantes das cadeiras do púlpito – já que não tinham oportunidade para mais nada. Pelos retrovisores do tempo a imagem do outrora pastor arrojado foi encoberta por uma poeira de ganância e por uma avidez pela supremacia que culminou em um tipo cruel de ditadura eclesiástica. No fim da estrada, a carruagem daquele pastor-rei chegou a seu castelo de ideais maquiavélicos e de arguta estratégia, cujo propósito era o de enfraquecer o corpo de obreiros e controlar o ministério através da convergência de poderes centrados na autoridade do patriarca da igreja sede. A cultura enxertada pela ditadura do “manda quem pode e obedece quem tem juízo”, configurou uma igreja não senhora de si mesma, subordinada a um tipo de subserviência que aceitava e aplaudia o déspota e arrogante proprietário daquele engenho eclesiástico.

Encerro a exposição declarando que frequento uma igreja que tem seus problemas com todas as outras. Com certeza deve ter gente lá insatisfeita com a administração como tem em todo lugar. Mas posso assegurar-lhes que como igreja evangélica bem organizada e doutrinada, a minha igreja dá exemplo e mantêm reuniões administrativas, apresenta relatórios de suas operações, discute com sua membresia e quadro de obreiros suas principais e inevitáveis decisões. Quero crer que a postagem seja útil no despertar de consciências para uma igreja local forte, soberana e livre para servir a Deus sem paredões de egoísmos episcopais, reconhecendo os verdadeiros pastores e pondo fora os obreiros do mal ou mesmo saindo dessas igrejas controladas por homens gananciosos.

3 COMENTÁRIOS

  1. Este anúncio no jornal deve ter sido uma brincadeira. Não seria possível que uma pessoa colocasse um anúncio destes, e passasse incólume, sem chamar atenção da mídia. Se se investigar direitinho, acho que se chegará a esta conclusão.

  2. […] Silvio se define como crente pela compaixão de Jesus, estudante de teologia por paixão e administrador de empresas por profissão. Mora na belíssima cidade de Guarapari no ES; estudou teologia no Seminário SEET e na Faculdade FAIFA. Textos de sua autoria frequentemente são publicados em portais cristãos do país por focarem questões do cotidiano da igreja evangélica brasileira. Ele ainda mantém o blog Cristão Capixaba, iniciou o portal Litoral Gospel e está engajado numa campanha para conscientização cristã para as eleições de 2014 conheça e participe! Fonte: http://colunas.gospelmais.com.br/donos-igrejas-nao-sao-possuidores-alma-liberte_6023.html […]

  3. Boa tarde a todos e Graça e Paz a todos !!
    Venho por meio deste, expor minha opinião/interpretação sobre o tão falado “Arrebatamento”; opinião/interpretação esta, pautada nas Escrituras, à Luz das Escrituras. Portanto, não estou aqui pra medir forças com ninguém, tampouco pra entrar em discussões loucas e sem objetivo. Caso você não concorde, faça como eu, utilize tua liberdade de expressão, e coloque teu ponto de vista, tua opinião/interpretação, para que todos possam ler, analisar, e reter o que é bom; pois não estamos aqui pra promoção pessoal ou pra demonstração fútil e inútil de superioridade e sabedoria.
    Prevaleça sempre A VERDADE, O CAMINHO E A VIDA, ADONAI YE’SHUA !!!
    Posto isto, vamos à minha opinião/interpretação:

    É simples saber quando acontecerá o arrebatamento, pois está bem claro nas escrituras, seja humilde e acompanhe:

    Eis aqui vos digo um mistério: Na verdade, nem todos dormiremos, mas todos seremos transformados;
    Num momento, num abrir e fechar de olhos, ante a ULTIMA TROMBETA; porque a trombeta soará, e os mortos RESSUSCITARÃO incorruptíveis, e nós seremos transformados.
    1 Coríntios 15:51-52
    ____________________________________

    Dizemo-vos, pois, isto, pela palavra do Senhor: que NÓS, os que ficarmos vivos para a vinda do Senhor, NÃO PRECEDEREMOS OS QUE DORMEM.
    Porque o mesmo Senhor DESCERÁ do céu com alarido, e com voz de arcanjo, e com a trombeta de Deus; e os que morreram em Cristo RESSUSCITARÃO PRIMEIRO.
    DEPOIS NÓS, os que ficarmos vivos, seremos arrebatados juntamente com eles nas nuvens, a encontrar o Senhor nos ares, e assim estaremos sempre com o Senhor.
    1 Tessalonicenses 4:15-17
    _____________________________________

    Mas os outros mortos não reviveram, até que os mil anos se acabaram. Esta é a PRIMEIRA RESSURREIÇÃO.
    Bem-aventurado e santo aquele que tem parte na PRIMEIRA RESSURREIÇÃO; sobre estes não tem poder a segunda morte; mas serão sacerdotes de Deus e de Cristo, e reinarão com ele mil anos.
    Apocalipse 20:5-6
    _____________________________________

    Ora, quanto à vinda de nosso Senhor Jesus Cristo e à nossa reunião com ele, rogamos-vos, irmãos,
    que não vos movais facilmente do vosso modo de pensar, nem vos perturbeis, quer por espírito, quer por palavra, quer por epístola como enviada de nós, como se o dia do Senhor estivesse já perto.
    Ninguém de modo algum vos engane; porque isto não sucederá sem que venha primeiro a apostasia e seja revelado o homem do pecado, o filho da perdição,
    2 Tessalonicenses 2:1-3

    AGORA PRESTE ATENÇÃO CRENTE E VOCÊ NÃO-CRENTE:
    O TEU PASTOR, BISPO, PADRE, APOSTOLO, PAPA, SACERDOTE, ETC….,TODOS ESTÃO TE ENGANANDO HÁ MUITOS E MUITOS ANOS E SÉCULOS, COM ESSA MENTIRA SAFADA E SEM VERGONHA DO ARREBATAMENTO ANTES DA SEMANA PROFÉTICA DE DANIEL, ANTES DO ACORDO DE PAZ ENTRE ISRAEL E AS NAÇÕES, ANTES DE TODAS AS TROMBETAS DO APOCALIPSE, CONFIRA COMIGO:

    CONFORME 1 CORINTIOS 15:51-52, DIZ CLARAMENTE QUE NUM MOMENTO, NUM ABRIR E FECHAR DE OLHOS, ANTE A ULTIMA TROMBETA, VOU REPETIR, A ULTIMA TROMBETA, VOU REPETIR, A ULTIMA TROMBETA; OS MORTOS RESSUSCITARÃO, E DEPOIS NÓS SEREMOS TRANSFORMADOS.

    CONFORME 1 TESSALONICENSES 4:15-17, O SENHOR DESCERÁ DO CÉU, ELE VAI DESCER MESMO, NÃO VAI ATÉ A METADE DO CAMINHO E VOLTAR, ELE VAI DESCER MESMO; OS QUE MORRERAM EM CRISTO RESSUSCITARÃO PRIMEIRO, VOU REPETIR, RESSUSCITARÃO PRIMEIRO, VOU REPETIR, RESSUSCITARÃO PRIMEIRO; E DEPOIS NÓS QUE FICARMOS VIVOS, VOU REPETIR, E DEPOIS, DEPOIS, DEPOIS, NÓS OS QUE FICARMOS VIVOS, SEREMOS ARREBATADOS JUNTAMENTE COM ELES, OS QUE RESSUSCITARAM.

    CONFORME APOCALIPSE 20:5-6, QUANDO NOSSO SENHOR JESUS SE MANIFESTAR, AQUELES QUE MORRERAM EM CRISTO RESSUSCITARÃO, E OS OUTROS MORTOS NÃO RESSUSCITARÃO NA PRIMEIRA RESSURREIÇÃO; AGORA PRESTE ATENÇÃO, SÓ EXISTEM DUAS RESSURREIÇÕES: A PRIMEIRA QUANDO O SENHOR VIER EM GLORIA PARA QUE TODO OLHO VEJA, NÃO SERÁ SECRETO, E A SEGUNDA RESSURREIÇÃO PARA JULGAMENTO DAS OBRAS E CONDENAÇÃO ETERNA.

    CONFORME 2 TESSALONICENSES 2:1-3, MOSTRA CLARAMENTE, DE FORMA CLARA MESMO, CLARÍSSIMO, QUE EXISTE UMA SEQUENCIA DE ACONTECIMENTOS OU EVENTOS; NOTE QUE PRIMEIRO ADONAI YE’SHUA (SENHOR JESUS) VEM, PRIMEIRO ELE SE MANIFESTA MUNDIALMENTE PRA TODO OLHO VER; E NA SEQUENCIA, DE FORMA SECUNDÁRIA, OU EM SEGUNDO LUGAR, ACONTECERÁ A NOSSA REUNIÃO COM ELE, OU SEJA, OS MORTOS RESSUSCITARÃO PRIMEIRO, E NÓS OS QUE FICARMOS VIVOS, SEREMOS TRANSFORMADOS E ARREBATADOS, É O QUE ESTA ESCRITO MEU QUERIDO, NÃO SOU EU QUE ESTOU DIZENDO. E NA SEQUENCIA ELE EXPLICA E DEIXA BEM CLARO, MAS MUITO CLARO MESMO, QUE ISTO NÃO SUCEDERÁ, OU SEJA, A VINDA DE NOSSO ADONAI E A NOSSA REUNIÃO COM ELE, NÃO ACONTECERÁ SEM QUE ANTES VENHA A APOSTASIA E SE REVELE O HOMEM DO PECADO, O FILHO DA PERDIÇÃO; ENTÃO MEU QUERIDO, CONCLUINDO, BASEADO NAS ESCRITURAS, VOCE SÓ SERÁ ARREBATADO DEPOIS QUE ADONAI YE’SHUA VIER EM GLORIA E DEPOIS QUE OS MORTOS RESSUSCITAREM, E NÃO ANTES DA GRANDE TRIBULAÇÃO, JAMAIS ANTES DE SE MANIFESTAR O ANTI CRISTO OU ANTI MESSIAS.

    AGORA ME RESPONDA:
    SE SÓ EXISTEM DUAS RESSURREIÇÕES, ONDE VOCÊ ESTARÁ, OU EM QUAL VOCÊ FARÁ PARTE ??

    POIS AQUELES QUE SERÃO TRANSFORMADOS E ARREBATADOS, FARÃO PARTE NA PRIMEIRA RESSURREIÇÃO, QUE ACONTECERÁ EXATAMENTE QUANDO O SENHOR JESUS SE MANIFESTAR EM GLORIA PARA TODO OLHO VER, DEPOIS DE TODA GRANDE TRIBULAÇÃO, DEPOIS DE TODAS AS TROMBETAS, DEPOIS DE TODOS OS CÁLICES, DEPOIS DE TODOS OS SELOS, SERÁ UM ACONTECIMENTO MUNDIAL E ABERTO, NADA DE SECRETO OU OCULTO; OS MORTOS EM CRISTO RESSUSCITARÃO PRIMEIRO E DEPOIS VOCÊ SERÁ TRANSFORMADO E ARREBATADO.

    AGORA FAÇA-ME UM GRANDE FAVOR E UM FAVOR PRA VOCÊ MESMO, CRENTE EVANGÉLICO PENTECOSTAL: PEGUE TUDO ISSO E VÁ QUESTIONAR O TEU PASTOR, BISPO, PADRE, APOSTOLO, PAPA; E VEJA A RESPOSTA DELES.

    TE DOU ESTE ALERTA, POIS AMO VOCÊ E TODA TUA FAMÍLIA, PORQUE SOMOS A IGREJA, NÓS NÃO FREQUENTAMOS UM CLUBE PODRE CHAMADO “IGREJA”, QUE NÃO PASSA DE UMA DENOMINAÇÃO E UMA INSTITUIÇÃO COMERCIAL E EMPRESARIAL.

    EU SOU IGREJA VIVA DE JESUS, VOCÊ É IGREJA VIVA DE JESUS, NÓS SOMOS A IGREJA VIVA DE JESUS.

    EU SOU O TEMPLO VIVO DO ESPIRITO SANTO, VOCE É O TEMPLO VIVO DO ESPIRITO SANTO, NÓS SOMOS O TEMPLO VIVO DO ESPIRITO SANTO.

    E ouvi outra voz do céu, que dizia: Sai dela, povo meu, para que não sejas participante dos seus pecados, e para que não incorras nas suas pragas.
    Porque já os seus pecados se acumularam até ao céu, e Deus se lembrou das iniqüidades dela.

    Apocalipse 18:4-5

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here