Artigos

Síndrome de Estocolmo

Comments (1)
  1. Roger disse:

    Muito interessante seu comentário Pastor.
    Me identifico muito.
    Tenho 25 anos e quando vejo na historia (passado), do Brasil e outros grandes países, que o povo saia as ruas para protestar pelo bem coletivo e lotavam as ruas com gritos de manifestação e placas como mensagens objetivas. Assim sacudiam o governo e provocavam grandes mudanças.
    Independente da fé o povo se unia, quando era pra um bem maior e coletivo, e protestava até que alguma posição fosse tomada.
    Hoje temos medo de nos complicar por apoiar alguém injustiçado. “não apoio a greve dos bombeiros, porque sou metalúrgico! e eu não apoio a greve dos metalúrgicos porque sou farmacêutico! e eu não apoio e greve dos farmacêuticos porque sou carpinteiro!”. E assim segue essa “vida de gado, povo marcado, povo feliz” conformado com a comodidade dessa falsa liberdade. Esquecemos que antes disso somos todos trabalhadores.
    Também assim, somos cristãos e/ou pais de famílias não podemos nos deixar contaminar por essa síndrome!

    Deus abençoe!

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

O Colunas Gospel+ é um espaço de opinião, voltado ao público cristão, com abordagem de diversos assuntos ligados à jornada de fé, sociedade, política, música e muito mais.

Aproveite o conteúdo e compartilhe o conhecimento através das redes sociais.