Qual a graça desse Natal?

18

Qual a graça do Natal? Natal este que para muitos será apenas mais uma celebração onde pouco ou nada, se viverá o amor de Cristo, onde os interesses estarão nos presentes, nas bebidas e nas festas de “confraternização”. Onde muitos vestirão uma capa de reconciliação para problemas que não serão resolvidos e conflitos que não serão perdoados na hipocrisia dos que planejam o mal na escuridão.

Qual será a graça deste Natal? Quando mesmo dentro das igrejas, irmãos que mal se falam, dirão que se amam pelo bem do ritual. As “irmãs” que disputam vestes, bolsas e sapatos mais caros, ignorarão o pobre mendigo que se estende na porta de suas casas e congregações, ou a irmãzinha mais simples que vem com o mesmo vestido no culto. Que graça terá este Natal, se os “pastores” em seus carros luxuosos, não terão tempo de saudar o mais simples irmãozinho, na grande celebração preparada para a glória e vitória de seus ministérios.

Qual a graça deste Natal, se nossos líderes e representantes nos cospem na cara o quanto a oferta do povo lhes proporcionou hotéis, viagens “missionárias” e a prosperidade divina.

Qual a graça deste Natal se o povo endividado, inflacionado e sofrido é levado a crer que precisa dar mais e mais para seus líderes para alcançarem “as bênçãos de Deus”.

Qual a graça deste Natal se agora mesmo no Brasil e fora dele, milhares estão chorando e sofrendo pelas mais diferentes circunstâncias: guerra, fome, doenças e injustiça. Não precisa nem sair da sua cidade que você vai encontrar algum pai de família pensando no que fazer para agradar seus filhos com o feijão básico, uma mãe desesperada sem leite para seus filhos e crianças chorando por brinquedos… Que graça teremos neste Natal?

Qual a graça deste “natal” se o Brasil enfrenta uma de suas piores crises morais e “econômicas”. A Petrobrás é apenas a ponta do iceberg. Mas, claro, a igreja prefere mais uma vez ignorar.

Você pode até fazer pecinha e cantata, mas a apatia que presenciamos no coração dos crentes não deixará que o verdadeiro Natal seja manifesto. Se eu fosse você, nem me preocupava pois depois da “cantata”, a fofoca e a briga entre irmãos vai continuar mesmo e mais um novo velho ano começará…. É, se seu coração não se quebrantar com a situação do mundo e do Brasil, não há muito mais o que falar, a não ser: Feliz Natal!

João respondia: “Quem tem duas túnicas dê uma a quem não tem nenhuma; e quem tem comida faça o mesmo”. Alguns publicanos também vieram para serem batizados. Eles perguntaram: “Mestre, o que devemos fazer?” Ele respondeu: “Não cobrem nada além do que foi estipulado”. Então alguns soldados lhe perguntaram: “E nós, o que devemos fazer?” Ele respondeu: “Não pratiquem extorsão nem acusem ninguém falsamente; contentem-se com o seu salário”.  Lucas 3:11-14

Tocai a trombeta em Sião e dai voz de rebate no meu santo monte; perturbem-se todos os moradores da terra, porque o Dia do SENHOR vem, já está próximo; dia de escuridade e densas trevas, dia de nuvens e negridão! Como a alva por sobre os montes, assim se difunde um povo grande e poderoso, qual desde o tempo antigo nunca houve, nem depois dele haverá pelos anos adiante, de geração em geração. Joel 2: 1-2

 

 

 

COMPARTILHAR
Raquel Elana, formada em Teologia, Pós Graduação em Jornalismo Político/ (Jornalista – MTb 15.280/MG) e Ministérios Criativos pelo IBIOL de Londres, é autora de 3 livros, entre eles: Anjos no Deserto - uma coletânea de testemunhos de mais de 10 anos de trabalho no Oriente Médio. Desde 2012 está envolvida com o trabalho de atendimento aos refugiados da guerra civil da Síria.

18 COMENTÁRIOS

  1. Eu achei sem graça a matéria. Se você não acha graça no Natal é porque não tem graça nenhuma. Isso mesmo a graça de Deus parece ter se esfriado de alguns cristãos e teólogos que só sabem criticar e criticar (fácil né) mas não tem profundidade bíblica para reconhecer que as igrejas são feitas de pessoas e que a obra de Deus na vida do cristão é um processo até chegar um dia perfeito. O mundo não tem graça mesmo e está a caminho do juízo, mas nós cristãos celebramos a Cristo que vem buscar a sua igreja e se Ele vem é porque o seu projeto de salvação não foi em vão.
    Não sei como o site permite a veiculação de uma nota como essa; isso vai fortemente contra o sentido de divulgar a palavra e denigre a identidade cristã. Tem coisa que eu li que nem acredito, parece comédia, mas não é.

    • Sei não , companheiro a mim mais pareceu como um desabafo e um uma critica aos nossos pastores, até passou pelos irmãos, mas por aqueles que tem um certo conforto e situação, parece que é pecado ter, e que todos os que tem são avarentos e mau, por fim pastores, que só se interessam pelo dinheiro que arrecadam e a boa vida que tem, hum!!!! sei la senti apenas magoa e perseguição. qual será a graça do teu natal?

      • Meu irmão: Há muito que venho observando o Natal. Primeiramente o natal é mais pagão que cristão; a data, o papai noel, as renas, a árvore, símbolos que nada tem a ver com o nascimento de Cristo, mas estimular o consumismo. Cristo nasceu e se fez carne e habitou entre nós, cheio de graça e de verdade, isso é que importa. Deus, o Pai, deu condições, através de seu Filho, para que o homem possa nascer de novo, uma nova criatura, só que o homem esqueceu isso, por isso, o Natal realmente é uma grande hipocrisia, isto é, esse natal tão falado nestes dias no mundo ocidental. Almejo que realmente Cristo nasça nos corações de muitos e que estes possam ser realmente filhos de Deus.

    • Muito boa a matéria! mas tem muitos irmãos que não concordam porque querem abafar o sol com a peneira! são cristãos meia boca! ou seja só enxergam o próprio umbigo sem se importar com os menos favorecidos, mas esta é a realidade!

  2. Aqui a palavra se fez carne! Aqui em Nazaré, aqui em Belém. Agora na eucaristia… Na pessoa do meu próximo, na minha preparação para o Natal. Aqui dentro do meu coração!

    verbum caro hic factum est

    • “O povo que andava nas trevas viu uma grande Luz. Sobre os que habitavam uma região tenebrosa resplandeceu a Luz. SUSCITAIS UM GRANDE JÚBILO, PROVOCAIS UMA IMENSA ALEGRIA! REJUBILAM-SE DIANTE DE VÓS COMO NA ALEGRIA DA COLHEITA, EXULTAM COMO NA PARTILHA… Porque um Menino nos nasceu, um Filho nos foi dado; (…) Ele se chama Conselheiro Admirável, Deus Forte, Pai Eterno, Príncipe da Paz!” (Is 9,1-5)

      “NÃO GUARDAVAM NENHUM DIA DO ANO A NÃO SER O NATAL DO SENHOR” (Clemente de Alexandria (†150dC) – conf. o Stromata, terceiro livro de sua trilogia sobre a vida cristã da Igreja primitiva, ao lado do Protrepticus e do Paedagogus).

      • Natal é Deus conosco. É a festa da proximidade de Deus na fragilidade para incluir quem foi posto à margem. É uma profecia de paz para cada ser humano. É o mais expressivo sinal da bondade de Deus. Mais do que ontem, HOJE É DIA DE CANTARMOS PARA DEUS! HOJE É A NOITE FELIZ E ABENÇOADA DE ENGRANDECERMOS O NOME DO SENHOR!”

    • “Desperta, ó homem: por tua causa Deus se fez homem. Desperta, tu que dormes. Não voltarias à vida, se ele não tivesse vindo ao encontro da tua morte. Estarias perdido, se ele não viesse salvar-te. Celebre com alegria a vinda da tua salvação”.

      UM SANTO E ABENÇOADO NATAL!!!

  3. Gerson disse:
    22 de dezembro de 2014 ás 7:13
    Seu comentário aguarda moderação. Em breve aparecerá a todos usuários.

    Postei no site ontem logo abaixo, e não liberaram ainda.
    Qual a desculpa. Estão fazendo compras de Natal?
    Pelo visto estão sendo parciais. Os comentários postados 15hs depois.

    Esse site tem credibilidade ou não?

  4. Natal representa o que ha de mais maligno, hipocrita, mercantilista , capitalista e falsidade de todas as festas pagas que se tem ouvido. Um absurdo que ainda ha pessoas que se dizem cristas que comemoram essa data babilonica e mundana. Natal e tudo aquilo ao inverso de Jesus Cristo.Uma festa paga, idolatra, cheia de rituais de feiticarias e mentiras, nada em nada tem haver com o Espirito de Jesus Cristo e as Sagradas Escrituras, a Biblia sagrada.

  5. Concordo com que a Escritoras disse, porém, não devemos generalizar os pastores e os irmãos. Nem todos os pastores têm carrãos como ela disse. Quanto ao natal é uma festa totalmente pagâ.
    E um detalhe. Tenho ouvido ao longo dos anos muitos evangélicos dizerem que “natal é Jesus nascer no nosso coração”. Será que essa frase tem alguma conexão com a Bíblia? Vejamos:

    1º – A Bíblia nunca diz que Jesus nasce no nosso coração. A Bíblia diz: “Eis que estou à porta, e bato; se alguém ouvir a minha voz, e abrir a porta, entrarei em sua casa, e com ele cearei, e ele comigo.” (Ap 3 .20). Jesus entra no coração quando o homem deixa Ele entrar.

    2º – Não é Jesus que tem que nascer no nosso coração. Somos nós que temos que nascer de novo como o próprio Jesus diz: “… Na verdade, na verdade te digo que aquele que não nascer de novo, não pode ver o reino de Deus” (Jo 3.3).

    Que possamos ter o cuidado pra não nos deixarmos envolver com as doutrinas que provem do homem.

  6. Nossa, mas q chatice!
    Concordo com partes, mas até parece q vc ñ tem família, vc ñ gosta de ganhar presentes, ñ gosta de comer coisas gostosas…
    Gente, desde q aceitei Jesus, já vivo o Natal todos os dias em minha vida. Tenho essa data mais para uma reunião familiar, onde podemos trocar amores e compartilhar da união familiar. Não tô nem aí pra papai noel, pastor, se Jesus nasceu realmente dia 25\12… Vou curtir minha família, dar presente pra minhas filhas, abraçar quem a gente gosta…
    Aí vai aparecer um demagogo de plantão dizendo: vc pode fazer isso outro dia!
    É feriado, muitos ñ compreendem como eu, nem sempre todos os parentes podem se reunir… Essa data, mesmo comercial, é ótima pra fazer isso. Ñ há espaços para invencionices em nossos dias tão corridos.
    Gente, vamos sorrir mais. Vamos nos alegrar com nossos amigos e familiares. O mundo tá tão difícil, pelo menos nessa data, vamos ser felizes.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here