Feliciano no MIX Brasil: Pelo Reino de Deus, ou pelo reino “evangélico”?

7

Há uns meses atrás, quando o convite feito pelo Mix Brasil ao deputado Marco Feliciano e a outros do cenário desta triste batalha enfadonha, que se arrasta, pus-me a pensar, qual o fim deste encontro…

Mas antes quero compartilhar algo que aconteceu bem antes disso:

 

Quando esta guerra era só um início tenso de uma conversa entre os dois lados, eu confesso, como boa parte dos Brasileiros, Cristãos ou não, que pensei serem estes lideres evangélicos como Malafaia e Feliciano, cada um com sua fala e forma, pela resistência a “pedradas”,  os que dariam o ponta-pé inicial ao que a igreja já deveria ter feito há tempos…

Não o fez, basicamente pelo preconceito e ignorância quanto a dogmas e à uma considerável distancia do evangelho(não sou eu, mas a própria história, é quem defende esta tese).

Pensei que embora tardio, fosse uma oportunidade em que, depois de muita “vara”,  fossemos ver o amor cristão sendo derramado, mesmo após muita discussão e ofensas desnecessárias, conduzindo o objeto desse amor com um “Cajado”.

Não foi isso o que aconteceu.

Em busca de um reino que parece ser “evangélico”, estes líderes chegaram, em suas atitudes de “defesa da igreja”, a lutar por leis que parecem visar um reino duvidoso, como a que protege a área de culto (poder que a igreja já tinha), dando o direito de expulsar qualquer que venha a “ferir” o culto ou sua liturgia…

Em busca do “reino evangélico” que luta “pela família”, não é admitido nada que lembre ou seja parecido com algo que lembre seu oponente; Lembra a bandeira da igreja Quadrangular sendo motivo de violência em um evento em Brasília??

Em busca do “reino evangélico”, Bolsonaro, o deputado desrespeitoso,  tornou-se, mesmo afirmando não ser evangélico, Persona grata à lideranças da igreja, fazendo e tomando parte em eventos chamados cristãos como a “Marcha para jesus”… É a lei dos “dois pesos e duas medidas” que também impera neste “reino”.

E aí (porque não precisa mais nada), me ponho a pensar… Hoje quando a imprensa divulga o estudo que Feliciano faz para comparecer ao fórum de diálogo (porque é isso, e não uma pregação num presídio), me pergunto: Qual o motivo de sua ida??

Qual é sua intenção depois de tanto “lixo” evangélico, ao invés de “pão” para quem tem fome??

Não me pergunto qual será a atitude de Bolsonaro(que também foi convidado e promete comparecer), ou do Malafaia que é certo, não perderá a oportunidade, se houver… Mas me pergunto: Qual a intenção do Deputado Feliciano, líder da comissão de Direitos humanos e “Representante” dos evangélicos?

O que pretende para não “terminar de esmagar o que já está quebrado”??

O que pensa poder fazer depois de fomentar tanta hostilidade, quando eu e a maior parte da igreja pensávamos que iria “fazer pontes” ao invés de declarar a “tomada do reino” bem ao estilo do povo de Israel no velho testamento??

O que fará diante da igreja que nunca mostrou tanto suas “garras” homofóbicas  aos que precisavam ver (e com urgência), a mão de Jesus trazendo-os com amor e não com reservas??

 

E você que é evangélico e zela por seu nome de cristão??

Vai cobrá-lo por sua postura cristã, ou deixar que ele e outros, continuem a  colocar as bases do ‘Reino evangélico” e a solidificar o que nada tem a ver com o reino de Deus??

O Reino de Deus é PAZ, JUSTIÇA, e ALEGRIA.  Não, guerra.

O compromisso do cristão em relação ao Reino de Deus é estabelecer justiça.  Esta, só se faz com amor.

 

Agora, se você, como muitos, pensa que Amor é algo que flui através de nós com facilidade e é desnecessária, esta cobrança, então…

Esqueça tudo o que você leu acima…

 

Mesmo assim, Deus o abençoe.

 

 

COMPARTILHAR
Rogério Ribeiro é um cristão livre do sistema religioso. É Cineasta, roteirista e cronista. Escreve no blog "edição de amanhã", no "Antireligiosidade (http://antirel.blogspot.com.br/), entre outros. É autor de "Descansado sobre a Relva", livro que fala do relacionamento pessoal com Jesus Cristo, acima de qualquer coisa ou "impedimento" proposto pelo mundo religioso. Observador atento, Rogério Ribeiro aceitou o dever de alertar a igreja e, desde então é um compromissado "atalaia" dos nossos dias, às ordens de um só Senhor: Jesus Cristo.

7 COMENTÁRIOS

  1. “Os altos e poderosos deste mundo começaram a perseguir e odiar o ensinamento de Cristo sob a presença do nome de Lutero. Eles chamam tudo do ensino de Cristo de “luterano”, não importa quem na terra o proclame … Este é agora o meu destino. Eu comecei a pregar o Evangelho de Cristo em 1516, muito antes de alguém em nossa região sequer ter ouvido falar de Lutero… De qualquer forma, Lutero não me ensinou coisa alguma… Os papistas, porém, apelidam maliciosamente a mim e a outros com esses nomes e dizem, “Você é um luterano, pois prega da maneira que Lutero escreve.” Minha resposta é, ‘eu prego da maneira que Paulo escreve. Por que vocês não me chamam também de seguidor de Paulo? Na verdade, eu proclamo a palavra de Cristo. Por que vocês não me chamam de cristão?” – Ulrico Zwinglio, citado em A Reforma na Europa, A Era de Reforma e Revolução, De Lamar Jensen, pág. 102 em inglês.

  2. Assim como um homem que tenta mostrar a existência do mar, trazendo um pouco de sua água em uma garrafinha, são os cristãos tentando enfiar seus princípios na cabeça dos homossexuais, e brigando no campo político. “Isso é só água salgada, é só pegar um pouco da água do lago e colocar sal.”. Só há uma maneira de convencer esse homem da existência do mar: levá-lo até o mar para que possa ver com seus próprios olhos, pois o mar é grande demais para caber em uma garrafinha, e um pouco de sua água em uma garrafinha não passa de água salgada.

    Vamos pregar o Evangelho, levar Jesus Cristo às pessoas, vamos ser o sal que dá sabor às suas vidas, e não o sal nas suas feridas.

    Então, paremos de dar água salgada ao homem, mas vamos levá-lo para dar uma volta, e sem ele saber, estará caminhando em direção ao mar.

  3. Sim, é apenas para o reino dos evangelicos, mesmo assim, pessoas de bem e de todas as religiões saem beneficiadas, ou voces preferem que o Brasil vire uma Cuba ou Venezuela, vão la para voces ver como é as coisas naqueles infernos socialistas, que quando não falta papel higienico falta comida, inflação terrivel, repressão a midia e a sites de Internet, a movimentos politicos, perseguição a todas as religiões, um caos e inferno total, isso é o que os comunitalhas querem para o Brasil e ja estão fazendo isto a tempos.

  4. Se o Feliciano representa os evangélicos, logo os evangélicos pensam igual a ele e possuem as mesmas opiniões discrminatorias, portanto quero distância.

  5. Creio plenamente que tudo que tem acontecido, não passa de estrategia do diabo para destrair a igreja e levar muitos cristãos sinceros a perderem a salvação estamos vivenciando o apocalipse literalmente ! Acorda povo de Deus ! que o senhor quando voltar não encontre muitos preocupados com a causa do ativismo religioso !

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here