Líder do GMUH confirma prevaricações de convidados. É preciso refletir!

11

Antes de desenvolver qualquer comentário, preciso ressaltar que os Gideões Missionários da Última Hora (GMUH) são uma séria organização cristã que sustenta obreiros e famílias pelo mundo afora através das ofertas que recebe. O GMUH a mais de 30 anos promove seu congresso anual que reúne milhares de pessoas, bem como os mais destacados pregadores e cantores pentecostais do Brasil. Esse evento tornou-se num dos maiores eventos do gênero entre os assembleianos e já faz parte do calendário anual de caravanas de muitas igrejas da denominação. Você poderá conhecer melhor sobre esse abençoado ministério aqui.

Não damos motivo de escândalo a ninguém, em circunstância alguma, para que o nosso ministério não caia em descrédito. 2 Coríntios 6:3

Os erros que devemos evitar é associar ao evento do GMUH esses comportamentos e menos ainda generalizarmos a consideração a todos os que lá ministram. Não concebi o artigo como sendo uma “crítica” ao GMUH, de forma alguma; é mais uma reflexão sobre uma realidade que nos assusta: como pode uma personalidade gospel (pastor, cantor ou cantora) pregarem e cantarem para milhares de pessoas e após a “ministração” se embriagarem ou se prostituirem? Será falta de temor, é sinal profético, falta de vergonha ou oportunismo puro? A teologia da queda aplicada a Lúcifer que se perdeu em si mesmo, ao desviar a atenção de Deus e focar-se nas possibilidades laterais do trono do Altíssimo, serve também como fundamento desta meditação.

Jesus disse aos seus discípulos: “É inevitável que aconteçam coisas que levem o povo a tropeçar, mas ai da pessoa por meio de quem elas acontecem. Lucas 17:1

Quanto aos preletores e cantores do GMUH, com o passar dos anos alguns se tornaram profanadores do Evangelho, traidores dos crentes e hipócritas do grande evento. Foram sendo encantados pelo reflexo da grandeza própria, semi-endeusados pelos admiradores e consumidos pelas possibilidades do sucesso oriundo da fé alheia. Para tanto, personalizaram trejeitos, ensaiaram jargões, pregaram e cantaram o inimaginável, venderam CDs, escreveram livros, obtiveram agendas concorridas, atravessaram continentes, tornaram-se astros e estrelas do universo gospel, ganharam dinheiro, acumularam riquezas e alcançaram prestígio; infelizmente o efeito colateral de tantos ganhos que vieram de fora e não do alto, os enredaram em lastimáveis e vergonhosas concupiscências.

Como está escrito: “Eis que ponho em Sião uma pedra de tropeço e uma rocha que faz cair; e aquele que nela confia jamais será envergonhado”. Romanos 9:33

E agora em meio ao lamento dos símplices pelos vitupérios dos “grandes”, há exclamações de espantos, celeumas e interrogações capciosas sobre o GMUH e um ponto final para algumas carreiras que se projetaram à custa daquela organização missionária. A bombástica que tornou-se a notícia do fato não é uma exclusividade de alguns dos que já foram ilustres convidados do GMUH – é um defeito da igreja de nossos dias. Crentes que choram, pregam, e cantam em nossas reuniões e que estão piores que os visitantes mais desarrumados do ambiente. Com certeza faltam nesses “irmãos” virtudes necessárias a verdadeira vida cristã; pois continuam como a remar num barco furado, mar adentro, sabendo que a qualquer momento fatalmente irão naufragar.

Não se tornem motivo de tropeço, nem para judeus, nem para gregos, nem para a igreja de Deus. 1 Coríntios 10:32

O fato é que a vida dos outros é sempre um mistério; e quando não temos condições de verificar o testemunho cristão por não convivermos com a pessoa, são as aparências e alardes positivos que contam, lamentavelmente. Mas, mesmo que tenhamos ouvido pregações e louvores de gente que não vive nada do que expressa, não perdemos a nossa bênção e nem deixamos de engrandecer a Deus, pois estamos na igreja para servirmos a Deus e não para avaliarmos a vida dos outros. É certo que Deus tratará com cada um de nós e ninguém ficará inescusável diante dEle. Mas também não podemos ser coniventes com o erro e se soubermos de faltas graves de integrantes de nossa igreja, devemos admoestá-los e se preciso comunicar o fato à liderança local para as providências necessárias.

Se desejar assistir ao vídeo em que o pastor Cesino Bernardino líder do GMUH faz a declaração acerca de alguns convidados dos eventos promovidos por eles, acesse aqui.

11 COMENTÁRIOS

  1. Olha, eu não sou da Assembléia de Deus, que pelo visto é a igreja que que está mais presente nesse evento, mas na minha opinião ele é o líder mais sincero que eu já ví, tanto ele como esse evento tem a minha credibilidade, ele é o único líder que reconhece e admite as falhas do evento, e ele fala com muita sinceridade e abertamente e sem medo, coisa que em outros meios evangélicos eu nunca ví, e olha que já participei de muita coisa no arraial evangélico do Brasil.
    Parabéns Pr. Cesino Bernardino, quero um dia te conhecer pessoalmente e participar desse evento.

    • Concordo, contigo realmente ele teve a coragem de ministrar sobre o assunto. Apenas deixou a desejar que foi preciso, pois o fankeiro os denunciou, realmente também dou crédito as assembléias de deus, principalmente por esta, mas… oque me deixa ainda chateado, é, que quem sabe os mesmos que praticaram estas heresias , ainda pregam e cantam por lá. Sim pois faz muitos anos que não trocam os mesmos.

  2. Se num encontro público acontece isso, imagino na intimidade dos seus lares ou no escuro dos bastidores da vida. E são esses mesmos que condenam os pecados dos outros. Banco de sepulcros caiados é o que são. Por isso, costumo dizer que não precisa essa louca obsessão por converter infieis – basta cuidar bem dos seus jardins para que as borboletas os visitem espontaneamente.

    • O JOSE CLAUDIO TALVES VC NÃO ENTENDEU O ASSUNTO OU NÃO ENTENDE DO ASSUNTO ,MAS LA NO GMUH ,NÃO É LA QUE ACONTECE ESSAS COISAS É EXATAMENTE NAS INTIMIDADES DELES(PREGADORES,CANTORAS , CANTORES E ETC…)QUE ACONTECE ESSAS BARBARIDADES ABSURDAS DE ESCANDALOS ,E LA NÃO PREGA SÓ ASSEMBLEIANO NÃO SÃO VARIOS TIPO DE IGREJAS QUE PARTICIPA…

    • Teve, dificilmente um líder evangélico admite coisas assim, esse pastor tem o meu respeito tenho certeza que a reputação dele e do GMUH cresceu diante dos homens e de Deus.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here