As igrejas evangélicas são mais ordem que caos!

8

Um só Deus e Pai de todos, o qual é sobre todos, e por todos e em todos vós (Efésios 4:6)

Atualmente se fala muito mal contra as igrejas evangélicas entre e para os próprios crentes. Detalhe curioso é que esse “empenho crítico” tem se notado mais entre os “formadores de opinião do meio”. Escrevermos para a edificação de outros irmãos da família de Deus que são integrantes locais de várias denominações, e é uma tarefa indelével. Necessitamos ressaltar muito mais as virtudes da igreja inconformada, amorosa, despegada da terra e plugada no Reino de Deus e não os pecados daqueles que achamos representar o caos. Pra isso, precisamos abandonar nossos julgamentos herdados e calçar as sandálias da humildade, pra começo de conversa.

A razão que tentamos justificar para tanto esforço na composição de textos criativos e outros até apelativos contra a igreja aqui da terra, é o de denunciar falsificadores da palavra em seu meio; descortinar balcões de negócios em seus átrios, revelar a existência de feudos pastorais em cercanias campais e principalmente expor os descaramentos midiáticos que apelam a uma fé de dinâmica tão simplesmente monetária e etc. Neste ponto estamos com a razão; mas, a questão é que tanta beligerância no combate aos perigos do falso evangelho nos fizeram ignorar que absolutamente a igreja evangélica do Brasil não é feita só desses maus exemplos!

A vida da igreja evangélica neste país é caórdica (combinação homogênea de caos e ordem). Exatamente, pois sua formação é essencialmente mista de experiências, é denominacionalmente distinta por sistemas de governo, paradoxal em posições teológicas e antagônica na interpretação bíblica de grupo para grupo. Esse pano de fundo complexo é a realidade religiosa do mundo cristão em seu hemisfério evangélico, daí a dificuldade de tentar impor qualquer visão igualitária ou fazê-la prevalecer sobre a “vida” do mesmo – pois é uma mistura de gente, reunindo-se em templos sob diferentes lideranças, seguindo doutrinas conflitantes e lendo a bíblia de forma também variante.

O caos da igreja é o que todo salvo em Cristo combate todo dia, é o que ganha destaque em nossas colunas. Mas, e a ordem trazida pela igreja? Sinceramente precisamos mostrar mais desse equilíbrio tão rejeitado, questionado e posto em dúvida por alguns de dentro da própria barca evangélica. Posso dizer que na composição “dual do perfil evangélico” o que nos une é o comum; pois todos buscamos servir ao mesmo Deus, aceitamos o mesmo salvador, recebemos o mesmo consolador, estudamos as mesmas escrituras e vivemos sob as mesmas promessas – o resto é o agito do caos, é a debandada do cristão deste confuso planisfério religioso – mas nem por isso posso iludir-me ou decepcionar-me que o caos é a performática mais expressiva da igreja evangélica nacional, e que ela personifique somente aproveitadores, vendedores de bênçãos, homofóbicos, pedófilos e sujeitos sem os autênticos predicados do evangelho de Cristo.

Artigo com continuação.

COMPARTILHAR
Silvio mora na belíssima cidade de Guarapari no ES; é administrador de empresas por profissão; estudou teologia no Seminário SEET e na Faculdade FAIFA. É membro do conselho editorial da revista Seara News. Contribui como colunista em outros portais evangélicos e é palestrante em escolas bíblicas realizadas em seu Estado. Escreve também para o seu blog Cristão Capixaba e é o editor responsável pelo portal Litoral Gospel.

8 COMENTÁRIOS

  1. PARABÉNS GRANDE REPORTAGEM, ESTA É MINHA CAUSA AQUI NO G+ FALAR DAS COISAS GRANDES QUE FAZEM A IGREJA, E NÃO DAS MISÉRIAS DOS HOMENS QUE SE LOCUPLETAM DELA, CLARO NÃO FICO CEGO A PONTO DE NÃO MANIFESTAR OPINIÃO QUANDO É DEMAIS, MAS NUNCA TRAVAR UMA GUERRA OU LEVANTAR BANDEIRA PARA ESTA CAUSA, QUE CULMIONA TRAZENDO O CAOS SOBRE A IGREJA, E ABRINDO A PORTA PARA ATEUS E APROVEITADORESW, ATÉ MESMO AQUI DO G+ DE PRODUZIR OPINIÃO ATRAVÉZ DE SUAS REPORTAGENS, QUE TEM UNICO OBJETIVO, MODULAR A UNS PARA SEREM CORRETOS E ESCRACHAR OUTROS CRUCIFICANDO, NÃO SÓ ELES, BEM COMO TODA A IGREJA, EXPONDO VERGONHA E ESCANDALIZANDO, OS CRISTÃOS….MAS O PIOR4 É AJUDAR ATEUS GAYS E O ANTI-CRISTO CONTRA A IGREJA E SUA PALAVRA

  2. Os mercenários da fé estão passando dos limites mesmo.Já não basta a exploração da fé dos
    incultos e incautos via lavagem cerebral,agora enveredam pelo caminho sujo da política e
    usurpam o poder e querem o poder custe o que custar.Queremo poder e não importa os meios.
    Estão cada vez mais se afastando de DEUS com tanta corrupção da política e o próprio DEUS
    vivo o entregará aos homens do mundo para que estes promovam e consigam destruí-los.
    Sempre foi assim desde o começo do mundo.Até hoje os crentes sonham com o poder.Veja o
    que os crentes fizeram na Irlanda do Norte só porque são maioria.Estes crentes fundamentalistas
    deveriam ir para a Irlanda do Norte.Com certeza serão expulsos.Eles preferem gays do que
    esse tipo de crente doente,perigoso,fanático,fundamentalista que não sabe respeitar e nem com-viver com as diferenças…Fora fundamentalistas….

  3. Fala-se de “caos nas igrejas”.

    Existe muito mais “caos” nas torcidas organizadas de futebol e na política partidária.

    Jesus disse, por acaso, que a sua Igreja nesta Terra estaria livre e turbações e aflições, ás vezes causadas pelos próprios membros e congregados ?

    As 7 igrejas da Ásia eram livres de problemas ? e a de Corinto ? e a de Creta ?

    Aparece na igreja/congregação um milagreiro e falso profeta ? isso não é caos, é rotina da igreja ! desmascara o infeliz, “desprega” o que ele pregou, e pronto ? cadê o caos ?

    A ordem está para ser colocada justamente quando o caos se manifesta.

  4. […] Nesta abordagem “ressuscito” um texto de nossa autoria que foi publicado aqui no G+ no ano passado; mas que a meu ver continua sendo bem necessário. Inclusive, se você também quiser conferir um outro artigo correlacionado e que precedeu a este, intitulado: “As igrejas evangélicas são mais ordem que caos”, o poderá fazê-lo aqui. […]

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here