Home Artigos Cristãos Polêmicos?

Cristãos Polêmicos?

16
Cristãos Polêmicos?

Percebi na internet que a maioria das pessoas se manifesta principalmente quando discorda. Obviamente que alguns são haters, discordam de tudo. Mas aqueles que são sinceros, normalmente comentam quando discordam. Mesmo porque, se você concorda, não precisa falar: muito bom ou concordo. Afinal, quem cala consente.

Isso faz com que os textos polêmicos sejam mais lidos, pois o povo gosta de discussão, debate, etc. E os textos que a maioria gosta sejam menos lidos, afinal, não tem polêmica.

O problema é que o Evangelho fica de fora muitas vezes e os temas marginais hoje tem sido o centro do debate. Justamente porque a internet e mídias propagam o que dá ibope.

Ao invés de propagar o amor de Cristo, muitos blogueiros preferem dar ibope para temas polêmicos.

Eu sempre escrevo na internet, e percebo que meus textos que foram mais compartilhados ou comentados foram aqueles que criticavam alguma doutrina ou falavam sobre algum tema controverso. A maioria dos meus textos que são apontando para Cristo são bem menos compartilhados ou comentados. O mesmo acontece com os vídeos.

A falsa impressão que ser cristão é apenas ser contra algumas coisas acontece justamente porque isso é que dá ibope e interessa às mídias. A Globo NÃO vai falar sobre o EVANGELHO PURO, ela vai dar ibope para aquilo que tem ibope. Não tenham falsas esperanças. Revistas e tudo o mais, a mesma coisa.

Ser cristão vai muito além do apenas ser contra. Ser cristão é muito mais ser a favor:

– Da Vida.
– Do Ser Humano.
– Da Família.
– Do Amor.
– Da Liberdade.
– Da Igualdade.
– Da Dignidade Humana.
– Da Proteção à Criança.
– Da Ação Social.
– Da Transformação da Sociedade.

SER PARECIDO COM JESUS. Hoje temos sido mais parecidos com os fariseus que eram contra tudo. AMAR EM PRIMEIRO LUGAR! E depois de demonstrar amor e fazer que percebam que os amamos profundamente, então discordar ou falar alguma coisa.

16 COMMENTS

  1. Concordo,o que acontece tb é que vivemos um tempo de guerra
    e EU acredito que em uma guerra
    o que se cala é no máximo um covarde.Temos que amar sim,mas não podemos ser omissos.

  2. Concordo, em partes
    Na guerra em que vivemos o silêncio nos faz no máximo covardes.
    Temos que amar antes de julgar sim,mas podemos amar e amar sem fim,mas a questão é que mesmo amando,estamos sendo ”obrigados” a concordar e bater palmas,não é assim que funciona,
    poucos homens e mulheres de Deus tem se levantado
    e estão sendo apedrejados,a maioria da igreja fica caladinha
    vendo o circo pegar fogo… temos mania de orar quando temos que agir e agir quando temos que orar… A igreja de Jesus não pode continuar sendo omissa!

  3. É verdade Daniel, parece que nós os cristãos.gostamos de polêmicas. Quando entendermos o Ide, aprendermos a amar a Deus sobre todas as coisas e nosso próximo como a nós mesmos, com certeza daremos valor para as almas que estão se perdendo. Gosto muito de seus textos, são sóbrios e maduros, além de serem baseados na Palavra de Deus.

  4. mesmo fazendo esse tipo de comentário digo que o momento das pessoas estarem discordando das imposições que nas tribunas só o orador fala e fala sem ninguém poder discordar por ser o local não propicio e com isso imposto bloqueios como não escandalizar no momento da oratória e coisas assim por isso irmão não desestimule as pessoas de questionar querendo mais e mais pessoas prontas a concordar com tudo ou seja andar com cabresto dizendo levanta ri chora chega disso vc parece ser jovem compreenda o que esta ocorrendo e oriente as pessoas a melhorarem em suas manifestações pois com isso é visto com mais clareza que é preciso compreender o amor

  5. isso e a pura verdade e por isso que ha essa coisa de que crente quer ver gay mortos,isso não e verdade eu quero ve-lo na gloria do pai,o problemas ou solução e que pelo que vejo eles ja fizerem as suas escoalhas e pelo que sei nem Jesus interferi nisso,pois ele nos deu o direito de escolha ,o que eu faço e dizer para tos os gay que converso que suas praticas são abominaves assim como qualquer outro pecado e que jesus ama eles não seu pecado

  6. Passei so pra dizer da concordancia, nao daquela que diminui as polemicas, mas, das que matam a lingua portuguesa como neste caso no inico do artigo: “Percebi na internet que a maioria das pessoas se manifestam principalmente quando discordam”
    Nao seria melhor e mais correto: …que a maioria (das pessoas) se manifesta…
    Falo do cuidado na hora da concordancia verbal e nominal, nao dos debates, que por sinal fazem muito bem a todos. Deixem discordar e se semtirem a vontade desde que concordem verbal e nominalmente>

  7. É verdade meu irmão, o grande problema é que esse debates que acabam ocorrendo não tem objetivo nenhum, cada um vai defender a sua verdade.
    Mas estamos aqui também pra condenar o pecado e não pra julgar as pessoas, aquele que ama não é o que passa a mão na cabeça e observa, mas sim aquele que repreede e fala a verdade, ou seja, o que ninguém quer ouvir!

  8. os cristão protestantes no brasil . faz uma salada de fruta entre o velho e novo testamentos sempre. com referencias ao torá. o que me deixa mais intrigado são algumas igrejas protestante. exaltarem o Deus de israel. ou seja do povo de israel não necessariamente os judeus. israel hoje é um estado bélico.. apoiado pelo os estados unidos. esse mesmo Deus é complacente com a hostilidade empregada por parte de israel. nos campos de assentamentos palestinos.

  9. Já dizia Salomão, vaidade de vaidade, TUDO é vaidade! Se calamos, é por vaidade; se concordamos, é por vaidade; se discordamos, é por vaidade. Penso que na verdade, todo mundo que escreve em fóruns na internet está, consciente ou inconscientemente, buscando alguma notoriedade, um certo tipo de reconhecimento, por mais insignificante que seja, pois se uma proposta de discussão não for polêmica, passará ‘batida’ e aquele(a) que propôs o tema poderá sentir-se frustrado(a) pois seu assunto não mereceu a atenção esperada, não é fato? Enfim, discordo de posturas como a do presente texto! Assim, já de antemão, satisfiz o ego, a auto-estima do escritor que, óbviamente escreverá algo do tipo “modéstia de negação”; lógico que não passará de uma falsa modéstia, afinal de contas alguém se importou o suficiente com seu texto pra ficar aqui “analisando a razão” de tal texto. Fechando meu ‘parecer’, não gosto desse tipo de gente que, como diz o pessoal sulista, gosta de “dar nos dedos dos outros”, significando tal expressão (espero não ter de ‘desenhar’ pra me fazer compreender!) “estou bem acima desse pessoal que só sabe criticar…” e também “ser cristão é ser isto, isso ou aquilo…” Daniel, agradeço tua ‘preocupação’ em exortar-nos a todos que ‘gostam da polêmica’ para deixarmos de ser ‘polêmicos’. Em muitas situações Jesus não respondia a seus interlocutores, mas, como se diz, “os matava no cansaço” de Seu silêncio. Entretanto, se pensarmos um pouquinho, veremos Jesus envolvido em debates desde Seus 12 anos, no templo de Jerusalém, e daí por diante, não irei subestimar a inteligência de ninguém; é só dar uma lida nos evangelhos. Se alguém quiser discordar de minha “discordância”, já de antemão agradeço reiteradamente, pois ficarei muito lisonjeado por ter atingido meu objetivo:
    GERAR UMA ‘POLÊMICA’!…
    E VIVA A ‘POLÊMICA’ QUE NOS PROTEGE DE SERMOS APENAS “BOIS DE PRESÉPIO”!…
    LUTEMOS E EXCLAMEMOS COMO JACÓ: “Não te deixarei ir, se me não abençoares.”

    • Querido Ricardo Leite, sinto-me lisonjeado em ver sua “preocupação” em replicar ao meu humilde texto, rs.

      Falando sério, acredito que não tenha passado bem o que eu queria dizer, pois em momento algum eu disse que não devemos discutir ou evitar debates. Aliás, eu mesmo disse no texto que escrevo e gravo vídeos polêmicos, e o que mais me incomoda não é isto, é que apenas o que é polêmico é que dá ibope. Já escrevi sobre homossexualidade, criticando a teologia da prosperidade, e outros temas controversos que geram o debate. E o faria outra vez. Entretanto, já escrevi sobre projetos de ação social, sobre a Verdade do Evangelho, e não repercutiu da mesma maneira. Fico chateado com isso? Não. E de maneira nenhuma mudo meu discurso para ter mais ibope, pelo contrário, e aqueles que costumam me ouvir ou ler mais frequentemente podem afirmar isto.

      Porém o que muito me incomoda é ver que tanto a mídia secular quanto gospel, na maioria das vezes dá enfoque apenas em polêmicas, e isso faz parecer que o cristianismo é muito mais focado em ser do contra do que a favor. Espero ter me feito entender. Mas você tem todo direito de discordar, polemizar, fazer o que quiser, só não pode falar palavrão senão eu deleto o comentário (sim, aqui não é totalmente uma democracia, eu aprovo ou aceito os comentários que eu quiser, rs). E cada um continua com o que acredita. Por sinal seu texto demonstra muito bem o que você defendeu no início.

      Abraço!!

  10. Concordo com seu texto Daniel. Estou lendo um livro chamado “AMOR – O maior mandamento” de Henry Drumond, recomendo. Ele faz algumas abordagens bem interessantes e que até sabemos, mas não dá ibope, ou seja, só estão valorizado a fé e esquecendo das atitudes. Quando vemos alguém agindo em nome da fé isso nos regala os olhos, gente curada, paralitico andando, enfim, mas o que a bíblia fala é que a fé o MEIO pelo qual podemos praticar o verdadeiro amor. “ainda que eu falasse…. se não tiver amor, de nada vale…” cor 13 (lembra?) ah, esqueci, não dá ibope, por isso falar de amor, de cuidado, de gentileza, de trato, de afeto e outros valores relacionados ao amor de Deus não dá ibope. Mesmo assim, para alguns interessados vale a pena ler.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here