Controle seus desejos

0

“Resisti ao diabo, e ele fugirá de vós”.

(Tiago 4:7)

Se os desejos nos controlam, nos tornamos escravos, e a vida será uma constante busca por satisfação carnal. As escolhas serão orientadas para o prazer pessoal, e a prioridade será alimentar esses anseios. Alguém controlado por seus impulsos vive como se nada fosse mais importante que supri-los.

Esse alguém se torna cego, perde o senso de ridículo, se envolve em situações humilhantes, destrói sua reputação, família, casamento e amizades. Mancha sua história e fere as pessoas que ama sem constrangimento, pois se tornou egoísta e age como um fantoche nas mãos do inimigo. A carne grita: “Eu quero, e quero agora”. E ele simplesmente obedece, sem pesar as consequências, sem calcular o quanto isso vai custar.

Tiago fala muito sobre a necessidade de controle. Ele compara a vida a um barco comandado por um timoneiro. O barco é imenso, mas controlado por um pequeno objeto: o leme. Da mesma forma, o corpo inteiro pode ser governado pela língua, como ele nos ensina: “Se alguém não tropeça no falar, é perfeito varão, capaz de refrear também todo o corpo” (Tiago 3:2). Aqui, aprendemos que o controle começa no que falamos. Agindo assim, seremos capazes de subjugar nossos desejos e adequá-los à vontade de Deus.

Jesus também precisou controlar seus impulsos. Em Mateus 4, o Espírito Santo levou Cristo ao deserto para ser tentado. Ali, nosso Senhor passou por uma prova de fogo, pois foi tentado em todas as áreas. Mas, nas propostas que o inimigo fazia, Jesus iniciava suas respostas sempre com uma frase crucial: “Está escrito”. Através da Palavra de Deus, Jesus resistiu às astutas ciladas de Satanás e refreou seus impulsos.

Por isso, lembre-se que os desejos não podem controlá-lo. Você precisa aprender a domá-los. Conheça a Palavra e a pratique, pois, assim, nem o pecado, a morte ou destruição terão poder sobre tua vida.

COMPARTILHAR
Nascido em um lar evangélico em São Paulo, Rinaldo Seixas Pereira, o Apóstolo Rina é o fundador da Bola de Neve Church. Após uma experiência sobrenatural do amor de Deus e de constatar a existência real do inferno, quando sobreviveu a um acidente de carro, passou a dedicar sua vida a pregar a salvação.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here