A quem interessar: uma palavra sobre mega vigilhão, arraiá, balada gospel, abala “Jericó” e cia!

10

Eu odeio e desprezo as suas festas religiosas; não suporto as suas assembleias solenes (Am 5:21)

Permita-me apresentar-lhe esta modesta e sincera reflexão. Não me tenha por careta, tapado ou ignorante; considere meu texto à luz dos fatos atuais do mundo cristão – ponha-o em paralelo com as Escrituras, com a narrativa histórica de Atos dos Apóstolos e Epístolas; reflita em como os crentes primitivos adoravam a Cristo e divulgavam o Seu Evangelho, contextualizando-o a diferentes pessoas e lugares – sem retirar-lhe sua mensagem e apresentação íntegra e radical; depois, zelosamente observe muitas de nossas festas e comemorações e seja sincero consigo mesmo: edificamos serpentes de bronze (2 Re 18:4) que têm desviado nosso povo da simplicidade do Evangelho de Cristo e da verdadeira adoração a Deus. Estamos num tempo decisivo em que devemos remover altares de profanação erigidos em nosso meio e quebrar colunas e postes sagrados com o composto anexado de “gospel”.

Este povo me honra com os lábios, mas o seu coração está longe de mim (Mt 15:8)

Festas da “igreja” que oferecem o terrenal. Muitas igrejas estão preocupadas e ocupadas exatamente com o que gostamos de assistir ou de fazer e tentam de tudo para nos agradarem ainda mais em nossas vontades e preferências. As coisas organizadas pelo pessoal da “igreja” são parecidas com as do mundo, distintas apenas pelo poder agregador do termo “gospel”. A mentalidade cristã do século XXI quando quer adaptar algum costume do mundo para dentro da “igreja” basta associar a palavra “gospel” e como que num passe de mágica tudo que queremos de profano lá de fora se torna santo dentro de nosso “mundo crente” e a partir daí nós temos: Gospel Folia, Dance Gospel, Balada Gospel, Rave Gospel, Arraiá Gospel, Halloween Gospel, Funk Gospel, Eletro Dance Gospel, Festa Country Gospel, Gospel Night, stand-up comedy gospel e por aí vai. A razão para promover ou apoiar esses eventos parece justificada e nos agrada em cheio; as “nossas festas” geralmente apresentam razões evangelísticas, fraternais e exaltam a “graça” de ser crente. Nossa e como nós temos motivos de comemorar? Afinal, a verdade nunca esteve tão em voga, a renúncia de nós mesmos nunca foi tão levada a sério como agora, a vida eterna é uma expectativa constante pois estamos desapegados deste mundo – desculpem-me pela ironia neste fim de parágrafo!

E não vos associeis às obras infrutuosas das trevas, antes, porém, condenai-as (Ef 5:11)

Festas da “igreja” que oferecem o sobrenatural. Muitas igrejas pentecostais se renderam as inovações propostas por “grupos heterodoxos” de cantores e pregadores que utilizam expressões superlativas e apoteóticas na divulgação de seus eventos, tais como: mega vigilhão, avalanche pentecostal, vigilhão revolution, vigilhão ômega e acreditem tem até “o mega dos megas vigilhão”. Fora os tão famosos abala “Jerusalém”, abala “Samaria” (não citei o nome das cidades por discrição mesmo). Os organizadores “dessas festas de crentes” se defendem dizendo que tais títulos são para chamarem a atenção das pessoas para uma nova e impactante experiência com o poder de Deus. Sinceramente, esses eventos em sua maioria não cumprem com a expectativa gerada pelo estardalhaço publicitário feito. A não ser que você considere pula-pula, desordem litúrgica, profetismo dirigido, mensagens de superação, unções de prosperidade como nova experiência com Deus. Na maioria, os super pregadores desses eventos sugerem o extravasar emocional ou exploram em seus apelos carências sentimentais e pessoais dos participantes. A tristeza pra quem embarca nessas fantasias que prometem o transcendental é que depois do “hiper evento” quando a segunda-feira chega, à vida do participante volta ao normal com a mesma rotina e sem qualquer milagre de Deus na vida – com raras exceções; os habitantes da cidade que foi “abalada” continuam com a mesma posição de afastamento de Deus e a comunidade local de crentes como estranha social. E aí irmãos, no fim é só mais um evento onde pulamos, dançamos, gritamos e ouvimos que somos cabeça e não cauda e só isso!

Quando vocês se reúnem, cada um de vocês tem um salmo, ou uma palavra de instrução, uma revelação, uma palavra em língua ou uma interpretação. Tudo seja feito para a edificação da igreja (1 Co 14:26)

Festas da “igreja” que exaltam os homens. Tem havido uma super exposição de pessoas e uma exclusão da Palavra de Deus em nossos cartazes, banners e nos outdoors que espalhamos pela cidade (inclusive poluindo-a visualmente). Como é bom ter foto estampada num cartaz de igreja, ainda mais se você for um dos nomes em destaque; mas, e a Palavra de Deus? Grande parte de nossa divulgação peca por expor demais cantores, conferencistas, apóstolos, doutores e apresentar de menos a Palavra de Deus e seu apelo evangelístico – em grande volume a comunicação visual do cristianismo protestante do século XXI não é evangelística. As pessoas estão sendo convidadas para prestigiarem a presença de cantores e pregadores e só isso! Esses eventos estão desenvolvendo uma cultura de fãs e seguidores de homens – de modo que tais eventos têm adesão, mas não decisão, fãs mas não discípulos, crentes que rolam no chão, mas que não se rendem aos pés do Senhor Jesus Cristo!

Ai de vocês, quando todos falarem bem de vocês, pois assim os antepassados deles trataram os falsos profetas (Lc 6:26)

Festas da “igreja” onde tudo está programado. O louvor é contratado, a palavra é encomendada e a platéia está sugestionada a descambar em qualquer proposta apresentada nessas reuniões “mega-ultra-super poderosas”, que na prática, não mudam em nada o comportamento corrompido, não abalam coisa nenhuma senão ainda mais o cambaleante espiritual participante. Boa parte desses eventos tem sido organizados para exaltar ministérios personalistas, promover candidatos políticos ou esquemas denominacionais. Nos tornamos numa geração que aplaude seus “ídolos humanos”, mas que não adora a Deus; nos cultos da igreja somos expectadores, nas orações pedintes, nas ofertas miseráveis e no testemunho reprováveis – e o pior de tudo, são muito poucos os pastores e pregadores que nos chamam à realidade da vida cristã; que nos falam a verdade e que nos comunicam a Palavra que de fato pode transformar nossa vida morna numa nova vida!

COMPARTILHAR
Silvio mora na belíssima cidade de Guarapari no ES; é administrador de empresas por profissão; estudou teologia no Seminário SEET e na Faculdade FAIFA. É membro do conselho editorial da revista Seara News. Contribui como colunista em outros portais evangélicos e é palestrante em escolas bíblicas realizadas em seu Estado. Escreve também para o seu blog Cristão Capixaba e é o editor responsável pelo portal Litoral Gospel.

10 COMENTÁRIOS

    • E isso existe? onde? ao que eu saiba a pregação da verdadeira palavra morreu com Paulo, daí para cá só existe sincretismo religioso, tudo é catolicismo disfarçado de evangélico, a começar pela bíblia que é um livro 100% católico.

      • kkkkkkkkkkkkkk!
        Então Porque Os Padres, OS Frei, Os Papas Não Pregam Que Adorarem Imagens De Esculturas.
        1Tessalonicensses.1:9- Porque eles mesmos anunciam de nós qual a entrada que tivemos para convosco, e como dos ídolos vos convertestes a Deus, para servir o Deus vivo e verdadeiro,

        Ídolos na Bíblia: não são somente imagens de deuses, mas todas as coisas que venham ocupar o lugar de Deus. Figuras- símbolos, figas, patuás, figuras, imagens de ouro, prata, pau, pedra, gesso, barro de qualquer objeto, coisas semelhantes a estas que tenham algum vínculo de fé e confiança espiritual, e que tomem o lugar de Deus em nosso coração.
        xodo. 20:1-6- ENTÃO falou Deus todas estas palavras, dizendo:

        Eu sou o SENHOR teu Deus, que te tirei da terra do Egito, da casa da servidão.

        Não terás outros deuses diante de mim.

        Não farás para ti imagem de escultura, nem alguma semelhança do que há em cima nos céus, nem em baixo na terra, nem nas águas debaixo da terra.

        Não te encurvarás a elas nem as servirás; porque eu, o SENHOR teu Deus, sou Deus zeloso, que visito a iniqüidade dos pais nos filhos, até a terceira e quarta geração daqueles que me odeiam.

        E faço misericórdia a milhares dos que me amam e aos que guardam os meus mandamentos.

        Deus proibiu fabricar as imagens, proibiu crer nelas e proibiu adorá-las.

        Deus manda quebrar e destruir tudo que for imagem, dizendo que são maldição.

        Desde Gênesis a Apocalipse a Bíblia condena toda a sorte de imagem e a idolatria.

        Deuteronômio. 7:25,26- As imagens de escultura de seus deuses queimarás a fogo; a prata e o ouro que estão sobre elas não cobiçarás, nem os tomarás para ti, para que não te enlaces neles; pois abominação é ao SENHOR teu Deus.

        Não porás, pois, abominação em tua casa, para que não sejas anátema, assim como ela; de todo a detestarás, e de todo a abominarás, porque anátema é.(MALDIÇÃO)

        Deuteronômio. 27:15. Maldito o homem que fizer imagem de escultura, ou de fundição, abominação ao SENHOR, obra da mão do artífice, e a puser em um lugar escondido. E todo o povo, respondendo, dirá: Amém.

        O que é o crer?. Crer: depositar fé, confiar, fazer votos, fazer oração, ajoelhar diante dela, prestar culto, homenagens, festas, cânticos, preces, fazer pedido na oração, interceder a imagem e objetos. (Gênesis. 15.6; Romanos.10.4–Salmo. 95.6– 97:7– 115- 4-8,).

        Isaias. 42:8- Eu sou o SENHOR; este é o meu nome; a minha glória, pois, a outrem não darei, nem o meu louvor às imagens de escultura, ídolos.

        Isaias. 44:15- Então serve ao homem para queimar; e toma deles, e se aquenta, e os acende, e coze o pão; também faz um deus, e se prostra diante dele; também fabrica uma imagem de escultura, e ajoelha-se diante dela.

        Isaias. 44: 9-20; 45:16,20 – 46:5-10, – I Coríntios.10:14 à 23- II Coríntios. 6: 14 à 18.

        I João. 5: 21- Apocalipses. 2: 14,20- 9:20,21- 21:8- 22:15.

        Há muitos outros textos que falam sobre a mesma coisa.
        ESSES VEÍCULOS SÃO TIRADOS DAS BÍBLIAS CATÓLICAS?

  1. Esse tipo de texto precisa ser editado varias vezes, o nosso povo perece por falta de conhecimento, o pior que os fiéis que lotam as igrejas onde os líderes são lobos devoradores, eles vão perecer juntamente com seus líderes, para Deus é abominável estes cultos de prosperidade,
    louvores mundanos, as pessoas se esqueceram que Jesus veio ao mundo para nos trazer salvação através de Sua palavra.

  2. Maravilhooso!!!!! Faço minhas todas as palavras desse artigo cheio de sabedoria inspiradas por um razoável conhecimento bíblico. Deus continue abençoando o autor deste artigo e Deus continue tendo misericórdia de nós.

  3. As vezes nos entristece ver o que acontece hoje entre os cristãos.
    Pensamentos e procedimentos que parecem tão distantes da sã doutrina.
    Eu fico pensando: será que ainda existem cristãos que presam por ela.
    Mas louvo a DEUS por essa matéria.
    Espero que ela ecoe em muitos corações e tragam tantos outros ao despertamento, que eu creio, seja tão necessário em nossa nação.

  4. não tenho mais palavras a 20 tantos anos que venho vendo essas coisas acontecerem e o povo não cresce , deveria pelo menos ter mais criterio , pois o pregador afirma quem der um sacrificio de 2000 tudo vai mudar o cara da e nada muda ai vai campanha pos campanha pos campaha sempre com a promessa agora vai , depois vem agenda ungida ,o que você escrever lá vai acontecer pois foi ungida pelo ap profeta quase anjo , se não acontecer os crente tinha que ir lá e reclamar

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here