Pastor Árabe-Israelense pede que deixem Israel terminar o “seu trabalho” e libertar Gaza do Hamas

11

O texto a seguir é uma carta aberta do Pastor Shmuel Aweida para todos aqueles “ativistas da paz” que se opõem ao Estado de Israel. Ouça com atenção, pois esse pastor Árabe-Israelense é de uma congregação messiânica de língua hebraica. Aweida é um homem que sabe do que fala!

Caros “pacifistas”, os que apoiam o cessar-fogo, e “ativistas de paz e reconciliação”: Perdoe-me por não levar a sério seus lindos sonhos, manifestações e desejos de paz. Pessoas que não se importavam com o sofrimento da população sob o regime do Hamas em Gaza durante anos, realmente não podem ser consideradas moralmente superiores a qualquer soldado da Força de Defesa Israelense que está lutando lá agora.

Você até parece ser melhor e mais amável, mas realmente não é. Desculpe… Se você realmente se importa com o povo Palestino, então liberte Gaza do Hamas e de outras organizações da Jihad Islâmica!

Como você pode sentir pena das crianças inocentes feridas acidentalmente por Israel, quando você não se importa que estas mesmas crianças cresçam aprendendo a odiar intencionalmente? Você diz ter pena das crianças com fome, enquanto você ignora o veneno a que são submetidas diariamente pelas escolas do Hamas e Fatah e pelos canais de televisão.

Como você pode sentir pena das mulheres chorando agora quando você não se importou quando estas mesmas eram humilhadas, discriminadas, estupradas e mortas frequentemente por anos?

Aqui está outra coisa que não entendo: esses tipos simpáticos, amantes da paz, que automaticamente querem e oram por um cessar-fogo nessa guerra de Israel contra organizações terroristas diabólicas, antissemitas, anti-humanos, sedentas de sangue como o Hamas (não contra os palestinos) – automaticamente não deixam Israel terminar seu “trabalho”. E sobretudo, seus governos e ONGs enviam bilhões de dólares de “ajuda” para este sistema corrupto e maligno. E adivinha o que acontece, novamente? Em vez de alimentar os famintos com comida, alimentam-se com armas. Em vez de ensinar as crianças matemática, ensinam ódio e a jihad contra os judeus. Ao invés de construir casas e hospitais acima do solo, constroem túneis de terror sob o chão.

Os túneis encontrados nos últimos dias custaram centenas de milhões de dólares americanos! O exército israelense explodiu literalmente milhões do seu bolso, prezados ocidentais ingênuos. Não estou dizendo que Israel é isento de qualquer culpa aqui. Mas às vezes, pergunto-me se os melhores amigos dos palestinos são na realidade os que mantêm sua opressão sob este regime islâmico? Simplesmente não entendo!

Alguém aqui precisa obter uma melhor compreensão da realidade! Tanto quanto eu odeio esta guerra e o preço que está sendo pago por nossos queridos soldados e os civis inocentes de ambos os lados, odeio o fato de que ela é necessária!

Que a dor necessária desta guerra possa dar bons frutos de paz para todos! Que o Senhor possa nos dar da sua Shalom!

Houve muita a atividade nas redes sociais no mês passado. Fiquei muito desapontado e frustrado com alguns amigos meus do Facebook por seu nível de ingenuidade e cegueira no que se refere a situação real e as raízes do conflito do Médio Oriente. Eles realmente não enxergam o que é o Hamas ou o que realmente é o Islã! Será que realmente são tão cegos para o que está acontecendo ao nosso redor, na Síria, no Iraque e em todo o lado? Não veem que o Hamas está fazendo com a população pobre que vive sob este terror diariamente? Não sei por que continuo sendo surpreendido…

Aos meus amigos Anti-Árabes:

O que realmente me surpreendeu foi que, no que se refere a operação em Gaza, ver o ódio, a vingança e o racismo que encheu as postagens das redes sociais por aqueles que apoiam Israel. Eles expressaram alegria indo para a guerra e causando destruição (me alegra saber, que nossa liderança (em Israel) não sente essa alegria. O fato de citarem versículos da Bíblia não tornou os comentários menos venenosos. Então, tirei essas pessoas do meu Facebook como fiz com os outros que postaram pornografia e outras coisas nojentas. Lixo é lixo! Rezo para que Deus possa proteger nossos soldados que estão servindo na guerra e dando suas vidas por nós – estou orgulhoso do código moral das Forças Israelenses e da legitimidade da operação necessária. Orando por aqueles que precisam fazer duras decisões. Mas com muito mais humildade, acho que devemos orar para que nós guardemos os nossos corações do ódio, da vingança, do racismo, do orgulho e de outras coisas destrutivas que não nos honram e nem ao Deus de Israel.

 
Tradução Ângela Bibi

Fonte: http://www.israeltoday.co.il

COMPARTILHAR
Raquel Elana, formada em Teologia, Pós Graduação em Jornalismo Político/ (Jornalista – MTb 15.280/MG) e Ministérios Criativos pelo IBIOL de Londres, é autora de 3 livros, entre eles: Anjos no Deserto - uma coletânea de testemunhos de mais de 10 anos de trabalho no Oriente Médio. Desde 2012 está envolvida com o trabalho de atendimento aos refugiados da guerra civil da Síria.

11 COMENTÁRIOS

    • Gus, você deve ser um ativista “raso”, leigo que se apoia na retórica da cópia. É só alguém sentado na cadeira, divulgando os ideais dos seus partidos. Se você estivesse no Oriente, ou conhecesse a História dos cristãos árabes que neste momento enfrentam um dos seus piores momentos na história, eu até deixaria que “utilizasse” este espaço para “copiar” os artigos que procuras para embasar suas fantasias. Mas tô a fim não. pois parece que você se importa mais com o partido terrorista HAMAS do que com os cristãos árabes.

      • Eu ativista? … rsrsrs… Qualquer um que divulgue informações acerca da podridão e atrocidades cometidas pelo povo dito “escolhido” é chamado de ativista? Posso até ser leigo no assunto (nem tanto) mas não sou burro nem alienado!
        Qualquer um que estude, um mínimo que seja sobre o conflito em questão, aprende que as origens desta guerra remete à ideologia racista do sionismo que com a ajuda do Reino Unido protestante fundou um país às custas da morte e do sofrimento dos palestinos.
        Se eu apenas “copiei e colei” informações que lhes são desagradáveis, sinto muito. Minha intenção não é constranger ninguém em suas crenças nem tirar-lhes a dúvida da fé.
        Porém a verdade deve ser revelada, doa a quem doer.

        Ah, a afirmação do sinhô dotô Moderchai, não é mentira não, viu?

        http://www.haaretz.com/news/national/.premium-1.606542

        Israeli professor’s ‘rape as terror deterrent’ statement draws ire
        ‘The only thing that deters a suicide bomber is the knowledge that if he pulls the trigger or blows himself up, his sister will be raped,’ says Bar-Ilan University professor.

  1. EX-MEMBRO DA INTELIGÊNCIA MILITAR DE ISRAEL DEFENDE ESTUPRAR AS MULHERES PALESTINAS

    Publicado em 24/07/2014 por Maurício M

    Em entrevista ao programa de rádio Hakol Diburim da Radio Israel Bet, o Dr. Mordechai Kedar defendeu que estuprar as mulheres palestinas seria uma medida efetiva para amedrontar os combatentes desse povo. Mesmo quando o entrevistador Yossi Hadar respondeu que tal proposta “pega mal”, Kedar respondeu dizendo que “é a cultura” e “estamos no Oriente Médio”. E insistiu: “Eu estou falando da realidade: a única coisa que vai deter um atacante suicida – se ele souber que, se puxar o gatilho, sua irmã será estuprada”.

    Kedar serviu 25 anos na inteligência militar de Israel, se especializando nos grupos islâmicos. Atualmente é investigador do Centro Begin-Sadat para Estudos Estratégicos da Universidad de Bar-Ilan. Essa é a mesma universidade onde estudava Yigal Amir, o militante de extrema-direita que assassinou Isaac Rabin (o motivo: ele negociou com os Palestinos, enquanto deveria simplesmente exterminá-los).

    Além disso, Kedar é diretor do “Israel Academia Monitor”, um centro “neo-macartista” que policia os acadêmicos das universidades israelenses caçando qualquer acadêmico que não siga obedientemente as diretrizes do governo de Israel.
    Com informações do Alternative Information Center (Israel) e da RTP (Portugal)

    • Meu Deus, quanta mentira…..mas usando a ONU como base, explica-se tudo….CUIDADO GENTE, tem muita gente do HAMAS NO Brasil e por enquanto no Brasil, só usam a arma ideológica…..cuidado!

  2. Os palestinos perderam boa parte do seu território com a formação do estado de Israel. O pouco que restou é ocupado por colônias israelenses que defendem o discurso de que os palestinos devem perder todo o seu território!! Querem que eles (os palestinos) fiquem passivos diante desta situação??

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here