Lute pela Unção

10

Pouco se tem falado em unção em nossos dias. Nossos seminários não ensinam como adquirir a unção para pregar. E unção é algo tão difícil de se explicar e tão relativo de saber quem tem ou quem não tem, apesar de sabermos bem quando um pregador prega com unção e quando prega sem unção. Este pode até ser muito eloquente e conseguir aplausos daqueles que o ouvem, mas aquele, tocará no coração dos seus ouvintes.

A homilética (arte de pregar), hermenêutica (interpretação de texto) e a exegese (“dissecar” o texto) são ensinadas muito bem em alguns lugares, e quando aplicadas podem gerar um sermão com ótimo conteúdo que será pregado de uma forma muito bem aplicada. Entretanto, existe um algo a mais que faz com que a pregação tome vida e vire algo extremamente explosivo que irá transformar os ouvintes por toda a eternidade.

Talvez alguns digam que isso não existe. Mas gostaria de olhar para a história e citar um sermão que foi pregado em 8 de julho de 1741. Fazem 271 anos que foi pregado por Jonathan Edwards. O título do sermão era: Pecadores nas Mãos de um Deus Irado. O versículo pregado foi apenas um: “… a seu tempo, quando resvalar o seu pé” Dt 32.35.

Neste sermão de conteúdo simples, com apenas um versículo do Pentateuco, Edwards pregou lendo todo o sermão, um apelo ao povo viver em santidade diante da ira de Deus contra o pecado. Alguns ousam dizer que ele não era um bom orador, contudo, neste sermão, enquanto pregava, lendo, pessoas choravam e clamavam em arrependimento, outros se agarravam nas colunas da igreja e nos bancos, como se estivessem sendo engolidos pelo inferno. 

Todas as técnicas do mundo não irão substituir a unção. Não sei se você já ouviu David Wilkerson ou Leonard Ravenhill pregar. Mas se ouvir, talvez saberá do que estou falando.

O erro de muitos pregadores é achar que sabem o suficiente. Muitos, assim como eu, pregam muitas vezes durante a semana. E a maioria de nós está tão distante de viver um avivamento, quanto a teologia da prosperidade está da cruz. Justamente porque não sentem a necessidade de um avivamento. Acham que são bons expositores e isso basta.

Não basta.

Precisamos de pregadores que tem seu coração ardendo diante de um povo que está perecendo. Pregadores que tem seus olhos espirituais abertos para a realidade de nosso país e que clamam e lutam em oração para que seus ouvintes sejam salvos.

Unção é adquirida quando o pregador sabe que não tem poder algum de transformar o coração de seus ouvintes. Quando ele se dobra diante de Deus em desespero a fim de adquirir a unção.

E para alguns, aqueles que tem seu coração nas mãos de Deus. Aqueles que vivem o que pregam. Aqueles que se entregam totalmente a Deus e vivem em santidade. Estes receberão a unção.

Se você é um pregador da palavra de Deus, lute para adquirir unção.

10 COMENTÁRIOS

  1. Deve-se pregar sobre reconhecimento e arrependimento dos pecados, algo que foi realizado na pregação citada no texto.
    As mentes ardilosas desses falsos profetas criaram vários tipos de unção e só existe uma que exatamente aquela que o homem recebe ao verdadeiramente aceitar Jesus Cristo como Salvador.
    “E a unção que vós recebestes dele, fica em vós, e não tendes necessidade de que alguém vos ensine; mas, como a sua unção vos ensina todas as coisas, e é verdadeira, e não é mentira, como ela vos ensinou, assim nele permanecereis.”
    1 João 2:27

  2. toda humanidade se vê impregnada de ventos e fogo de doutrinas humanas porem se alguém quando de coragem em perguntar e mais ainda em de ouvir se o CRIADOR foi presente nesse vento e fogo certamente se ouvira “Não SOU presente”, é simples de saber é só olhar as pessoas que ouvirão e ouvem e fizeram e fazem a oratórias não deixam de serem hipócritas pois continuam os mesmos, sentindo-se absolutos, irrepreensíveis, desumanos amantes de si mesmos, não enxergam o mendigo Lázaro que implora pelas migalhas do pão, não enxergam o assaltado homem que morre a mingua a beira da estrada não ouvem o clamor das viúvas aqueles que sentem-se desamparados por se acharem sem o noivo SALVADOR não ouvem os órfãos os que sentem-se sem seus pais e irmãos aqueles que o excluíram da FÉ, pois estão muito distantes do AUTOR E CONSUMADOR DE TODA FÉ que como verdadeiro e único PASTOR SE DEU A SI MESMO deu a sua vida por todos nós e a esses homens amantes de si mesmo não conseguem enxergar os seres humanos de forma igual pelo contrário astutamente tem colocado divisões entre as pessoas o que foi a causa do CORDEIRO SANTO ter sido morto, quando a igreja viva não as paredes foi envolvida pelo Poder do Espirito Santo foram as igrejas que provocaram sua visitação pois viveram período de verdadeira igualdade entre verdadeiros irmãos não seguindo exemplos de Jacó. É dito assim aos que deveriam já serem mestres pelo tempo que se colocaram a ensinar “se hoje ouvir a voz do ETERNO não endureça o seu coração como foi na provocação He: 3,4,5,6 etc…. se isso acontecer veremos mudanças verdadeiras na sociedade humana, um homem viveu essa experiência em Atenas e quando tentaram endeusa-los ele rasgou sua roupa e mostrou gritando que não era diferente e mais que ninguém não aceitou corrupção do diabo e aquela região de Atenas pode viver cerca de quarenta anos após morte de um homem comum uma história que já foi esquecida.

  3. O título não sugere somente para a pregação, mas ele deu o exemplo da pregação e no final voltou ao asunto: Lute para adquirir unção.

    Eu acho que as pessoas não buscam tanto a unção porque existe ainda um grande passo para adquirir a unção. A unção é derramada de qualquer forma? A unção é derramada aleatoriamente? A unção vem sobre qualquer um? Como obter a unção? Isso da até um novo artigo.

  4. Muito bom o texto, chorei quando li. D.L. Moody um grande evangelista um dia falou: Se estamos cheios do Espírito Santo Ungidos, nossas palavras alcançarão os corações do povo.

  5. Eu, enquanto Cristão fico com uma pergunta:
    – A unção pode ser conquistada pelo esforço?
    – A unção não seria algo da discricionaridade de Deus, e eu buscar a santidade obrigação minha?
    .
    As vezes leio a bíblia e quase nenhum dos homens que recebeu unção se esforçaram PRA ISSO, claro que tinham um coração reto diante de Deus, mas como disse, isso é obrigação. A unção ao que me parece está relacionada ao trabalho que o Senhor tem pra cada um. Portanto, acredito que a SANTIFICAÇÃO é um passo, embora não necessariamente por isso recebamos unção. Esse é um assunto da discricionaridade do Senhor que elege quem quer e reveste de poder quem Ele quer.

  6. “Se você é um pregador da palavra de Deus, lute para adquirir unção.”

    Uma declaração desta chega a ser estranha vindo de um presbítero de uma igreja reformada como a IPB, tamanha falta de conhecimento bíblico!

    O que é unção Daniel Simoncelos???

    “E vós possuís unção que vem do Santo e todos tem conhecimento.” I João 2:20

    Interprete esta passagem para nós – não esquecendo do grego, e chegará ao verdadeiro sentido da palavra “unção” para a Igreja. Aí obviamente você vai perceber que não existe “pregador da palavra” sem antes ter recebido a tal “unção” que você fala!

    Fique na paz!

    • Querido Paulo, primeiramente o fato de ter algum título ou ser membro de alguma denominação não faz de mim inerrante naquilo que digo, ou faz com que esteja 100% alinhado com qualquer teologia de qualquer igreja. 100% alinhado ninguém está. Outra coisa, no meu conhecimento superficial, muitas vezes mudei de ideia, e mudarei tantas vezes quantas eu me aprofundar e achar que estava errado. Mas sinceramente, creio que este não seja o caso.

      Provavelmente você deve ser conhecedor do grego, e sabe que uma palavra pode ter dezenas de desdobramentos e deve ser analisada no contexto que é colocada. Provavelmente você conhece a palavra Logos. E talvez diria pra mim inicialmente que o significado dessa palavra é Palavra ou Verbo. E isso se aplica em Jo 1.1-18. Entretanto, em Jo 4.37 ela muitas vezes é traduzida como ditado e no vs 39 como testemunho. Somente para a palavra Logos, há mais de 40 sentidos no NT (às vezes é traduzido como coisa).

      Quando vemos o significado da palavra Chrisma (unção) pode ser qualquer coisa untada, pode significar unguento. E era o ritual de inauguração do ministério de um sacerdote, onde óleo era derramado sobre ele. O sacerdote não era um pregador da palavra, e se for analisar desta maneira, todo cristão é um sacerdote e é ungido. Todos estamos debaixo da unção.

      Entretanto, se analisar o que escrevi, falei sobre unção em uma perspectiva diferente. Esta unção que descrevo esta mais ligada ao que no NT é descrito com homens cheios do Espírito Santo que pregavam com autoridade. Ou o que Paulo diz ser não pregar baseado em persuasão humana, mas na demonstração e poder do Espírito. Esse é o significado de unção para mim e que uso neste texto.

      Espero ter me feito entendido e me desculpe por não ter explicado melhor no texto. Deus abençoe sua vida!

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here