Discípulos da ALIENAÇÃO: Os desconhecidos de JESUS

5

É espantoso o número de cristãos na internet, nas ruas, na TV e, sobretudo, assustadoramente dentro da própria igreja, alheios, não só ao mundo exterior e às suas mazelas, ou à humanidade que em pleno apelo pelo planeta, procura  entender onde vamos parar, ou ainda, compreender como chegamos aqui, mas também, alheios e distantes da palavra de Deus e do evangelho de Jesus Cristo.

O “cristão” como centro do universo, na era em que julga ter conquistado para si o mundo e sua vida, colocando-se como o alvo central; bem ao modo humanista (o mesmo “estilo” condenado em suas reuniões de busca de poder e “unção de riquezas”, na maioria das igrejas), tem de forma absurda e alienada, aprendido a se colocar como o fim; O alvo de uma vida que mais parece, uma vida de “prazer” do que abundante.

Há muita diferença entre uma e outra…

 

Não existe mais o evangelismo através de uma vida de testemunho  – a não ser, o “financeiro”, o do carro novo, ou o que esteja fora da TV ou de grandes eventos ou concentrações de fé e “milagres”…

O testemunho de lideres e pastores passa bem longe de qualquer coisa que lembre a Jesus em sua conduta junto aos seus, ou ao pecador.

Não há o mais o amor; Nem o pregado, nem muito menos, o vivido; Só o relatado como uma breve passagem para não “fazer feio”…

Afinal, o homem que se torna filho na atual sub vida cristã, deixou de se cobrir da poeira dos pés do Mestre que trouxe a salvação, para se tornar o filho mimado; na vida que insiste em dizer, ser “abundante”, mas que na verdade, não tem passado da vida que o mundo julga ou tem como abundante.

Esta é hoje a posição do que carrega o nome de “seguidor de Jesus”; Afinal, ele é  Filho o do Rei; O “possuidor” (no pior sentido) da vida abundante de Jesus, e de outras grandes verdades, traduzidas em diversas mentiras que tem sido o sustentáculo destes “filhos” da fé que o Senhor Jesus afirma, não reconhecê-los no fim, quando alegarem fazer parte do povo eleito…

“Apartai-vos de mim, não vos conheço…”.

 

E seria no mínimo insano, não querer se dar conta de quem seriam estes “presunçosos”…

Seriam por acaso, os que não fizeram a opção pela escolha em fazer de Jesus, o Senhor de suas vidas?

Seriam os alheios ao crescimento da igreja dentro da “visão” de alguns “Pastores” e, em que a mesma, cresce e opera segundo o mundo e a sua concupiscência?

 

Creio que não… Estes pobres, na maior parte, excluídos, não trazem para si o nome do Senhor em suas ações com tanta irresponsabilidade quanto os confiados “evangélicos”, seguidores da vida que almejam e não do Senhor da vida… Quase tem se tornado “senhores” de seu suposto Senhor…

Creio, sim; serem os que, na escalada do crescimento do que julgam ser a forma válida para o “avançar” da igreja, fazem crescer em suas vidas de “vitórias”, apenas, todo o contingente irresponsável e insano que trazem junto do nome que utilizam, sem nem ao menos, conhecerem bem o seu dono, de fato…

Se o conhecessem, seriam e reagiriam como o Mestre do qual tomam e envergonham o nome.

Certamente, eu e você se tivéssemos o nome usado em alguma impropriedade, teríamos, a mesma reação que Ele terá.

Seu amor eterno, no entanto, espera que nos adequemos ao seu estilo…

Enquanto há tempo, é óbvio.

O Senhor Jesus deu autoridade aos seus; Aos que criam nele. Aos que estivessem nele…

Até aí, tudo bem, não é?

Não.

Não está nada bem na igreja que revoga o seu nome, mas que anda segundo o mundo em sua busca por algo que supra suas expectativas, ou sua religiosidade que beira a idolatria. Tudo anda mal se não é a ele, quem temos seguido.

Este é o panorama da igreja que diz ter a formula para o homem carente da graça de Deus…

Pode até ser que tenham a “formula”, o que tem faltado, é a prática:

A prática da graça.

Se não houver em nós o mesmo sentimento que houve em Jesus Cristo, é certo que o mundo não saberá do que tanto precisa e nem saberemos o que ainda precisamos com ele, aprender.

Faça um exame de sua vida como seguidor de Jesus cristo; Coloque-se à prova;

Pense se você o segue ou se na verdade, você segue é a si mesmo…

Se você é igreja, ou se simplesmente, faz parte de uma parte da sociedade que, alienada, tem pensado em tudo; menos em andar como Ele…

 

“… Nem todo o que me diz: Senhor, Senhor! Entrará no reino dos céus, mas aquele que faz a vontade de meu Pai, que está nos céus. Muitos me dirão naquele dia: Senhor, Senhor, não profetizamos nós em teu nome?

E em teu nome não expulsamos demônios?
E em teu nome não fizemos muitas maravilhas?
E então lhes direi abertamente: Nunca vos conheci; apartai-vos de mim, vós que praticais a iniquidade… ”

 Mateus 7: 21 a 23.

 

Pense nisso.

 

Rogério Ribeiro.

 

 

COMPARTILHAR
Rogério Ribeiro é um cristão livre do sistema religioso. É Cineasta, roteirista e cronista. Escreve no blog "edição de amanhã", no "Antireligiosidade (http://antirel.blogspot.com.br/), entre outros. É autor de "Descansado sobre a Relva", livro que fala do relacionamento pessoal com Jesus Cristo, acima de qualquer coisa ou "impedimento" proposto pelo mundo religioso. Observador atento, Rogério Ribeiro aceitou o dever de alertar a igreja e, desde então é um compromissado "atalaia" dos nossos dias, às ordens de um só Senhor: Jesus Cristo.

5 COMENTÁRIOS

  1. sou cristão sempre vejo isso sendo feito em todas as igrejas …. a busca d e riquezas do prazer próprio isquecendo do principal q a busca por JEZUS… e muitos defendem essa prática com fervor… por isso deixei de participar dessas igrejas q parecem mas um circo….

  2. Seus textos são pesados, principalmente quando generaliza, é louvável a critica construtiva, a verdade e a denuncia do mal, como leitor percebo que suas matérias seriam mais funcionais e objetivas se você fosse especifico no que quer dizer e dê nomes ao bois, pelo menos independente dos pós e contras saberemos realmente o que você REALMENTE quer dizer, por hora são mensagens bem ocultas.

  3. Realmente,a cada dia que passa estes supostos crentes ungidos de DEUS estão em decadência
    moral e espiritual.Muitos convencidos e poucos convertidos.Muitos foram evenenados pelo
    fanatismo e fundamentalismo religiosos mediante lavagem cerebral,cujo objetivo é dinheiro e
    votos nas eleições. Os currais eleitorais são votos certos para sempre.Não pregam o amor ao
    próximo.Usam,abusam,lambusam e vulgarizam o Santo nome de JESUS CRISTO de maneira
    irresponsável e insana. É a vulgarização do santo nome de JESUS CRISTO no vale tudo por
    fama,dinheiro e poder.

  4. É NÃO SE PREGA MAIS SOBRE SE ARREPENDER SOBRE INFERNO E SALVAÇÃO DENTRO DESTE ASPECTO CONCORDO…TAMBÉM QUE MUITAS IGREJAS PREGAM SOMENTE O KARATE TAMBÉM É VERDADE

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here