Artigos

De machorras militantes e mal-amadas no mercado

Previous Article
Estamos em Guerra
Comments (17)
  1. PH disse:

    Coitado de Jesus quando vier instaurar o seu reino, o que vai ter de oposição não vai ser moleza. Quando Ele propor uma sociedade diferente vão crucifica-lo de novo!!!

    1. Marcelo disse:

      Tá doido cara. Quando o Senhor Jesus vier implantar o seu Reino, não tem essa de coitado não. Ele vem como Rei e Juiz, e vai dominar com vara de ferro meu amigo. Vai ter boquinha não. Qualquer insurreição será prontamente debelada. Vamos ler mais Apocalipse.

  2. ” Mulher virtuosa, quem a achará? O seu valor muito excede o de finas jóias.” (Pv 31:10).Ser uma mulher nos moldes da bíblia não é humilhante, humilhante é seguir o que o mundo prega, como " o importante é ser feliz à sua maneira". Deus deu tarefas diferentes mas complementares para homens e mulheres.É de uma ignorância achar humilhante para a mulher o serviço doméstico.Eu admiro quem consegue ser uma boa dona de casa, pois dona de casa trabalha mesmo, sem férias.Errado é menosprezar essas mulheres que chegam a abrir mão de alguns sonhos para formar bons cidadãos, passando bons valores.Quando está escrito que a mulher deve ser submissa ao marido, não significa que ela deve ser maltratada, e sim respeitar o seu marido, seus pontos de vista e decisões.Há também o mandamento para os maridos amarem a sua esposa como Cristo amou à igreja ou seja, amar a ponto de morrer por ela se for preciso, de levar em consideração suas necessidades, fazê-la feliz.Ninguém é obrigado a se casar, tanto o homem e a mulher podem viver como o aspóstolo Paulo viveu, fazendo sua missão conforme a vocação que Deus lhe deu e continuar solteira (o).Independente de seu estado civil, lembre-se que o seu corpo é templo do Espírito Santo e não uma coisa qualquer para ser usada de qualquer jeito.

  3. Pitagoras disse:

    Logo, logo, os homens serão descartáveis. As mulheres estão aprendendo e assumindo todas tarefas masculinas, já há inseminação artificial, logo virá gestação artificial, mamadeira, creches, etc. etc. Será plenamente possível, um novo mundo das Amazonas, mais humano, menos violento, onde as guerras se resumirão a discussões sobre moda e novelas.

    1. Se fosse tão simples assim… A questão não é a diferenção ou a supremacia de um gênero sobre o outro, a raiz de todo o problema é o pecado e isso afeta a todos. Parece até que nesse suposto mundo de Amazonas não vai haver pecado!

    2. Pitagoras disse:

      Quem poderá prever o futuro ? O que poderá ser considerado pecado? E não poderão as mulheres resolverem seus próprios problemas? Claro que sim!! -Depois de milhares de anos de supremacia masculina, a certeza que se tem, é que eles não conseguiram resolver.

  4. 0 feminism0 e uma resp0sta m0Ia a an0s de machism0 ,, a m0Ia vai e vem e c0m 0 temp0 se ajusta , ate Ia , tera exager0s das 2 partes , machistas e feminitas

  5. Fantástico!
    Recomendo a todos!
    Parabéns irmão!
    Shalom

    1. É…eu sempre falo isso. Uma mulher que nao constitui sua familia, mais pra frente semore sente o peso da frustraçao, a nao ser que a sua situaçao seja propósito de Deus.

  6. Ruy Marinho disse:

    Mais um artigo excelente de Edson Camargo!

    Em tempos “liberais”, a necessidade de refletir sobre este assunto é extremamente urgente. E nada melhor do que um texto inteligente e verdadeiro.

    Recomendo a todos!

    1. Edson Camargo disse:

      Obrigado, meu nobre!
      Você está certo. Passsou da hora de encararmos de frente o problema, da raíz aos frutos.
      Um fraterno abraço,
      Edson

  7. Hj em dia o q mais se vê são mulheres "bem resolvidas", e não mulheres amadas, mães bem casadas. As bem resolvidas ficam lindas em capas de revistas e á frente de empresas, mas à noite as lágrimas borram toda aquela maquiagem, lágrimas q realização profissional nenhuma pode secar. Excelente artigo, amigo Edson!

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

O Colunas Gospel+ é um espaço de opinião, voltado ao público cristão, com abordagem de diversos assuntos ligados à jornada de fé, sociedade, política, música e muito mais.

Aproveite o conteúdo e compartilhe o conhecimento através das redes sociais.