A REVOLUÇÃO DO AMOR Perdoando até ao “Diabo” pra mudar de ROTA!

13

Uns lutam por reforma.  Eu luto pela REVOLUÇÃO DO AMOR.

E Não estou só.

Basta respirar fundo pra sentir o seu “cheiro”, pra ver que o que foi plantado em nós pelo evangelho de Cristo e não pela religiosidade, tem crescido e dado frutos pelo conhecimento da sua GRAÇA.

Graça é pra isso!

Para dar sentido, pra fazer enxergar o impossível e o “impossível” que por ela se torna possível, não é a sua vida de “Rei” sobre a terra, lamento…

 

Graça é pra mudar “água em vinho” ; É pra enxergar que Deus é amor e por seu amor ele é capaz de tudo de bom a seu respeito, como tem sido até hoje.

Deus não vive no ódio a que você se inclina em seu velho “Adão”; Muito pelo contrário.

Ele foi capaz de morrer em seu lugar e você ainda fica nessa de lembrar a todo tempo apenas que “ele abomina o pecado”?

Se ele abominasse o pecado segundo você e sua forma humana caída, em sua “dicotomia” falha, certamente estaríamos todos no inferno e não na Graça salvadora de Jesus.

Certamente ele o abomina, mas não de acordo com a sua ideia de abominação.

A sua abominação tem afastado Jesus do homem e a abominação de Deus, enviou Jesus pra morrer em seu lugar! Entende isso??

Acho que não…  Mas a despeito disso, Deus é Deus e não, você!

Graças a Deus…

 

Quando somos capazes de enxergar que Deus é AMOR, não como é pregado, de maneira vil e entorpecida, mas como Jesus pregou com sua própria vida, somos tocados por esta REVOLUÇÃO.

Muita gente conhece o discurso sobre a trajetória de Jesus, mas infelizmente, não se aproximou dele verdadeiramente…

A vida e o evangelho de Jesus modificam! “Mexem” de maneira profunda em nossos conceitos.  Daí, muita gente não se aproximar…

Estes, são em grande parte, os que pensam ter que deixar algo seguindo-o, quando na verdade, o que ocorre é que você aproximando-se dele, não vê outra alternativa, a não ser dar, se doar…

Ninguém, e nem mesmo Ele te obriga.  É você, Revolucionado por Ele, que passa a dar.

Essa é a REVOLUÇÃO que precisa acontecer com você.  Não adianta falar do amor de Jesus se você não vivê-lo; se você também não for mais um agente dessa REVOLUÇÃO.

Não adianta fazer o Ano das Bênçãos ilimitadas, o Ano da porção dobrada e tudo mais, se não fizermos a cada dia, com toda a graça, o Ano do Perdão… Não é com uma ideia de “ganho”, seja ele qual for, que você se torna um agente do Reino de Deus! É justamente o contrario! É com a “PERDA”, com o “esvaziamento” e não com o adquirir,  sinto muito…

Por mais que você julgue ganhar algo com suas “campanhas” se elas não te trazem ou te fazem viver com o caráter de Jesus, mais longe você vai estar do coração e da vontade de Deus; mais longe você estará desta “Revolução” que começou em Jesus.

O diabo, com suas diversas caras, vem tentando e, com muito êxito, tirar a igreja de seu propósito REVOLUCIONÁRIO.  Cabe a você, ser seguidor de Jesus, ou não; Deixar-se cobrir da poeira dos seus pés, ou não.

E, já que eu toquei em “Diabo” e o povo infelizmente gosta demais desse assunto, Eu deixo aqui uma dica:

Ao invés de ficar gastando tempo com o diabo, odiando-o e por “tabela”, odiando ao mundo, passe a amar ao mundo e a perdoar até às ações do mundo, feitas por ele!

Passe a AMAR ao mundo! Ao invés de ficar odiando o Diabo,  Deixe-o “sem graça” com o seu perdão ao mundo!

 

E não me venha me repetir o “mantra” evangélico de que “Deus Ama o mundo, mas abomina o pecado”.

Pare de dizer que está “lutando contra o pecado” e lute por ser como Jesus.  Te garanto que “de quebra”,  sendo como ele, você já está dizendo não ao pecado.

Pecado é não ser como ELE…

O pecado pra Deus é “fichinha”; Ele o tira de você se você compreende que ELE é quem faz isso e não você mesmo, pra inicio de conversa.

Essa conversa enfadonha de que “Deus odeia o pecado”, repetida e difundida aos quatro cantos, nada mais é do que um “retrato” nosso de nossa incapacidade e não um retrato de Deus.

Na verdade, com essa conversa, você tem é odiado ao mundo em suas necessidades e tem sim, amado ao Diabo, cumprindo os seus propósitos… Sorry.

Não se assuste se um dia, descobrir que Deus é tanto, mas tanto amor, que ama até ao Diabo; vencido, condenado, apenas à espera de seu terrível fim…  Afinal, Deus não o criou para isso, lembra?

 

Escandalizado?

Que bom. Talvez assim você reflita e consequentemente entenda mais claramente, quem é o Deus de amor que você tanto prega.

Porque DEUS é AMOR.

 

Talvez assim, escandalizado e incomodado, você deixe espaço para o agir do Espirito de Deus, sendo um propagador desse AMOR e deixando-se REVOLUCIONAR por ele.

 

Assim espero.

 

 

Rogério Ribeiro.

 

COMPARTILHAR
Rogério Ribeiro é um cristão livre do sistema religioso. É Cineasta, roteirista e cronista. Escreve no blog "edição de amanhã", no "Antireligiosidade (http://antirel.blogspot.com.br/), entre outros. É autor de "Descansado sobre a Relva", livro que fala do relacionamento pessoal com Jesus Cristo, acima de qualquer coisa ou "impedimento" proposto pelo mundo religioso. Observador atento, Rogério Ribeiro aceitou o dever de alertar a igreja e, desde então é um compromissado "atalaia" dos nossos dias, às ordens de um só Senhor: Jesus Cristo.

13 COMENTÁRIOS

  1. ´´Ao invés de ficar gastando tempo com o diabo, odiando-o e por “tabela”, odiando ao mundo, passe a amar ao mundo e a perdoar até às ações no mundo feitas por ele!´´

    Paz, Rogério. Como vai?

    Há pessoas que não gastam tempo com o diabo porque o foco destas pessoas está em Cristo, e não nele. Pessoas que não odeiam o mundo, que amam a Jesus e vão aprendendo, pela ação do Espírito Santo, a amar seus semelhantes justamente porque Deus é Amor.

    Contudo, me parece um equívoco dizer que Deus ama o ´inimigo de nossas almas´. Jesus veio destruir as obras do diabo, e ao triunfar na Cruz, derrotou-o para sempre.

    Isto porque, diferente de nós, humanos imperfeitos e pecadores, Lúcifer é um ANJO. Decaído. E os anjos, sim, são perfeitos. Eles não têm o direito de errar e se arrepender, justamente porque são perfeitos. De fato, creio que vc cometeu em erro ao escrever ´´perdoar até às ações no mundo feitas por ele (pelo diabo)!´´, e que Deus ama o diabo.

    Deus não o ama, antes o expulsou de Seu Reino, e através de Jesus, nosso Salvador, assegurou-lhe a ruína eterna, pois, ´que associação pode haver entre Deus e o diabo?´

    Se Deus amasse o diabo, o perdoaria e o receberia. Mas não é assim que temos aprendido nas Sagradas Escrituras…

    Abraço.

    Jota 🙂

    • Boa Tarde Jota.

      Creio que você não entendeu o espirito da crônica.
      Não há aqui qualquer enfase em uma discussão teológica, mas a simples lembrança de que Deus é amor de uma forma que compreendemos pouco.
      Deus não precisa perdoar ao diabo para justificar que este fosse até mesmo, objeto de seu amor. Não se pode confundir amor com legalidade. Amor é amor e ponto final.
      Se não há legalidade possível, já mostrada e definida pelo próprio Deus, ok. Mas definir que não há amor dele por sua criação é outra.
      Temos que tentar nos aproximar do desejo do coração de Deus expresso em Jesus e não da “legalidade” que pela nossa incapacidade, compreendemos.

      Um abraço.

      Rogério Ribeiro

  2. Em tempo:

    Se me permite, sugeriria a vc reavaliar sua opinião do ´amor de Deus pelo diabo´, e corrigir isto em seu texto, pois pode confundir aos incautos. Não o conheço, porém acredito que vc não escreve coisas pra chamar atenção para si, não é?

    Nossa palavra deve servir para edificação e crescimento dos que ouvem, e aqui, lêem. Melhor que escrevermos o que pensamos, é escrevermos de acordo com o pensamento de Deus, revelado em Sua Palavra, irmão.

    Em Cristo,
    Josta.

    • A proposta do texto, bem como todo o meu trabalho é levar o leitor a uma dependência do Espirito santo de Deus e não, tratá-lo como o sistema religioso o trata.

      É preciso que saiamos desse “formato” religioso em que o Espirito de Deus tem pouco lugar e dar a ele o seu devido posto, que é o de juiz em nosso coração e mente.

      O que você me pede, é para “conduzir” o povo que não pensa.

      Entretanto, a razão da minha escrita, é levar o povo de Deus a pensar buscando conhecê-lo em sua palavra e a “discutindo” com o seu Espirito.

      Afinal, é ele quem nos revela quem é Deus.

      “… A letra mata, o Espirito VIVIFICA”.

      Fique na paz.

      Rogério Ribeiro.

      • Rogério ribeiro,
        Eu entendi muito bem o que vc quis dizer. O pessoal se deteve num detalhe, que não foi o foco de seu texto. Vc nos induz a olhar para o amor de Cristo e perdoar sempre, nos despojando das críticas e dos modelos impostos pela religião. Realmente, os religiosos não querem que o povo pense…. Dizem eles, “cuidado com o que vc fala, não diga isso, não exponha esse caso…” Dá para perceber muito bem pelas críticas que vc e a Raquel recebem aqui.
        Eles, os que se dizem cristãos, deveriam saber que sem JESUS, nada há!
        Fica na paz de Cristo.

  3. Gostei muito do texto e concordo com quase todo, claro que com a exceção já colocada pelos demais irmãos quanto ao “Amar ao Diabo”.

    Além disso ressalto a questão de amar o mundo, é preciso deixar claro que a Bibllia nos apresenta conceitos bem distintos para essa palavra apresentados pelo mesmo autor.

    “Porque Deus amou o mundo de tal maneira que deu o seu Filho unigênito, para que todo aquele que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna.” João 3:16

    “Não ameis o mundo, nem o que no mundo há. Se alguém ama o mundo, o amor do Pai não está nele.” 1 João 2:15

    Aqui vejo a distinção de mundo enquanto criação de Deus e fruto do seu amor mas também o mundo enquanto sistema corrupto e caído pelo pecado, a este mundo não devemos amar.

    No amor de Cristo

      • Oi Rogério.

        Vc sugeriu que Deus ama até o diabo. veja o que escreveu:

        ´´Rogério Ribeiro via Google+Há 3 horas (editada) – Compartilhada publicamente:

        Não se assuste se descobrir que Deus ama até ao Diabo…´´.

        • meu amigo jota oliveira.

          deixe o rapaz de mão, não fique fazendo tais criticas sobre o texto não, no lugar disse, tente entender o que o mesmo quis dizer, um texto desse, que foi sabiamente apresentando para nós, na tentativa de nos edificar, ai o senhor fica procurando os pontos de divergência entre o que vc acredita ou deixa de acreditar.
          Faça um bem para vc mesmo, leia com amor, se é contra não retenha, mas, se for a favor retenha o que for bom, o que não dá é o senhor ficar querendo colocar palavras e retirar palavras do texto do rapaz.
          Me diz uma coisa, tu é DEUS?, eu tenho certeza que não, então deixe de ficar dizendo que ele ama ou não, isso compete a ele.
          Agora se a discussão fosse: Saber se a outro caminho além de cristo e o dono do texto falasse que há, ai sim o senhor poderia opinar, mas quanto esse texto, retenha o que é bom!!!

  4. Perdão

    1. Remissão de culpa, dívida ou pena. = DESCULPA

    2. Absolvição, indulto.

    3. Benevolência, indulgência.

    4. Fórmula que exprime um pedido de desculpas.

    “perdão”, in Dicionário Priberam da Língua Portuguesa [em linha], 2008-2013, http://www.priberam.pt/dlpo/perd%C3%A3o [consultado em 09-02-2014].

    Segundo a tradução da palavra perdão não há que falar em perdoar o Diabo não.
    Acho que tudo isso é um equívoco, ou não.

  5. Olá Rogério…
    Não sei se você vai ler isto ou não, mas vale a pena tentar.
    O que tenho visto nas igrejas evangélicas hoje nada mais é do que “um círculo infinito de ódio, preconceito e raiva contra tudo e contra todos”.
    Me dói ver a que ponto chegamos, esquecemos de amar as pessoas, esquecemos de amar aqueles que foram criados a imagem e semelhança de DEUS. pois é?
    Escrever sobre o que? Basta ler alguns comentários e você já vai ver o que pensam….

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here